Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Bertrand Chiado inaugura Café

café bertrand 3.jpg

Se ler é bom, o que dizer da oportunidade de podermos ler no novo Café Bertrand que acaba de inaugurar na Livraria Bertrand do Chiado? Desde já vos digo que o café na famosa rua lisboeta a partir de agora para mim tem novo cheiro, o dos livros. 

A livraria que comemora o seu 285º aniversário recebe assim o novo espaço Café Bertrand para juntar o útil ao agradável e atrair os seus leitores que podem assim desfrutar de comida e bebida enquanto se dedicam à leitura. Este novo atrativo da livraria mais antiga do mundo pretende assim com uma ementa simples e pratos cuidados mostrar a boa gastronomia portuguesa sem esquecer a carta de vinhos com várias referências nacionais de todas as regiões para degustar enquanto se aprecia a leitura e o local. Tudo no Café Bertrand enquadra-se com a história da livraria e a literatura em geral, existindo recurso a uma ementa com pratos inspirados em livros de gastronomia.

Para a responsável pela Livraria Bertrand, «Neste café, bem como em tudo o que fazemos, os livros são a nossa fonte de inspiração». E é com essa ideia que «Com eles, fazemos uma verdadeira e profunda viagem pelo nosso país: de Trás-os-Montes ao Algarve, desde o queijo e requeijão da Serra da Estrela, o famoso chèvre da Maçussa, presunto e copita de porco preto alentejano ou conservas de peixe de Matosinhos, os nossos visitantes poderão “provar os nossos livros”».

Dos pratos tradicionais de cada região aos petiscos e doces, a gastronomia portuguesa marcará presença pelo Café Bertrand mas não estará sozinha. É que Portugal sabe receber e nada melhor que também apostar nos autores internacionais para dar a conhecer as suas origens e sugestões junto dos leitores. 

café bertrand 1.jpg

Proibido de conduzir em Lisboa

Há uns meses saiu aquela linda lei que proibe os carros com data de matrícula anterior a 1992 de circularem ao longo das horas de maior movimento pelas estradas lisboeta. Eu, que tenho o velhinho Opel Corsa lá tenho respeitado a lei e ontem, Domingo, voltei a usar as linhas de Metro para me deslocar dentro da capital. E não é que até não se anda mal?

Deixei o carro junto à estação do Oriente, apanhei a linha Vermelha e depois a Verde e lá fui eu para a zona da Baixa/Chiado ver as montras, fazer umas (poucas) compras e beber café com o sol a brilhar por cima da moleirinha. Aproveitei o Domingo, fui sozinho porque sentia que tinha de ter aquelas horas só para mim sem qualquer preocupação e confesso que andar de Metro dentro de Lisboa até se torna numa mais valia. Não tive qualquer problema em estacionar o carro, poupei combustível com os semáforos e o seu pára arranca habitual, não fui obrigado a pagar parque e ainda consegui fazer a viagem a ler a revista que comprei pelo caminho. O que pode correr mal quando não se tem o carro há mão para quem como eu está habituado a ter sempre as quatro rodas por perto são os horários. Com carro a sensação que se tem é que se consegue sempre chegar mais rápido a qualquer local, existindo ainda a ideia de que se existir uma emergência com o carro tudo se torna rápido. De resto e tirando também a parte do horário em que de noite as estações de Metro em Portugal ainda não estão abertas, vejo e aponto que pela nossa capital começarei a andar cada vez mais de transportes públicos porque a facilidade é muito maior. 

Ofereço... A Volta ao Mundo

A Volta ao MundoVamos dar «A Volta ao Mundo» com uma pista para o futuro? Este é o convite que Anselmo Vasconcellos, o autor de um dos mais recentes lançamentos da Chiado Editora, faz a todos os leitores da sua obra! Mais uma vez a união entre O Informador e a editora volta a ter destaque e agora tenho um exemplar desta história ficcional para oferecer aos leitores que queiram tentar a sua sorte!

Quem quiser habilitar-se a ser o vencedor do exemplar de A Volta ao Mundo que tenho para oferecer basta viver em Portugal, ser seguidor pelo Facebook d’ O Informador e da Chiado Editora, partilhando este passatempo pelo seu estado, tendo depois que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este mesmo texto.

«Vou dar A Volta ao Mundo com O Informador e a Chiado Editora!»

Este passatempo começa pelas 18h00 do dia 16 de Janeiro, Sexta-feira, terminando pelas 19h00 de dia 27! Com a participação validada é só ficares atento porque será logo pelo dia 27 que anunciarei o nome seleccionado através do sistema random.org. O vencedor será também contactado via email, como tal peço que no momento da inscrição os dados – nome (primeiro e último) e email – fiquem correctos para uma melhor comunicação.

Adoravas dar A Volta ao Mundo e desfrutar de todas as maravilhas por ai espalhadas? Eu adorava percorrer todos os cantos deste planeta sempre a conhecer e aprender! Seria feliz! Como tal não é possível, fico-me pelos sonhos de menino!

Participa já neste passatempo enquanto também sonhas com algo longínquo, talvez situado do outro lado do mundo!

Até já!

Autor: Anselmo Vasconcellos

Data de publicação: Novembro de 2014

Número de páginas: 232

ISBN: 978-989-51-2216-5

Colecção: Viagens na Ficção

Género: Ficção

Sinopse: “Conversamos sobre tudo que os impulsos nos trazem neste momento; mas é difícil ouvir a intimidade dela. A minha é só silêncios. Um dia será música, pressinto. Mostro a Lara a amendoeira, o tempo que fez tudo crescer desde que chegamos ali e...  como estamos agora? Nossa volta ao mundo é um jogo mágico onde nos movemos na matemática das surpresas, como faz Alice no País das Maravilhas.”

O Mundo de Jorge Jesus, o vencedor

Vencedor Jorge Jesus

Não sei se o leitor Joaquim Silva é benfiquista, seguidor de Jorge Jesus ou um fanático por tudo o que envolve o mundo do futebol! O que sei é que o Joaquim foi o vencedor do livro Não sou Eça de Queiroz - O Mundo de Jorge Jesus que esteve em passatempo pelo blogue pelos últimos dias graças à Chiado Editora!

Foi através do sistema automático de selecção de números - random.org - que cheguei ao nome do vencedor, a quem dou desde já os parabéns por ir receber esta biografia do treinador do Benfica. Este livro da autoria de Luís Garcia e com prefácio de Paulo Futre tem feito as delícias dos seus leitores, geralmente pessoas que acompanham o mundo futebolístico com atenção e que seguem neste momento a carreira de um dos treinadores do campeonato nacional. 

Obrigado a todos os participantes que tentaram a sua sorte neste passatempo e quem sabe se não ficarão na liderança do campeonato num dos próximos desafios do blogue! Até já!

Sinopse

“No final da minha carreira de jogador, aos 35 anos, estava no Almancil, na III divisão. Depois de um jogo contra o Amora, o presidente do adversário veio convidar-me para ser treinador do Amora. Eu disse-lhe que era jogador, mas ele disse-me que tinha percebido que o verdadeiro treinador do Almancil era eu, dentro do campo.”

“Aquilo que eu estudo é futebol. Claro que tenho de ter um pouco de cultura geral, mas discurso não é percurso. E jogo falado é uma coisa, jogo treinado outra e jogo jogado outra ainda. O importante é conhecer o jogo e ter um discurso que os jogadores entendam, porque eles não estão a tirar um curso académico.”

“A Champions é um objetivo da minha vida desportiva. Eu vou ter de ganhar a Champions dê lá por onde der. Em que ano não sei, mas que a vou ganhar disso não tenho dúvidas. Acredito que poderá ser pelo Benfica.”

