Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

03
Out16

Silêncio na biblioteca


O Informador

Ao longo das férias alentejanas fui até ao espaço de internet da biblioteca da vila e se há coisa que me irrita é ouvir constantemente as funcionárias a pedirem aos miúdos para falarem baixo e não arrastarem as cadeiras quando depois são elas próprias a falarem alto entre si, ao telemóvel ou com quem passa na rua.

Afinal de contas quem acaba por incomodar mais com o barulho? Os miúdos que estão a jogar e falam entre si sobre o que estão a fazer ou aquelas funcionárias, tão preocupadas, que estão constantemente a mandar vir e depois infringem as regras que tentam impor aos mais novos? 

13
Out14

Um exemplo a seguir!


O Informador

Pelo Alentejo, existe tempo e se por um lado as coisas podem não estar assim tão bem elaboradas, por outro existem pormenores que fazem a diferença e que mostram haver um maior cuidado com o futuro de crianças e adolescentes da zona.

Na biblioteca municipal de uma pequena vila onde todos se conhecem a preocupação para com os mais novos existe! Os horários e turmas de cada jovem estão ao dispor das funcionárias e estas conseguem controlar as faltas dos mais novos que fogem da escola para estarem pela internet e na brincadeira pelo centro da vila. Existe uma preocupação e um cuidado maior, sendo que assim que conseguem perceber que algum dos menores está a faltar às aulas logo o mesmo fica impedido de frequentar os computadores do espaço público, sendo a escola contactada para confirmar tais faltas e os pais do aluno posteriormente avisados sobre o que se anda a passar.

Muitas vezes pais e familiares mais próximos não percebem o que os mais novos andam a fazer até serem avisados devido à abundância de faltas dos seus educandos e aqui, em pela zona rural onde a calma e o tempo fazem a diferença, existe espaço para um maior acompanhamento da vila e das instituições públicas para com os jovens que andam pelas ruas quando deveriam estar sentados pelas cadeiras escolares com os livros pela frente.

Uma ideia de cuidados educacionais a ser seguida por outros centros rurais e urbanos do país e que consegue fazer toda a diferença no futuro escolar dos mais novos!

01
Out14

Calouste Sarkis Gulbenkian em exposição!


O Informador

Há uns meses li as obras da autoria de José Rodrigues dos Santos com grande parte da biografia de Calouste Gulbenkian através dos livros O Homem de Constantinopla e Um Milionário em Lisboa. Agora, e porque adorei ambos os romances sobre a vida deste homem que mexeu com a sociedade portuguesa e mundial, chegou a altura de ter a oportunidade de visitar uma exposição dedicada ao «mais do que o Senhor Cinco por cento»!

A partir de 2 de Outubro e até 3 de Novembro, o Átrio da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian receberá a exposição dedicada aos primeiros anos de um apaixonado e tímido cavalheiro. Gulbenkian poderá ser revisto através de documentos e objetos retirados dos Arquivos da Biblioteca de Arte e do Museu Gulbenkian. As cartas que estarão em exposição revelam várias facetas do rapaz nervoso e que se assumiu um adulto empreendedor que escreveu aos seus parceiros em arménio e em turco.

A exposição abrirá as suas portas diariamente pelas 10h00, encerrando às 18h00, durante os dias em que estará disponível a todos os visitantes da Fundação. Conto poder marcar presença pelas próximas semanas para conhecer um pouco mais a vida do homem que me conquistou através das duas excelentes obras de um dos romancistas nacionais mais vendidos.

Uma vida do passado interessante no presente, numa sugestão a ter em atenção!

20
Ago14

Ficar por casa


O Informador

Sinto-me diferente e ao mesmo tempo mais caseiro! Antes andava bem era pela rua e em todos os momentos que tinha livres nos dias ou horas de descanso o pensamento partia logo para o que poderia ir fazer para a rua! Agora é diferente, fico mais por casa, com o computador pela frente e a televisão sempre ligada como antes. A mudança aconteceu, mais ou menos, a partir do momento em que aderi ao plano Meo e coloquei televisão por cabo aqui por casa. A paixão pelo pequeno ecrã é algo antigo e agora que consigo ter um maior leque de escolhas sobre o que quero ver e às horas em que estou disponível, liberto-me dos pensamentos de ter que andar por fora, a passear, no café, biblioteca, sempre a inventar o que fazer fora das paredes onde vivo.

Ficar por casa antes representava momentos de stress por ter de inventar o que fazer e não conseguir controlar os pensamentos sobre o que estaria a elaborar se andasse por outros locais ou sobre o que os outros andavam a fazer. Agora poder desfrutar do que quero e sem ter de sair das quatro paredes onde me sinto bem dá-me uma maior tranquilidade como se pudesse ficar dias e dias fechado sem ter de ouvir e ver ninguém.

Atualmente ficar por casa simboliza que estou calmo e sereno e onde só me apetece descansar e desfrutar dos momentos que gosto de viver sozinho. No meu canto, com o computador, a televisão, a rádio, os livros e comida por perto, estar por casa já consegue significar bons momentos na minha vida.

30
Mai14

O Leitor


O Informador

O LeitorConsiderado pela crítica como um dos melhores livros alemães, O Leitor foi traduzido para pelo 39 línguas, tendo vencido vários prémios internacionais de literatura. Agora chegou a minha vez de ler esta obra de Bernhard Schlink e no final não consigo dizer que seja o tão aplaudido romance como é caracterizado por muitos! É bom, mas não é fenomenal! Preferências diferentes!

Sem querer desvendar muito da história, Michael Berg, um jovem com 15 anos, conhece Hanna Schmitz, 36 anos, e a partir daí a rotina dos encontros e os rituais literários e de escuta transformam-se em atos sexuais entre uma mulher que esconde um passado tenebroso e um menor que quer aprender e a quem os receio batem à porta. Dividido em três partes, primeiramente é contado o envolvimento, a aproximação entre Michael e Hanna, sendo depois relatado um reencontro que acontece passados sete anos, quando ambos se voltam a cruzar numa sala de tribunal que coloca em dúvidas o passado entre ambos e onde a comunicação não é permitida. Os campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial e os comportamentos sociais são colocados em destaque neste livro que une o dever com a obrigação e o castigo. Um encontro, um reencontro e no final uma despedida eterna! Um livro que levanta várias questões sobre a história mundial, os crimes praticados na Segunda Guerra Mundial e as consequências do pós-guerra por parte da Alemanha.

Um romance entre duas gerações distintas que viveram as suas épocas de formas também diferentes. A sabedoria e as marcas unem-se à esperança e vontade do que está para acontecer! Com uma escrita corrida, um livro curto mas bem fundamentado e que deixa o seu leitor a pensar no que é relatado e contado sobre o que aconteceu e que marcou a vida de muitos!

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

  • O Informador

    Até agora estou a gostar da leitura que se torna b...

  • O Informador

    Irão sempre arranjar maneira de não fazerem a devo...

  • O Informador

    Euro a euro conseguirão lá chegar!

  • O Informador

    Não sei se a editora envia para o Brasil, mas pode...

  • Phocaontas

    Olaaa por acaso gosto mesmo muito de ler.. E amo r...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador