Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

04
Nov14

Jogo Leopoldina e o Lince Ibérico


O Informador

https://www.youtube.com/watch?v=5AUygXBr3cE

A Missão Sorriso já começou com a sua jornada natalícia e este ano para ajudar basta adquirir em qualquer loja Continente o Jogo da Leopoldina e o Lince Ibérico pelo valor de 4€. Por cada jogo vendido o Continente doa 2€ à Missão Sorriso, ajudando assim esta campanha de solidariedade tão bem sucedida e reconhecida por todos nós.

A par do jogo de tabuleiro, este ano a campanha faz-se ainda acompanhar de uma aplicação para os telemóveis para que seja possível aceder a conteúdos exclusivos desta aventura que tem de terminar com um final feliz, juntar o Tufas e a sua mãe, tudo com a ajuda da Leopoldina e dos astutos jogadores.

Sabe mais em http://missaosorriso.continente.pt/appleopoldina/. Por aqui a compra deste jogo interativo destinado aos mais pequenos irá acontecer pelos próximos dias, servindo ao mesmo tempo de acompanhamento de um futuro presente de Natal! Com um pouco de todos consegue-se fazer muito!

25
Fev14

Grande Aventura dos Livros que não chegam


O Informador

A Editorial Presença lançou a iniciativa Grande Aventura dos Livros Grátis para oferecer livros aos seus leitores mais atentos e depois de alguns minutos na página web feita especialmente para o evento a demorar algum tempo para recarregar devido ao elevado volume de pessoas a tentarem a sua sorte, lá consegui encontrar os livros que queria escolher entre a oferta e fazer a sua reserva. Fiz a transferência do custo dos portes de envio no dia seguinte e mais de uma semana depois sou surpreendido com um email que me diz que a encomenda ainda aguarda o seu pagamento! Hum?

Quer dizer, paguei e tenho o comprovativo de tal feito, não recebi nenhum email da editora a confirmar que a encomenda iria ser enviada nos próximos dias e ainda por cima, uns dias depois recebo a informação que revela que os dois livros que já deveriam ter chegado encontram-se na balança para não saírem dos armazéns da editora por falta de pagamento dos portes de envio?!

Li pelo facebook da editora que poucas foram as pessoas a já terem recebido os seus livros de forma quase gratuita e muitas mais a fazerem queixas de que ainda não receberam nada em suas casas. Só que a diferença é que eles pagaram e ainda não receberam nem informações nem o prémio e eu paguei e ainda recebi um email a afirmar o contrário.

Já contactei a editora em resposta ao correio que me enviaram e agora aguardo novas informações! O que me parece com tudo isto é que a Editorial Presença não estava minimamente preparada para lançar tal iniciativa, mostrando assim falta de organização e rigor para com os seus clientes que não olham para a editora somente quando esta lhes dá prémios!

16
Fev14

Grande Aventura dos Livros Grátis da Presença!


O Informador

A Editorial Presença tem por vezes algumas ideias que conseguem surpreender os seus leitores e desta vez lançou a Grande Aventura dos Livros Grátis da Presença! para poder oferecer aos seus leitores livros grátis através de um simples jogo online com direito a partilha pelas redes sociais!

Através do link - http://livrosgratis.presenca.pt/70272 - encontra-se a página que dá acesso a este desafio literário composto por umas etapas que vão fornecendo pontos que podem ser trocados por livros. Respondendo a simples questões de escolha através de pontuação e da partilha pelas redes sociais do link do mesmo passatempo, é possível ganhar até três livros lançados pela editora e recebê-los quase de forma grátis em sua casa.

Eu já joguei e ganhei! E tu, do que estás à espera?!

12
Set13

Sair de casa sem telemóvel? Proibido!


O Informador

Um rapaz com 21 anos, um carro e um telemóvel que ficou em casa são os protagonistas deste texto. O que terão estes pontos em comum e que marcaram para sempre a vida de alguém? Poderiam não ter nada, não fizessem eles parte da história real que vos tenho para contar e que pertence a uma pessoa que ficou com um certo trauma, a tal ponto que a partir desse dia existe algo que tem de andar sempre no bolso... Um telemóvel!