“Este foi um trajeto difícil… Ao longo destes 20 anos, as minhas capacidades foram bloqueadas por outros assuntos marginais. Como sempre afirmei, sou um catedrático do futebol. De outras ciências não percebo, mas de futebol…”

Ganha o livro Não Sou Eça de Queiroz - O Mundo de Jorge Jesus

O Mundo de JorgeNão Sou Eça de Queiroz - O Mundo de Jorge Jesus, um  livro publicado pela Chiado Editora na colecção Bios e do qual tenho agora um exemplar para oferecer aos leitores do blogue! Os fãs, seguidores e apoiantes do treinador do Benfica têm agora a oportunidade para terem perto de si a biografia de Jorge Jesus, da autoria de Luís Garcia e com prefácio de Paulo Futre. Quem não é do clube das águias mas que tem alguma curiosidade sobre o homem que afirmou «Não sou Eça de Queiroz» tem também aqui a hipótese de concorrer a este passatempo e quem sabe sair vencedor desta obra sobre a vida de Jesus.

Sinopse

"No final da minha carreira de jogador, aos 35 anos, estava no Almancil, na III divisão. Depois de um jogo contra o Amora, o presidente do adversário veio convidar-me para ser treinador do Amora. Eu disse-lhe que era jogador, mas ele disse-me que tinha percebido que o verdadeiro treinador do Almancil era eu, dentro do campo."

"Aquilo que eu estudo é futebol. Claro que tenho de ter um pouco de cultura geral, mas discurso não é percurso. E jogo falado é uma coisa, jogo treinado outra e jogo jogado outra ainda. O importante é conhecer o jogo e ter um discurso que os jogadores entendam, porque eles não estão a tirar um curso académico."

"A Champions é um objetivo da minha vida desportiva. Eu vou ter de ganhar a Champions dê lá por onde der. Em que ano não sei, mas que a vou ganhar disso não tenho dúvidas. Acredito que poderá ser pelo Benfica."

“Este foi um trajeto difícil... Ao longo destes 20 anos, as minhas capacidades foram bloqueadas por outros assuntos marginais. Como sempre afirmei, sou um catedrático do futebol. De outras ciências não percebo, mas de futebol...”

Quem quiser habilitar-se a ser o vencedor do exemplar de Não Sou Eça de Queiroz - O Mundo de Jorge Jesus que tenho para oferecer basta viver em Portugal, ser seguidor pelo Facebook d’ O Informador e da Chiado Editora, partilhando este passatempo pelo seu estado, tendo depois que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este mesmo texto.

«O Informador e a Chiado Editora estão a oferecer o livro Não Sou Eça de Queiroz - O Mundo de Jorge Jesus!»

Este passatempo começa pelas 12h00 do dia 23 de Novembro, Domingo, e termina pelas 18h00 de dia 03 de Dezembro! Com a participação validada é só ficares atento porque será logo pelo dia 03 que anunciarei o nome que foi seleccionado através do sistema random.org. O vencedor será também contactado via email, como tal peço que no momento da inscrição os dados – nome (primeiro e último) e email – fiquem correctos para uma melhor comunicação.

Desejo Boa Sorte a todos os participantes, adeptos ou não do Benfica, apoiantes ou simpatizantes de Jorge Jesus! Até já!

Vencedor do livro Não Há Histórias de Amor com Final Feliz

Vencedor Não Há Histórias de Amor com Final FelizNão Há Histórias de Amor com Final Feliz, o livro lançado pela Chiado Editora da autoria de Ana Souto de Matos esteve em passatempo pelos últimos dias no blogue. Agora e porque a sua vencedora já está seleccionada, está na altura de revelar o nome premiado!

Através do sistema random.org, tal como é hábito, seleccionei o número vencedor, o 60, o que traduzido pela ordem dos comentários atribui o exemplar da obra à leitora Feliciana Pereira, a quem dou desde já os parabéns!

Agradeço a todos os participantes e convido-vos a continuarem com O Informador porque novas oportunidades como esta estão sempre a aparecer!

Não há Histórias de Amor com Final Feliz

Autor: Ana Souto de Matos

Colecção: Viagens na FicçãoPáginas: 226Género: FicçãoISBN: 978-989-8389-95-4

“(…) Não me envergonho de nenhuma das minhas palavras e atitudes anteriores. Assumi-as perante o mais íntimo em mim, como prova cabal da luta que travei, sobretudo comigo, não contigo, não com quem quer que fosse. Uma luta feroz e voraz que me consumiu os dias e os sentidos, me deixou a arder em desejo, não da tua carne, da tua pele, mas do teu ser total (…)”

Já agora, acreditas que existam histórias de amor com um final feliz?

