Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

26
Jun17

Desempregados sem Apoio


O Informador

Fiquei desempregado a meio de Março, só consegui dar entrada como desempregado no Instituto do Emprego e Formação Profissional já passava do meio de Abril e recebi o primeiro subsídio em Maio. Entre tudo isto passaram praticamente dois meses mas isto foi ultrapassável, o que não percebo é a falta de cuidado para com as pessoas que estão desempregadas. 

Neste espaço de tempo, falo principalmente no mês e uma semana em que estive inscrito no Instituto do Emprego e Formação Profissional, não fui chamado uma única vez para uma reunião. Sei que existe uma chamada para nos explicarem os deveres e funções do desempregado e que existe uma outra chamada para perceberem se o desempregado quer iniciar alguma formação. No meu caso isso não aconteceu, não tendo sido contactado para nada nem sido informado de forma oficial sobre o que deveria fazer ao longo do tempo em que estivesse desempregado. O que soube foi pelos colegas que estavam no mesmo processo e que por outros concelhos do país tiveram as ditas reuniões e têm sido chamados pelo instituto público para irem a entrevistas e escolherem formações para fazer.

Não senti qualquer interesse por parte do Estado em me incentivar a procurar emprego e muito menos qualquer auxílio para isso acontecer, detetando uma grande falha nesse sentido. Se existe desemprego e se a intenção é continuarem a baixar o número de desempregados do país porque não tomam medidas e atuam mais junto das pessoas e das empresas para que tal seja possível?

Felizmente e porque em poucas semanas me fartei de estar parado, iniciei o processo de envio de curriculum vitae através de vários anúncios que fui encontrando pelo SapoEmprego, pelo JobRapido e pelo NetEmprego, mas nada com indicações oficiais da entidade que deve ajudar quem está no desemprego a procurar vagas para se iniciar o processo de entrevistas até que se seja selecionado.

Não senti o apoio necessário por parte do Instituto do Emprego e Formação Profissional que tem o dever e a obrigação de estar em cima de quem está sem emprego para os auxiliar num regresso ao mercado de trabalho o quanto mais cedo possível. É por estas coisas que existe muito boa gente a receber subsídios meses a fio por a ação social não estar a funcionar nas melhores condições.

02
Nov14

Até que a morte nos separe


O Informador

Até que a morte nos separeDiariamente as vítimas de violência doméstica aparecem através das mãos dos namorados ou maridos e se com o tempo tudo poderia mudar com a evolução da sociedade, o que tem sido alterado no número de casos que têm aparecido ao longo dos últimos anos? Nada, rigorosamente nada, ainda para mais quando surgem depoimentos de mulheres que afirmam que em poucas semanas de namoro já sofriam de tal violência e que mesmo assim deixaram seguir um romance complicado que chegou ao casamento, tendo anos de sofrimento sem denunciarem o que as poderia levar à morte!

O medo, a humilhação e a aniquilação são assim tão fracos sobre um amor de agressões onde muitas vezes amigos, familiares e vizinhos percebem e também não partilham tais crimes públicos por cumplicidade e covardia para com o agressor?!

Como as vítimas, em grande maioria as mulheres, conseguem enfrentar anos de passagem por um deserto vazio sobre a mão pesada de criminosos sem escrúpulos não fugindo e procurando ajuda junto de autoridades e instituições? O apoio às vítimas de agressão existe, mulheres e homens morrem constantemente por sucessivos maus tratos corporais por parte dos companheiros com quem partilham as suas vidas transformadas num inferno e a mudança social tarda em acontecer!

A APAV tem uma linha de apoio à vítima - 707 200 077 - sempre disponível para qualquer esclarecimento! Não há que ter medo, há sim que enfrentar a realidade e perceber que existe todo um mundo de liberdade onde poder viver sem a repressão e ameaça constante de quem não consegue estar bem consigo próprio é bem possível! A fuga não é nada nestes casos que só podem desejar o afastamento dos agressores!

A liberdade pessoal existe e as agressões são punidas, procurem ajuda enquanto é tempo porque a morte não é a única solução para o final de uma união de violência!

27
Mai14

Olhos novos! Namorada feia!


O Informador

Namorada é muita feiaEle tem 25 anos, namorada e por infelicidade do destino via mal, agora fez uma operação e percebeu que a pessoa que tem estado do seu lado não tem o padrão de beleza desejado. Fisicamente ela agora não o atrai, no entanto tem sido com ela que tem partilhado a sua vida e ido para a cama nos últimos tempos, não é verdade? E agora o amor que os une consegue sobreviver à triste realidade que o seu olhar lhe mostra ou terá o coração algo a dizer sobre o ser que está por detrás da pessoa que é «muito feia»?

A imprensa cor-de-rosa tem destas coisas! Consegue sempre surpreender com estas partilhas de vida que deixam qualquer um curioso e deveras fascinado pela negativa, claro! Em grupo estas citações são motivo de riso, a solo deixam qualquer um a pensar em como tais comentários podem mesmo existir. 

O senhor António de Leiria tem uma «situação» algo complicada agora para resolver! Ele diz que ama mas que não gosta do aspecto exterior que descobriu, então o que vai fazer? Se fosse ao senhor tentava que a sua cara metade fizesse uma plástica ou algo do género para tentar ficar de acordo com a visão que tinha dela antes da sua operação ocular. Se via mal e a achava bonita, então agora que vê bem será talvez a altura dela também se submeter às agulhas da estética! Se tal não for aceite ou não existirem condições para tal, existem sempre uns óculos carnavalescos que dificultam a visão e aí voltaria ao passado e conseguia ver a sua namorada de uma forma mais desfocada, podendo ficar com uma beleza ilusória do seu lado.

Claro que estou no gozo porque estes desabafos partilhados pela imprensa são um motivo de chacota total, não por existirem, mas sim por serem revelados ao mundo!

O que aconselhavas o António a fazer nesta situação?

26
Mai14

Apoio à Selecção Nacional


O Informador

https://www.youtube.com/watch?v=fdoRKmxKPEk&feature=youtu.be

O apoio à Selecção Nacional para o Mundial de 2014, no Brasil, já começou e com ele diversas campanhas estão a ser desenvolvidas para serem partilhadas, tudo para ajudar todo o grupo que parte daqui a uns dias para o outro lado do Atlântico em busca da vitória.

A SmartKiss acaba de lançar este divertido vídeo de animação, o primeiro de uma série com vários episódios que irão acompanhar os craques ao longo do torneio. Com início na chegada a Óbidos, a nossa Selecção já está na fase de treinos para poder garantir algumas alegrias aos portugueses daqui a uns dias e é isso que aqui é mostrado de forma animada!

Cristiano Ronaldo e companhia viraram bonecos animados nesta série de animação que tem aqui o seu começo e onde se espera que o final feliz apareça!

Partilhem o vídeo com a hashtag #skportugal e comecem já a comentar como os craques se irão comportar em campo e também pela continuação destes divertidos vídeos!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Mais Comentados

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________