Um certo dia, pela manhã, um jovem saiu de casa e pela primeira vez não levou o seu telemóvel porque este não tinha bateria e assim era inútil levá-lo porque não serviria para nada. O pequeno almoço foi tomado e o percurso até ao carro aconteceu. Motor a trabalhar, pé no acelerador e viagem a começar. Até que pouco mais de cinco minutos depois, o traseiro de um jipe meteu-se à frente do rapaz e fez-se chocapic. Um bom esmagamento de toda a frente do carro foi o resultado e o jipe nem um arranhão viu.

O primeiro acidente, uma nulidade para se desenrascar a preencher os papéis caso fosse necessário e um telemóvel que não estava presente para poder ligar a alguém. Uma aventura cheia de nervos e que hoje é recordada até com um certo humor, mas que deixou marcas!

Moral da história, a partir deste dia esse rapaz nunca mais saiu de casa sem levar o seu telemóvel consigo, esteja ele com ou sem bateria. Foi necessário sair uma única vez sem o aparelho das telecomunicações para aquilo acontecer... Será coincidência? Não me parece!

Um pormenor, este rapaz era eu!

30
Mai13

Carro não pegou


O Informador

Acordo e despacho-me para ir trabalhar! Saio de casa e vou até ao carro para começar a viagem! Puff! O carro não pegou e tudo poderia ter desmoronado!

Pois é, o carro não pegou, mas felizmente tinha uma segunda solução para poder ir trabalhar e deixar a avaria para trás. Voltei a casa, perguntei ao meu pai se precisava do carro dele para as próximas horas... Precisava! Esperei por ele e lá fui de boleia para o trabalho!

Há tarde quando voltei para casa, de novo de boleia com o pai, já o carro tinha uma bateria nova e estava pronto para fazer milhares de quilómetros! Uma pequena aventura matinal, mas logo com uma solução por perto! E tudo acabou bem e ficou resolvido no mesmo dia, felizmente!

08
Mar13

Uma aventura a caminho do Colombo


O Informador

Dia de jantar e sessão de cinema no Colombo. Saí de casa por volta das 19h30 e não sabia que me esperava uma aventura com tanta coisa a acontecer que parece que tudo estava a fazer com que o atraso acontecesse e o filme não fosse visto, por mim, à hora prevista.

Em plena A1 tudo começou. Entrei na auto-estrada com uns pingos molha tolos a caírem, mas nada demais, passado um bocado a verdadeira chuva apareceu e não foi nada meiga. Tive que abrandar porque começou a chover tanto que tive medo de me despistar ou que a abundância de água que caía não me deixasse ver os carros que iam à minha frente. Quando começava a parecer que o mau tempo estava a abrandar, começava tudo de novo. E foi assim, a primeira parte, até entrar em Lisboa!

Já na segunda circular e a pensar que agora poderia chegar rapidamente ao Colombo, o que acontece? Trânsito! Algum acidente deve ter acontecido, não sei, e desde o aeroporto até ao centro comercial demorei mais de trinta minutos, o que me deixou logo stressado.

Como estava a chover, resolvi colocar o carro no parque do centro. O que fiz de mal aqui? Entrei distraidamente colado ao carro da frente, sem tirar o ticket porque a cancela não fechou. Assim que parei o carro e saí apercebi-me logo que tinha algo em falta. Fui à secretaria da entrada dizer o que se tinha passado... Pediram-me o número da matricula do veículo... O que tinha de mal dar a entidade do meu carro? Nada e eu dava, se a soubesse de cor! Lá voltei para trás para ir ver... Voltei à secretaria, dei a matricula e esperei cinco minutos para que me dessem o novo ticket, aquele que devia ter sido tirado quando entrei no parque.

Conclusão, já eram 21h00 quando fui jantar à pressa porque o filme começava às 21h30 e ainda tinha que ir levantar os bilhetes. Algo estava a fazer com que o atraso acontecesse e eu não fosse ver aquele filme, ou então era para testar o meu stress e capacidade de fazer tudo a correr. Odeio andar à pressa, ondeio comer à pressa e odeio ir a um centro comercial com determinadas lojas e não ter tempo para entrar nas mesmas!

Enfim, uma aventura a caminho do Colombo! E depois dizem que sou stressado, ah, pois sou!

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

  • O Informador

    Até agora estou a gostar da leitura que se torna b...

  • O Informador

    Irão sempre arranjar maneira de não fazerem a devo...

  • O Informador

    Euro a euro conseguirão lá chegar!

  • O Informador

    Não sei se a editora envia para o Brasil, mas pode...

  • Phocaontas

    Olaaa por acaso gosto mesmo muito de ler.. E amo r...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador