Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

30
Nov15

Novos vizinhos


O Informador

A nova vizinhança chegou à porta do lado! Confesso que ainda não os vi, ainda não os ouvi e nem senti o cheiro sequer! Um casal e uma jovem adolescente atracaram no apartamento que estava para alugar há mais de um ano e preparam-se assim para fazerem parte do número quatro da rua onde sempre tenho crescido. 

Ao longo de grande parte da minha vida a «tia» viveu à nossa frente até aos últimos meses que passou no lar de idosos onde acabou por falecer. Agora uns novos habitantes acabam de invadir a casa onde sempre me senti bem com um familiar de empréstimo que cuidou de mim quando os meus pais tinham de sair e não me podiam levar e as coisas acabam neste momento por parecerem estranhas. Pessoalmente confesso que mesmo sabendo e ouvindo as explicações sobre quem se está a mudar por parte dos meus pais, a curiosidade não existe, talvez por sentir que aquele espaço onde tinha um pouco de mim não lhes pertence, não sei! 

06
Mar14

Bom dia!


O Informador

1911630_10152017912633107_1003069723_nHey! Está aí alguém? Passei a esta hora bem vespertina da manhã para vos dar os bons dias e desejar que as próximas horas sejam recheadas de muito descanso, paz, amor e tudo o que desejarem!

Oh, que discurso que poderia estar a correr tão bem, mas não me apetece escrever muito mais porque acabei de acordar, estou em modo rápido e com a pós birra do sono! Levem os meus cumprimentos matinais pelas 7h30 e já vão com sorte!

Inté!

15
Nov13

Bom dia senhora!


O Informador

Há alguns meses que mantenho o hábito de antes de ir trabalhar passar uns minutos num café sossegado onde tomo a primeira cafeína do dia e depois levo algo para o segundo pequeno almoço. Os clientes do espaço são mais ou menos sempre os mesmos e agora já passei da fase de dar os bons dias em exclusivo para as empregadas! Uma senhora toda janota que está praticamente sempre sentada no mesmo sítio, à mesma hora e à espera de companhia também já gosta de me dar as boas vindas e receber contributo!

Eu não sou nada fácil nos primeiros momentos da manhã porque gosto de estar no meu mundo, sossegado e sem ter de falar muito para que a preparação para as oito horas de trabalho aconteça da melhor forma. No entanto também sabe sempre bem ouvir os bons dias de pessoas conhecidas ou desconhecidas por ser um sinal de empatia, simpatia e boa educação.

Agora, depois de alguns meses, aquela senhora reformada e toda janota dirige-me a palavra, revelando que já me conhece daquele lugar e que mereço algumas palavras matinais. Neste caso pode-se dizer que por frequentarmos o mesmo local há algum tempo, sempre à mesma hora, tem feito com que de desconhecidos passemos a conhecidos, sem sabermos nada mais além dos hábitos daqueles minutos da manhã que acontecem naquele local onde me sento e o café já vem a caminho, coloco as atualizações das redes sociais com as primeiras notícias a rolarem e aproveito o tempo que me sobra para ler o meu livro do momento. Já no que toca à senhora, depois do seu galão e torrada, chega a leitura do jornal, intercalado com um cigarro ou outro e posteriormente, e porque as amigas começam a chegar, as conversas do dia-a-dia com cada uma!

Agora já dou o «Bom dia!» a uma conhecida de vista só porque sim e porque fica bem! É engraçado como o hábito de ver determinados rostos pelos mesmos locais que frequentamos vai mudando a forma como reagimos perante as pessoas!

24
Out13

Dar o Bom dia!


O Informador

Chega-se a um local e, por boa educação e também porque assim fui habituado desde pequeno, o «bom dia» acontece e é assim que entendo que tem de ser. O pior é que nem todos pensam da mesma forma e isso faz-me ficar com um pouco de má educação para com essas pessoas nos dias que se seguem!

Quando chego e digo as palavras mágicas um, dois e três dias seguidos e a mesma pessoa continua sem reagir, falando passado um pouco sobre um assunto qualquer e sempre com o seu mau humor por trás, então não há nada a fazer. A pessoa não está chateada comigo, mas sim com o mundo e quando a situação já é normal faz-me chegar e fazer com que nem vejo que aquele simples ser se encontra em determinado local. Passo, finjo que não vejo e vou à minha vida! Seria fácil dar os bons dias? Seria, mas quando não existe retorno começa a enfadar falar para o boneco.

Eu fui educado de uma forma e acho que foi a correta. Os outros vivem com a sua educação e com os seus ensinos e a opção é não ligar, fingir que não se percebe e seguir viagem que o caminho é longo e existem muitos «bons dias» para serem dados no percurso da vida!

28
Ago13

Posso não sorrir de manhã?!


O Informador

Os outros que andam por aí e que se cruzam comigo diariamente sem me conhecerem como a minha família e amigos acham que eu sou a boa disposição em pessoa e que estou sempre numa boa com tudo e com todos. Será mesmo possível que quando não lhes digo um bom dia alegre me venham perguntar o que tenho? Hello, eu não tenho nada, só não me apetece andar sempre todo contente para vos alegrar, está percebido?

Já chega de disfarces matinas... Se os meus primeiros minutos do dia são custosos, porque que tenho de disfarçar para com as pessoas com quem tenho de trabalhar todos os dias? Se me apetecer dar os bons dias alegres e contente dou, se preferir dar aquele bom dia sussurrado como me fazem têm que o aceitar. A mim cumprimentam-me de manhã como se estivessem mal dispostos e com vontade de matar alguém, depois quando faço uma vez por outra algo do género já ficam todos a perguntar o que tenho e a dizerem que não estou bem. Rrrrrrr

Eu sou um humano, tenho sentimentos e também tenho birras como todos os seres que andam por aí. Não tenho que andar sempre sorridente só porque sim e para não me perguntarem o que se passa, ou tenho? De manhã não me façam perguntas e aceitem os meus bons dias da melhor maneira possível. Não é possível dar esse bom dia aos pulos e a cantar? Temos pena!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________