Ganha o livro Espada que Sangra

espada que sangraEspada que Sangra, um livro publicado pela Chiado Editora na colecção Mundo Fantástico, assinala a estreia nos romances de Nuno Ferreira, um jovem de Vila Nova da Barquinha. Um mundo de fantasia que une o mistério com a aventura e ação na luta pela sobrevivência entre as civilizações de três continentes! Estas histórias vermelhas de Zallar acabam de ser lançadas para as livrarias nacionais e O Informador já tem um exemplar para poder oferecer aos leitores do blogue!

SINOPSE:

"A palavra dos homens teve muito crédito, em tempos idos. Mas quando a soberba e a sede de poder e glória moldam o comportamento humano, a mentira torna-se um instrumento para pentear as suas próprias fraquezas."

Espada Que Sangra é o primeiro volume de Histórias Vermelhas de Zallar, um delicioso cocktail de fantasia, intriga, mistério, suspense, erotismo, aventura e ação, passado num mundo fantástico de civilizações que nos apaixonam a cada página. Zallar é um mundo complexo, onde três continentes lutam arduamente pela sua sobrevivência. No Velho Continente existe uma terra almejada há milénios, desde os tempos em que os medonhos Homens Demónio dominavam a região: Terra Parda, onde as cidades-estado são chamadas de espadas e um minério conhecido por tormento negro tornou possível a existência de armas de fogo. Hoje, são os descendentes dos extintos Homens Demónio quem ameaça as fronteiras desta terra próspera em vegetação, savanas e desertos – os malévolos mahlan. A Guerra Mahlan está prestes a atingir o seu ápice, e agora, tudo pode acontecer. Mas Lazard Ezzila e Ameril Hymadher, reis das principais fortalezas de Terra Parda que viveram um intenso romance na sua juventude, vão perceber de uma forma perturbadoramente selvagem que os seus maiores inimigos podem viver consigo ou partilharem dos seus próprios lençóis.​

Quem quiser habilitar-se a ser o vencedor do exemplar de Espada que Sangra que tenho para oferecer basta viver em Portugal, ser seguidor pelo Facebook d’ O Informador e da Chiado Editora, partilhando este passatempo pelo seu estado, tendo depois que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este mesmo texto.

«O Informador e a Chiado Editora estão a oferecer o livro Espada que Sangra!»

Este passatempo começa pelas 00h01 do dia 13 de Setembro, Sábado, e termina pelas 18h00 de dia 23 do mesmo mês! Com a participação validada é só ficares atento porque será logo pelo dia 23 que anunciarei o nome que foi seleccionado através do sistema random.org. O vencedor será também contactado via email, como tal peço que no momento da inscrição os dados - nome e email - fiquem correctos para uma melhor comunicação.

Desejo Boa Sorte a todos os participantes, bons comentários, muitas partilhas e acima de tudo umas boas leituras!

Quem ganhou o livro Jonas Vai Morrer?!

51 2No dia 4 deste mês lancei o passatempo com a finalidade de oferecer um exemplar do livro Jonas Vai Morrer, agora chegou a altura de revelar o nome da pessoa que irá assim receber a obra de Edson Athayde em sua casa pelos próximos dias!

Através da parceria com a Chiado Editora lancei este passatempo de uma das mais recentes obras da colecção Viagens na Ficção e depois de ter batido todos os recordes até ao momento de participações em passatempos do blogue, tenho que agradecer a todos os participantes por tal feito e por continuarem desse lado a comentarem e a tentarem ganhar as iniciativas que tenho vindo a lançar ao longo deste tempo. 

Foi através do sistema random.org que seleccionei o número vencedor, tendo obtido o 51, tal como pode ser visto na imagem, o que traduzido pela ordem dos comentários revela que tenha sido o Alípio Vieira Firmino a ganhar o exemplar de Jonas Vai Morrer. O vencedor irá receber um email para que os seus dados sejam fornecidos e com a finalidade do seu prémio poder ser enviado.

A todos os participantes e não participantes só tenho a agradecer por estarem desse lado e informar que se continuarem a visitar O Informador terão novas oportunidades com os passatempos que já estão a ser preparados para serem lançados pelos próximos dias!

Jonas Vai MorrerAutor: Edson Athayde

Colecção: Viagens na Ficção
Páginas: 152
Data de publicação: Janeiro de 2014
Género: Romance
Preço: 12,00 €
ISBN: 978-989-51-0888-6

Um quase-policial de Edson Athayde

“Todas as novelas têm um novelo. Todos os crimes têm o seu repertório de culpas. Autores de folhetins, em específico, e criminosos, em geral, trapaceiam ao revelar sempre o que interessa, um truque para esconder o que importa. A dissimulação é o vento que sopra na vela desta galera, o combustível dessa nave. Entre se quiser, acomode-se num canto. A viagem não vai ser tranquila”.
“Neste surpreendente romance quase tudo o que parece não é”.

(Prefácio de Luís Osório)

Romance escrito no âmbito de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura. A história de “Jonas Vai Morrer” passa-se em Guimarães (ou Vimaranes, como era conhecida há mais de mil anos). Trata-se da mais histórica das cidades portuguesas, o chamado “berço do país”. Património Cultural da Humanidade, Guimarães foi, em 2012, Capital Europeia da Cultura. “Jonas Vai Morrer” foi escrito no âmbito de uma Residência Artística Literária desse evento. Além da trama cheia de mistérios e algum lirismo, esta obra revive nas suas páginas as ruas, praças, igrejas, bares, os tempos e os modos vimaranenses. Ambientado nos anos 80, “Jonas Vai Morrer” é um quase-policial, na definição do seu autor. Um livro que fala de crimes sem sangue à vista. Propõe um jogo onde a charada é descobrir quem é o algoz, quem é a vítima. Nesse labirinto, temos Pedro, um homem sem passado, o talvez louco 32, um caderno de memórias apócrifo e um enredo que nunca é o que parece ser.

Drogas do Chiado

Ir passear pela zona do Chiado e Rossio é sempre sinal de que também te irão oferecer de alguma forma droga. Ora são os senhores que só de olhares ao longe percebes logo a razão pela qual estão naquele local, ora são pessoas que nem imaginas que andam a vender tais tretas à vista de todos e quase que mostram que têm autorização das autoridades para o fazerem publicamente.

Como é possível ser abordado de todas as vezes em que passeio por aquela zona por mais que uma pessoa a vender droga? O pior é ver que quem tem o dever de agir nada faz para tirar tais vendedores dos locais! Eles podem não ter o produto com eles e aquilo que mostram a quem passa ser plasticina ou algo do género, no entanto a situação cria medo de passar pelo local, dá mau aspecto, para mais numa zona tão movimentada por quem trabalha e por milhares de turistas que visitam a baixa de Lisboa todos os dias.

Acho inadmissível as autoridades não fazerem nada para retirarem aqueles vendedores com mau aspecto dos locais onde já são habituais! Antes só falavam entre dentes perguntando quando passávamos se queríamos comprar, agora nem perguntam, andam com pequenas embalagens na mão, criando situações embaraçosas a quem tem de passar ao seu lado.

Os vendedores de droga ou os enganadores do Chiado andam à vista de todos e ninguém se incomoda com tal facto! Com as autoridades a abafarem este tipo de situações ilegais, que causam algum receio nas pessoas, como se poderá circular numa cidade tão boa com pedras nojentas a aparecerem ao virar da esquina em forma de gangue?!

Ganha o livro A Escuridão procura a Escuridão

a escuridão procura a escuridãoSónia Ferraz da Cunha é a autora de A Escuridão procura a Escuridão, um livro publicado pela Chiado Editora na colecção Viagens na Ficção. Um amor, uma forma rude e agressiva de agir e várias questões sobre o que é procurado pela noite por duas pessoas apaixonadas além do amor! Vários temas são falados e comentados neste livro lançado em Maio e que O Informador agora vai oferecer!

Quem quiser habilitar-se a ser o vencedor do exemplar de A Escuridão procura a Escuridão que tenho para oferecer basta viver em Portugal, ser seguidor pelo Facebook d' O Informador e da Chiado Editora, partilhando este passatempo pelo seu estado, tendo depois que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este mesmo texto.

«O Informador e a Chiado Editora estão a oferecer o livro A Escuridão procura a Escuridão!»

Este passatempo começa pelas 10h00 do dia 6 de Julho, Domingo, e termina pelas 18h00 de dia 16 do mesmo mês! Com a participação validada é só ficares atento porque será logo pelo dia 16 que anunciarei o nome que foi seleccionado através do sistema random.org. O vencedor será também contactado via email, como tal peço que no momento da inscrição os dados fiquem correctos para uma melhor comunicação.

Deixo de seguida a apresentação de A Escuridão procura a Escuridão e um desejo de Boa Sorte a todos os participantes!

Autor: Sónia Ferraz da Cunha

Colecção: Viagens na Ficção

Páginas: 192

Data de publicação: Maio de 2014

Sinopse:

"Ele sorriu (...), segurou-me o braço que pousava sobre o colchão e encurtando novamente a pequena distância que nos separava, e de forma decidida e deixando-me sem reação, segurou-me com firmeza o rosto com a outra mão e encostou os seus lábios aos meus num beijo onde o pouco discernimento que a hora avançada, e o algum álcool que já bebera, me permitiam possuir foi morrer, dissolvido no seu cheiro irresistível, nos seus movimentos seguros, intensos, firmes, na suavidade dos seus lábios e no seu sabor, um sabor que naquele momento me empurrou a um abismo de descontrolado desejo."

"O tempo é implacável, imparável e a mais confiável das realidades, e mesmo que dele percamos o trilho ele seguirá sempre o seu caminho, indiferente à nossa falta de sensibilidade.

E assim os dias passavam sem que eu tivesse a real perceção do seu impacto ou dos meus atos e dos seus possíveis danos, e através deles eu ia repetindo rituais de culpa, de mentira e principalmente de prazer, um prazer do qual eu não estava disposta a abrir mão sobre nenhum pretexto."

"O seu toque era mais rude que o habitual, as suas mãos grandes e fortes seguravam com firmeza e os seus dedos longos e finos pressionavam-me a pele, por vezes exagerando na intensidade; também os seus movimentos dentro de mim foram mais enérgicos, como se um impetuoso fogo o estivesse a consumir. Esporadicamente sentia como me segurava o cabelo com uma das mãos, imprimindo alguma agressividade ao ato, enquanto a outra, no meio das minhas pernas, me provocava um descontrole indescritível, levando-me com a sua insistência e habilidade ao limite do prazer."

Biografia

Sónia Ferraz da Cunha é licenciada em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, e em Conservação e Restauro pelo Instituto Politécnico de Tomar. Ao longo da sua vida profissional exerceu diversos cargos em diferentes áreas, como Técnico Superior de Conservação e Restauro, Professora Universitária de Conservação e Restauro e Professora de História do 3º Ciclo e Secundário. A paixão pela Literatura em geral, e pela arte da escrita em particular, nasceu ainda Sónia se encontrava sob a estática e permanente observação das elevações montanhosas que coroam as paisagens de Trás-os-Montes, de onde é originária e onde nasceu decorria o ano de 1977, sendo que atualmente reside na Invicta cidade do Porto, cidade que a adotou e que por ela foi tão apaixonadamente adotada.

Ganha o livro Polícias, Crimes e Criminosos

Polícias, Crimes e CriminososPolícias, Crimes e Criminosos é o livro da autoria de Samuel Antunes Teixeira, um antigo Inspector da Polícia Judiciária, que tenho para oferecer num passatempo onde qualquer pessoa pode sair vencedora, basta concorrer!

A obra lançada pela Chiado Editora, com prefácio de Francisco Moita Flores, retrata vários anos de trabalho de um homem que esteve envolvido na investigação de vários casos de homicídio, revelando histórias polémicas e controversas que colocaram em risco os defensores da paz. Contando o que viveu através das abordagens aos criminosos, o que sentiu e os processos de investigação de vários casos, Samuel Antunes Teixeira assume este livro como sendo a voz dos polícias que correm riscos atrás dos criminosos do nosso país.

Quem quiser habilitar-se a ser o vencedor do exemplar de Polícias, Crimes e Criminosos que tenho para oferecer basta viver em Portugal, ser seguidor pelo Facebook d’ O Informador e da Chiado Editora, partilhando este passatempo pelo seu estado, tendo depois que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este mesmo texto.

«O Informador e a Chiado Editora estão juntos para oferecerem o livro Polícias, Crimes e Criminosos!»

Este passatempo começa pelas 19h00 do dia 24 de Junho, Terça-feira, terminando pelas 19h00 de dia 4 de Julho, Sexta-feira! Com a participação validada é só ficares atento porque será logo pelo dia 4 que anunciarei o nome que foi seleccionado através do sistema random.org. O vencedor será também contactado via email, como tal peço que no momento da inscrição os dados fiquem correctos para uma melhor comunicação.

Polícias, Crimes e Criminosos

Autor: Samuel Antunes Teixeira

Colecção: Bios

Páginas: 570

Data de publicação: Novembro de 2013

Género: Memórias

Preço: 18,00 €

ISBN: 978-989-51-0669-1

Estas são memórias dos 30 anos em que trabalhei na investigação de homicídios..

Em alguns poucos casos que tive que as complementar com alguma imaginação para preencher uma ou outra falha de memória. Em outros, também recorri à imaginação para conseguir uma abordagem mais ampla de temas fraturantes da nossa sociedade que determinados casos refletem. Fi-lo, porém, sempre com base em situações que fazem parte desta minha vivência, sem desvirtuar o sentido do real.

Não procurei uma estrutura uniforme na sua concepção, diversifiquei, e tentei fugir ao estilo "relatório de polícia, evitando descrições demasiado factuais, pormenorizadas ou técnicas sem, contudo, deixar de revelar aspectos do funcionamento da investigação criminal e da sua concretização processual.

Procurei retratar pessoas, ambientes e mentalidades, assim como manifestei a minha posição sobre temas polémicos que não representa, de modo nenhum, os investigadores da Polícia Judiciária. Sou voz, não sou porta-voz.

Bons comentários e boa sorte!

Vencedor do Passatempo – A Publicidade Segundo o Meu Tio Olavo

Vencedor do Passatempo Random.orgA dupla O Informador e a Chiado Editora lançou o passatempo para poder ser oferecido um exemplar do livro A Publicidade Segundo o Meu Tio Olavo há uns dias. Agora chegou o momento de revelar o nome do vencedor, sorteado através do sistema random.org!

Tal como pode ser visto na imagem, no total de 29 comentários de participação, o número seleccionado automaticamente foi o 11, dando assim pela ordem em que as participações foram feitas o nome da pessoa que irá receber em sua casa o livro da autoria de Edson Athayde! A leitora e participante Ana Barros foi a comentadora que teve a sorte do seu lado no momento em que fiz a selecção do vencedor, estando assim de parabéns!

A Publicidade Segundo o Meu Tio Olavo é uma interessante obra que interessa aos profissionais de comunicação e publicidade que enfrentam os desafios de um mundo cada vez mais complexo e exigente devido a todas as alterações sociais que acontecem dia a dia e que transformam assim o modo como a publicidade tem de chegar junto dos seus destinatários.

Agradeço aos participantes que não tiveram a sorte do seu lado e dou os parabéns à eleita! A todos deixo a mensagem que poderão ficar atentos porque os passatempos literários, teatrais e não só, irão continuar a fazer parte da vida d’ O Informador agora e sempre que seja possível!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________