Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

26
Abr16

A queda da Barbie


O Informador

No início do ano contei por aqui as novidades que a Mattel acabava de revelar do mundo Barbie, onde as novas formas físicas, aproximadas da realidade, são os grandes trunfos! Agora, acaba de sair na imprensa a notícia de que nem com esta reformulação as coisas parecem estar famosas!

A boneca mais conhecida do mundo ficou mais baixa, mais gordinha, com vários tons de pele e cabelo numa tentativa de relançamento da marca que começou a ver as suas vendas em queda há uns anos. Só que agora e em declarações à revista Fortune, os responsáveis da Mattel revelam que as perdas em bolsa são maiores do que o esperado, ou seja, mais de 6 por cento num só dia, sendo que as vendas da Barbie caíram 3,4 por cento pelo primeiro trimestre do ano. 

Tendo sido apresentada a novidade como uma evolução para acompanhar os tempos modernos e uma grande tentativa para suscitar interesse junto dos consumidores, o que é certo é que nem próxima da realidade a Barbie parece atrair as meninas do século XXI.

Tal como é bem visivel, a criançada opta cada vez mais pelos jogos eletrónicos e interativos, deixando os brinquedos físicos de lado, o que encaixa como uma excelente justificação para esta quebra de vendas da boneca mais famosa do Mundo, aquela que agora conta com vários corpos e estilos perfeitos.

29
Jan16

Barbie, a normal!


O Informador

barbie.jpg

Barbie, a boneca mais famosa do mundo ganha a partir de agora novas formas, tons de pele e altura. Se até aqui a boneca bonita, magra e sempre arranjada tinha um formato idílico, a partir de agora tudo não será mais como antes, continuando no entanto sensual e com um toque mais humanizado. 

A Barbie agora tem quatro formatos de corpo: a normal, a baixa, a alta e a «das curvas». Além disso existem também sete novos padrões de pele para que a boneca com 57 anos esteja inserida na sociedade dos tempos modernos onde não existe um ideal de mulher, existindo sim a diversidade onde cada qual é o ideal. Esta alteração vai de encontro assim aos padrões de beleza ilimitados que vão mais além, estando também vinte e dois tons de cor de olhos disponíveis e vinte e quatro penteados, oferecendo aos verdadeiros fãs, sim, não são só as meninas que adoram a Barbie, a opção de escolha dentro dos padrões que acreditam ser os normais e onde se revêem. 

A renovada Barbie já está lançada e a Mattel espera voltar a alcançar com esta estratégia o primeiro lugar de vendas junto do público alvo que está cada vez mais próximo das bonecas que fazem moda a cada ano, como é o caso do universo Frozen. 

A reinventada boneca outrora esguia, quase anoréctica e que fazia o ideal de beleza impossível de alcançar está agora dentro dos parâmetros que cada qual escolher no ato da compra. Melhorou bastante ou não? Pelo menos agora já não deverão existir novas notícias de que determinados loucos fazem transformações corporais para ficarem com o corpo da Barbie, existindo sim notícias de que alguém quer ficar como a Barbie «das curvas». 

10
Jan13

Tazos da Matutano


O Informador

Tazos

Recordar é viver e para poder viver também é bom recordar, e olhem do que me lembrei... Dos famosos Tazos que tanto sucesso fizeram quando eu era ainda uma criança e tinha às centenas estes pequenos e redondos plásticos que foram moda por todo o país.

A Matutano surpreendeu tudo e todos na altura com esta fantástica colecção de Tazos, tendo começado com os bonecos mais carismáticos dos desenhos animados, mas rapidamente as edições especiais apareceram com os sucessos do momento e já existiam colecções da Barbie, dos Pokémon,  Dragon Ball e por aí fora, tendo até recentemente surgido uma tentativa de voltar a lançar a moda através dos Gormiti.

Os Tazos da Matutano foram mesmo uma moda que surgiu, talvez até o maior sucesso que a empresa conseguiu criar ao longo da sua história e ninguém lhe ficou indiferente na altura, sendo a procura de mais e mais, sempre com novidades a aparecerem. Lembro-me que o sucesso foi tanto que já existiam caixas, dossiers e capas para os podermos guardar. Além disso também existiram os Mega Tazos, que eram mais volumosos que os originais e que nem todos conseguiam encontrar. Além dos redondos, depois também surgiram uns Tazos mais bicudos.

Eu tive às carradas estas pequenas peças que trocava com os amigos quando tinha repetidos, mas parece-me que todos foram parar ao lixo passado uns anos por autoria da senhora minha mãe.

Os Tazos foram mesmo uma grande febre que atacou o país na altura e que todas as crianças tinham, retinham e partilhavam. A loucura aconteceu e foi tão boa!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Mais Comentados

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________