Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

17
Ago17

Animais abandonados


O Informador

cachorros.jpg

Meio da tarde, tudo a decorrer dentro do normal, duas colegas começam a falar alto porque na rua um casal numa auto-caravana acabava de abandonar dois cachorros junto à entrada da empresa. 

Um casal asiático, que estaria certamente de passagem pela zona, deixou estes pequenos cachorros, com pulgas e carraças, junto ao portão da empresa. Quando os fomos buscar, tivemos de os tirar debaixo dos carros porque ficaram com medo e fugiram, mas rapidamente vieram ao chamamento e lá os levamos para o interior da empresa. Água numa caixa, comida «e agora» o que lhes fazemos?

Estava fora de questão ficarem no pátio e tornarem-se os animais de estimação, perguntamos se alguém os queria e ninguém se mostrou interessado na adoção. Tínhamos que arranjar uma solução e a mais rápida foi a de ligar para o canil de onde afirmaram que não recebiam mais animais por estarem lotados. Ligou-se à GNR que deslocou ao local uma patrulha que recolheu os dois irmãos caninos e lá os levou. Disseram-nos que os iriam levar ao canil e que ao serem pequenos acreditavam que fossem facilmente adotados. 

Esperemos que estes pequenos cachorros abandonados em plena época de Verão tenham a sorte de arranjarem uns donos que os estimem. Mas também existe sempre a hipótese negativa de um dia serem abatidos como tantos outros. Esperemos que não!

15
Ago17

Perigo desnecessário


O Informador

poste.jpg

Há dois meses que passo numa estrada em que logo reparei que existia um poste de eletricidade em condições menos próprias para ainda não ter sido substituído, tal como pode ser visto na imagem. Pergunto-me como é que a Câmara Municipal de Alenquer ainda nada fez para que esta situação tivesse sido resolvida. 

Certamente este incidente terá ocorrido após algum embate de um veículo com alguma velocidade e desde ai tentaram deixar o poste tal e qual como ficou, com a segurança a deixar muito a desejar. Está bem que o sustento do peso continua lá, mas meio forçado e abalado. 

Agora se a responsabilidade camarária nada fez ainda, será que os moradores, com casas mesmo encostadas ao poste ainda não se queixaram? É que mais dia menos dia ainda alguém volta a chocar com o que está inseguro no seu lugar ou as ventanias que se fazem sentir de forma mais forte por vezes ainda podem ajudar à queda daquele bloco de cimento que se encontra neste momento a entrar em fase de risco.

Acho uma autêntica irresponsabilidade dos orgãos competentes que já deviam ter atuado nesta situação que se encontra pelo menos nestas condições há pelo dois meses, mas certamente que várias semanas ou mesmo meses se poderão juntar ao tempo em que comecei a passar naquela estrada. É a velha questão do «deixa andar» até acontecer alguma coisa!

04
Out16

Vergonha na Saúde


O Informador

Centro de Saúde do Carregado.jpg

Mês após mês é esta a imagem que pode ser retida pela porta do Centro de Saúde do Carregado, concelho de Alenquer, no primeiro dia útil de cada mês. Filas que se acumulam durante horas ao longo da noite anterior, como costumam relatar várias testemunhas que passam pelo local ou que vivem pelas redondezas, como é o caso de Anita Deus que fotografou esta imagem que demonstra o mau estado do nosso sistema de saúde. 

As pessoas passam horas para poderem ter uma consulta, neste caso, para conseguirem marcar consultas para todo o mês. O primeiro dia útil serve assim como ponto de marcação das consultas mensais e só os primeiros a chegarem, de madrugada, conseguem levar a melhor. 

Queixas e denúncias são feitas constantemente junto das entidades competentes para o caso mas nada é feito para que o sistema seja alterado. A população da vila é muita para um pequeno posto de saúde onde médicos, enfermeiros e toda a equipa não conseguem chegar a todo o lado.

02
Mai16

Vila bonita para a feira!


O Informador

A vila vai estar enfeirada daqui a uns dias e agora tem sido tão comum ver os empregados camarários todos juntos, como se tivessem em reunião, a trabalharem pelas ruas, jardins, calçadas e pavilhões! Com isto tenho questões a colocar sobre este grupo tão elevado de funcionários que aparecem por estes dias...

Que andam a fazer as centenas de empregados públicos ao longo do ano para agora poderem estar num só lugar durante dias para que tudo esteja bonito para a feira? É que nas outras semanas um ou outro andam por ai mas os restantes nem vê-los! Agora podem arranjar e reparar para que nas restantes épocas tudo fique ao abandono porque as visitas não aparecem sem existirem momentos festivos, é isso? Com estas coisas fico a crer que tal como é comum pensar-se... Que a função pública tem mesmo funcionários a mais ao longo de todo o ano! Podem não estar a mais, mas se não fazem o seu trabalho em condições é porque algo está mal!

21
Dez15

O supermercado da Vila


O Informador

E ao final da tarde passei pelo novo Continente para umas compras rápidas e ainda bem que esta superfície conta com as caixas automáticas porque todas as outras estavam mais que lutadas com filas enormes, isto a quase uma semana após a abertura. 

