Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Vencedores de O Patinho Feio [13-05-2017]

o patinho feio.jpg

O Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa recebe uma vez mais um espetáculo da Byfurcação Teatro que convida a partir de Sábado, 13 de Maio, miúdos e graúdos a assistirem a O Patinho Feio, uma produção de teatro de improviso destinada maioritariamente aos mais pequenos. 

Com sessões de 13 de Maio a 24 de Junho pelas 16h00, O Patinho Feio convida o público a intervir e a decidir o rumo da história que vai sendo apresentada Sábado após Sábado. 

O Informador e a Byfurcação Teatro lançaram o desafio aos leitores do blog para poderem assistir à estreia deste espetáculo e eis o momento de revelar os dois vencedores dos convites duplos. Marina Frias e Fernando Soares foram os selecionados através do sistema random.org e irão assim receber a informação via email para o levantamento dos bilhetes poder acontecer nas melhores condições.

Bilhetes para O Patinho Feio [13-05-2017]

o patinho feio.jpg

A Byfurcação Teatro invadiu o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa para não mais largar graças ao sucesso dos espetáculos que tem apresentado para miúdos e graúdos. Agora é a vez de estrearem uma nova produção destinada aos mais pequenos e de teatro de improviso. Eis que estreia pelo próximo Sábado O Patinho Feio, um espetáculo onde o público é convidado a intervir e é elemento fundamental ao longo de cada sessão.

Com sessões aos Sábados pelas 16h00 de 13 de Maio a 24 de Junho e com o preço para as crianças de 3,00€ e de adultos a 8,00€, O Patinho Feio convida toda a família a assistir. E por isso O Informador tem para a estreia, 13 de Maio, pelas 16h00, dois convites duplos para este espetáculo infantil para que pais e filhos possam assistir!

Numa floresta longínqua, onde as árvores abundam e os lagos são imensos há um ninho. Neste ninho estão quatro ovos, mas um deles é estranhamente...estranho. É maior que os outros e mais rugoso. Quando os três primeiros patinhos nascem, a espera pelo quarto torna-se expectante: o que sairá dali? Perguntam todos os animais da floresta.

Só o público define a surpresa. As sugestões criam a estória e as decisões tornaram tudo, uma novidade.

Alice, o outro lado da História

alice o outro lado da história 1.jpg

Alice é o seu nome, e o País das Maravilhas a aventura mais conhecida inspirada nesta criança que tem muito mais para ser contado para além das histórias criadas em torno de um mundo mágico recheado de mensagens bem reais sobre os comportamentos humanos. A bYfurcação Teatro pegou na criação de Lewis Carrol inspirada em Alice Liddel e idealizou, criou e levou a cena Alice, o outro lado da História, através de uma experiência de teatro imersivo bem conseguida. 

Inspirando num dos contos que mais sucesso fizeram e continuam a fazer pelo Mundo, Alice foi a menina dos olhos de Lewis, o autor de sucesso que não se ficaria só por ai. Lewis gostava de fotografar crianças, somente meninas, em trajes menores ou mesmo nuas e embora tivesse vários registos fotográficos ao longo da vida nesse sentido com várias jovens figuras, foi com a menina Liddel que as coisas podem ter seguido mais além. No século XIX e em Inglaterra, a cultura vivia muito da aparência e uma criança pousar para a objetiva não era levado a mal, principalmente quando existia a autorização familiar para tal acontecer. No entanto será que entre Alice e Lewis não existiu algo mais do que cumplicidade ao longo dos anos de amizade, carinho e fanatismo mútuo? 

Em Alice, o outro lado da História, em cena no Pavilhão 30 do antigo Hospital Júlio de Matos, o público é convidado a assistir ao julgamento deste caso real e sobre o qual ainda existem registos fotográficos. O tribunal, o ambiente familiar e o hospício são retratados ao longo da ala hospitalar que todos somos convidados percorrer no seguimento de personagens bem conseguidas, numa história que se baralha entre o avanço e recuo temporal num forte ambiente entre as vontades, o drama, verdade, mentira, amor, lealdade, sofrimento e imaginação que são levados por vezes ao extremo.

Um elenco com grandes capacidades para surpreender ao longo de um espetáculo construido de raiz para se desenvolver no centro de uma ala hospitalar. Existe a destacar o desempenho de Isabel Guerreiro, a grande Alice, que sempre presente ao longo de mais de duas horas de sessão, consegue sair do bem-estar para viver o inferno com uma capacidade exímia. A par da Isabel destaco também, mas aí sem grande novidade, o excelente desempenho de Sofia Nicholson e Paulo Miguel Ferreira, que com duas personagens consegue ter o tom certo, a expressão adequada e a presença exigida a cada momento em que a acção está do seu lado. Todo o elenco está num nível bastante elevado, mas existem sempre, ao longo de cada espetáculo os que nos conseguem chamar um pouco a atenção talvez também pelas características das personagens. 

Da criação à realidade dos factos, Alice, o outro lado da História é uma das produções que todos deverão assistir, numa aposta ganha e bem conseguida da bYfurcação Teatro que não teve medo de arriscar. O público é convidado a não estar sentado para que percorra os vários cenários possíveis para que esta história aconteça e é ai que encontramos toda a magia, um pouco pesada, desta história recontada e vivida por quem consegue entrar nos pensamentos da menina Liddel, na persuasão de sua mãe e nas crenças amorosos de Lewis. No final cada um fará a interpretação dos factos e da história, ficando com o seu próprio julgamento sobre a culpa ou não culpa dos atos de um homem para com uma criança sonhadora e inspiradora. 

Vencedores de O Capuchinho Encarnado [19-11-2016]

Byfurcação Teatro estreia amanhã, Sábado, 19 de Novembro, pelas 16h00, o espetáculo infanto-juvenil O Capuchinho Encarnado, nem todos os lobos são maus no Centro Hospital Psiquiátrico de Lisboa (antigo Hospital Júlio de Matos). 

O Informador tem acompanhado o trabalho da produtora e não quis ficar de fora deste lançamento que ficará em palco pelo menos até 25 de Fevereiro. Como o que corre bem é para repetir, eis que foi lançado passatempo com a finalidade de oferecer dois convites duplos aos leitores do blog. Agora chegou o momento de revelar que serão o Bruno Calçada e o Paulo Miranda que terão os convites duplos em seu nome em espera na bilheteira do espaço onde será apresentada esta produção. 

Bilhetes para O Capuchinho Encarnado [19-11-2016]

O_Regresso_Capuchinho_Encarnado.jpg

O Capuchinho Encarnado, nem todos os lobos são maus estreia a 19 de Novembro no Centro Hospital Psiquiátrico de Lisboa (antigo Hospital Júlio de Matos) onde ficará até 25 de Fevereiro. Com produção a cargo da Byfurcação Teatro este espetáculo infanto-juvenil convida miúdos e graúdos a fazerem uma viagem ao contrário sobre o conto Capuchinho Vermelho, apresentando assim de forma diferente esta história que todos nós tão bem conhecemos. 

O Informador tem agora dois convites duplos para oferecer aos leitores do blog que queiram marcar presença nesta produção que todos os Sábados, pelas 16h00, espera receber o público ao longo dos próximos meses. A estreia acontece já no dia 19 e será mesmo para a primeira sessão que este passatempo se destina. 

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários recentes

  • O Informador

    Uma comédia muito bem disposta, sem dúvida!

  • Carla Moita

    Olá Ricardo,Eu estou desempregada no estrangeiro, ...

  • Anónimo

    Adorei a peça e ri até chorar quase do princípio a...

  • O Informador

    O que aconteceu esta semana vejo como uma tentativ...

  • Alexandra

    Completamente de acordo. Acho que ela demonstrou m...

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________