Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

07
Jul16

Blogger ativista silenciado


O Informador

Michael Anti.jpg

Já lá vai o ano de 2005 quando Michael Anti virou assunto internacional por ver a Microsoft a desligar o seu blog para que não existissem atritos entre a empresa e o governo de Pequim. Mais tarde a rede social Facebook acabou por apagar a conta ao ativista, tentando silenciar assim este jornalista que partilhava as suas ideias com o Mundo. 

Hoje Michael Anti é um blogger influente e conta com milhares de seguidores, tendo estado na Fundação Gulbenkian, em Lisboa, onde deu uma conferência sobre a China, mostrando como é controversa a ligação entre a sociedade e as grandes empresas internacionais de tecnologia que não querem atrair utilizadores mas sim capital. 

Na China tudo é levado com base nas regras impostas pelos líderes ocidentais, estando o Baidu a substituir o Google, o Weibo a fazer de Twitter, o Facebook poderá ser apelidado por Renren e o Youtube é na verdade o Youku, seguindo estas plataformas as regras para se poder viver em comunidade entre as novas tecnologias da comunicação e a realidade da nação. 

Mais de uma década passada desde que atingiu o sucesso universal devido à tentativa de ser silenciado, Michael Anti deu uma entrevista à revista Visão que poderá ser vista AQUI

01
Jun16

Atual leitura... As Flores de Lótus


O Informador

Primeiramente deixem-me-vos dizer que estou de férias e que foi por isso que ainda não fiz o comentário final sobre Pai Nosso, de Clara Ferreira Alves. 

Agora sim falo da minha atual leitura... As Flores de Lótus, de José Rodrigues dos Santos, o livro que foi lançado em Outubro, que me foi oferecido pelo Natal e que só agora viu a luz do dia por estas paragens para que a sua leitura seja feita em poucos dias e não arrastar ao longo de dias ou mesmo semanas, é a escolha do momento. Encontro-me neste momento a meio da obra e até agora, talvez por Tomás Noronha ter ficado de fora desta vez, a narrativa parece-me no ponto. A política é uma questão central desta obra, a critica social mostra-se capaz de superar as diferentes décadas e a escrita não é maçadora. Espero seguir em frente com esta leitura com o entusiasmo que tenho tido até aqui para não desiludir, percorrendo ao mesmo tempo os vários continentes do nosso planeta através de guerras, conquistas, amores e sonhos.

06
Mai16

GearBest, as compras online!


O Informador

Gearbest

Fã de compras à distância, agora descobri um novo site com conteúdos e produtos iguais e semelhantes a outros que andam por aí mas também com muitíssimos artigos com originalidade onde o desenho, o formato e o estilo fazem a diferença do que se vê pelo mercado online!

As lojas online estão a dar cada vez mais cartas entre nós com os preços cada vez mais competitivos entre si, lançando promoções diárias, semanais e mensais, como é o caso da GearBest, o tal novo site que descobri e que me deixou bem satisfeito onde nem o smartphone e o tablet escapam! Além disso na GearBest ainda existe uma página de Facebook onde vários cupões de desconto estão disponíveis, existindo ao mesmo tempo sorteios com vários brindes a serem atribuídos regularmente. 

Além de tudo isto e para que não existam os tradicionais empates justificativos para com a alfandega, a GearBest tem um tipo de envio da mercadoria encomendada diretamente da China que não necessita de passar pelos postos de verificação, fazendo com que tempo e trabalho para justificar a compra sejam diminuídos.

21
Mar16

A moda chinesa do A4


O Informador

china 1.jpg

Volta, não volta, lá surge uma nova moda vinda da China! Agora o alvo, pelo menos para já, são as mulheres!

O desafio que o mulherio chinês está a lançar pelas redes sociais e que aos poucos se propaga ao resto do mundo é ter a cintura da largura de uma folha de papel A4. Depois de vários desafios, cada um mais parvo que o outro, eis que agora a moda é mostrarem cinturas finas como as folhas A4 de papel. Escondem a barriga com a folha (ao alto), tiram uma fotografia, publicam pelas suas contas sociais e já está.

Milhões de chinesas com cinturas com menos de 21 centímetros já partilharam a sua imagem, incentivando quem as segue a fazê-lo também. 

17
Dez15

Compras da China


O Informador

Encomendei uns ténis que vêm do outro lado do mundo e até agora todas as compras que fiz desta forma chegaram sãs e salvas, com ou sem selo alfandegário. Só que desta vez foi diferente!

Mais de quarenta dias depois do pagamento ter sido feito e da expedição do material comecei a ficar preocupado e enviei um pedido para verificarem a situação. Só que não foi necessário nada disso, visto que umas horas depois chegou o aviso para desalfandegamento de objetos pessoais através dos correios. Tive de enviar contribuinte e outros dados pessoais, apresentar os motivos da compra e comprovativo de pagamento. 

Agora estou em espera para saber se os ténis aparecem ou não na morada correta ou se ficam «presos» por algum motivo num local indeterminado e com um destino que todos nós, meros clientes nestas situações, sempre desconfiamos qual seja. 

27
Jul15

Casa construída em três horas


O Informador

A China não pára e desta vez foi a empresa ZhuoDa que acabou de deixar o mundo de boca aberta e com perspectivas habitacionais bem interessantes. 

A empresa demonstrou como através de impressoras 3D é possível a construção de casas em apenas três horas. Com a promessa de serem duradouras, estas casas podem ter até dois pisos e durar até 150 anos com um uso normal como todas as outras. Ainda não se conhecendo os materiais usados para o feito, o que é sabido é que os mesmos provêm de resíduos agrícolas e industriais. 

Da criação dos modelos até à construção das casas estão poucos passos que podem ser percorridos em apenas dez dias, segundo os responsáveis da ZhuoDa. Além de ser rápido está ainda a promessa da diminuição dos custos de construção, estando os preços por agora a rondar os 400€ por metro quadrado. 

15
Dez14

Museu do Oriente


O Informador

Museu do Oriente

O Museu do Oriente está de portas abertas para receber os seus visitantes e mostrar os vínculos que sempre foram existindo entre as civilizações do Ocidente e do Oriente.

Fazendo a ponte entre as várias culturas, a Fundação Oriente mostra no Museu o forte leque antigo da presença nacional em território oriental, percorrendo a passagem dos portugueses pelo mundo através das conquistas de navegação. Mostrando na atualidade tudo o que foi feito no passado, as provas estão disponíveis para poderem ser vistas por todos.

Com colecções de arte portuguesa e asiática que mostram os encontros históricos entre o Ocidente e o Oriente, o Museu do Oriente reúne a riqueza e a grandeza desta união que teve vários contornos ao longo dos séculos. A guerra, ignorância e admiração estão visíveis pelos vários corredores do espaço lisboeta que demonstra as artes, ciências e culturas que uniram as grandes civilizações até aos dias de hoje.

Uma sugestão para uma dia de passeio e conhecimento cultural que vale sempre a pena!

Museu do Oriente

Museu do Oriente

Museu do Oriente

Museu do Oriente

Museu do Oriente

03
Nov14

Um pedido de ajuda!


O Informador

Ajude-meHá uns dias publiquei um texto com a respectiva imagem onde mostrei os óculos de sol que me tinham chegado da China através do site AliExpress. Hoje deparo-me com esta imagem partilhada pelo Facebook, juntamente com o texto que se segue...

Moradora do DF recebe compra de site chinês com pedido de ajuda.

Bilhete foi enviado junto com uma blusa e teria sido escrito por um suposto trabalhador submetido a condições análogas ao escravo "Sou escravo, ajude-me". O pedido, em inglês, veio acompanhado de uma blusa que a moradora de Águas Claras Sandra Miranda recebeu nessa quinta-feira (23/10). A encomenda foi feita no site chinês AliExpress, famoso por vender peças com valores bem abaixo do mercado brasileiro.

Já anteriormente tinha visto partilhas semelhantes tendo na altura também ficado a pensar na verdade sobre esta situação. Agora que faço compras através deste portal e vejo que realmente os preços praticados são abaixo do mercado mundial pergunto-me se a mensagem de auxílio não corresponde na verdade à realidade.

Mais um caso a ter em atenção pelas autoridades internacionais que já deviam ter investigado de forma séria estas lojas virtuais dos preços baixos!

18
Nov12

As chinesas podem andar à chuva


O Informador

Uma ideia parva que ontem tive quando tive que parar numa passadeira para uma senhora chinesa a atravessar, vagarosamente, e com a chuva a cair sobre ela. As chinesas podem andar à chuva, isto segundo a ideia que as mulheres portuguesas defendem quando dizem que não se podem molhar para não estragarem os seus penteados. 

Pois é, vejam lá a ideia brilhante que tive e anotei logo no telemóvel para não me esquecer de falar do assunto. Uma cidadã chinesa, que possivelmente é proprietária de uma loja pelo nosso país, não se incomodou nada com o tempo que se fazia sentir e calmamente atravessou a passadeira numa estrada bem movimentada como se estivesse a desfilar. Ela não temeu a chuva, não teve medo de ficar constipada, mas do que me lembrei foi que algumas das pessoas que conheço iriam pensar que tinham que se abrigar rapidamente porque o seu cabelo não iria ser mais o mesmo nas horas seguintes, porque uns bons pingos de chuva fazem sempre ficar-se com um horrível penteado, segundo a bela portuguesa.

Meninas, aquela senhora até ia de sapatos rasos, podia perfeitamente correr um pouco, mas não o quis, sabem qual a razão que aponto para não o fazer? Elas têm o cabelo tão escorrido que nem a água da chuva o consegue remexer. Já viram uma chinesa com o cabelo ondulado sem ter feito algo para isso ter acontecido? Não, claro está! Elas são lisas de cima abaixo, e não temem que a natureza as mude, porque aquilo já não se altera!

Meninas portuguesas, não pensem só no cabelo, porque por vezes é bom andar à chuva para se poderem molhar também e aprenderem com os erros!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________