Será que existia assim tanta falta de supermercados para agora este novo espaço da Sonae estar cheio e mais cheio a toda a hora? O parque de estacionamento lutado, as caixas lutadas, algumas prateleiras a meio gás mas com boas promoções em destaque por todos os corredores. Está moderno, cheira a novo e foi estudado para não terem de existir grandes mexidas ao longo dos próximos anos.

O que não faltou nesta ida ao supermercado da vila foi a situação do costume... Sempre se conhece alguém, sempre se pára pelo caminho para falar aquele, aquela e aos outros e o tempo que poderia ajudar a umas compras rápidas acaba por esticar!

17
Mai15

Serão de Feira!


O Informador

Ontem foi o serão dedicado à Feira de Alenquer! O que foi aquilo que me levou a deitar para lá das 04h00, coisa que não acontecia há muito?

Sinceramente talvez nem tivesse dado por o tempo a passar, como muitos que andavam pelo recinto. Bebi, comi, voltei a comer e beber e acima de tudo diverti-me entre amigos. Não percebo a vontade que tenho mantido nos últimos anos em ir por uma noite para a feira, isto porque antes abominava por completo tal ideia e fugia do recinto a sete pés. Agora não, agora gosto de ir jantar há feira, ficar por lá, ouvir e dançar muito ao de leve nos concertos e ficar por ali onde conhecidos e desconhecidos vão passando e cumprimentando, onde histórias e novidades vão sendo contadas e o tempo parece voar. 

13
Mai15

Feira da Ascensão de Alenquer


O Informador

Hoje começa a 33ª edição da Feira da Ascensão de Alenquer, estendendo-se até ao próximo Domingo, 17. A minha Vila Presépio está em festa com um dos eventos anuais mais antigos feitos no munícipio. Atualmente organizada pela ACICA – Associação Comercial e Industrial de Alenquer, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Alenquer e da Rádio Voz de Alenquer, a Feira de Alenquer está aí e é tempo de ir para a rua, ainda para mais com o tempo que se faz sentir lá fora! Música, dança, animação, tasquinhas e boa disposição são os pratos fortes dos próximos dias por Alenquer!

O convite está feito e o programa dos próximos dias segue-se de seguida...

Ascensão-PNG-cartaz-600x427.png

07
Mar15

Será possível?


O Informador

Há quanto tempo me queixei de chegar a casa e não ter água por andarem a tratar de alguma rotura pelas imediações do prédio? Pouco, muito pouco mesmo! O que voltou então agora a acontecer é que cheguei a casa, depois de um Sábado de trabalho, preciso de água para fazer as minhas coisas e eis que volto a ter uma surpresa desagradável!

Não existe água por aqui porque estão de novo a recuperar algo que estava mal. Não sei se o problema continua ou não a ser o mesmo, no entanto estas coisas começam a virar rotina por estas paragens. Não poderão arranjar uma solução coordenada com os meus horários? Estou por aqui com a necessidade de um prolongado banho e agora só posso esperar, esperar e continuar a esperar!

15
Fev15

Sem água!


O Informador

Acorda-se a meio da manhã de Domingo, aquele dia de descanso certo e percebe-se que não existe água canalizada mais uma vez, tal como por um dos fins-de-semana anteriores aconteceu!

Parece ser rotina existir alguma rotura aqui pela aldeia agora pelas manhãs dos dias em que estou por casa. Será macumba ou mera coincidência? Ainda para mais o problema volta a ser no mesmo local que o anterior, o que indica que as coisas não ficaram arranjadas na sua totalidade, mas sim rematadas para aguentar uns dias!

03
Fev15

Ir à Vila


O Informador

Casaleiros ou habitantes por detrás do sol posto, é assim que muitas pessoas se referem aos que vivem fora dos grandes centros urbanos, como é o meu caso! Não vivo num local longínquo, no entanto também não vivo isolado do mundo, estando a menos de cinco minutos do centro do concelho. Agora, o que reparei há uns dias em conversa é que quando me refiro em ir até Alenquer, acabo por dizer que vou à Vila. Sim, todos aqui por casa dizemos que vamos à Vila quando saímos de casa, deixamos a aldeia e necessitamos de ir ao centro, onde os supermercados e serviços estão disponíveis a todos.

Ir à Vila é daquelas coisas normais que quem sempre viveu na cidade ou na dita Vila não percebe. Eu, que sempre habitei na aldeia, fui habituado a referir-me a Alenquer como a Vila, aquela que tal como milhares de outras pelo país é o local de encontro de todos os munícipes da zona.

Não refiro que vou à Vila com mais nenhum local porque tudo o resto é normal. Vou ao Carregado, a Azambuja, ao Cartaxo, todas vilas mas nenhuma como a minha, aquela onde sempre fui habituado a viver, aquela a que todos nos referimos e percebemos qual o verdadeiro significado da palavra. Qual a diferença de dizer que vou à Vila ou que vou até Alenquer? Nenhuma mesmo, no entanto ir até à Vila ou ir até ao Carregado já é bem diferente. A razão? Simples, Alenquer é a Vila e o Carregado mesmo sendo Vila não passa do Carregado!

Algo confusa a explicação? Nada disso, sendo que a confusão neste caso só existe em quem não percebe o verdadeiro sentido de viver numa aldeia próxima de tudo mas que os outros acham que fica no final do mundo!

Vou indo, ou melhor, vou até à Vila porque já devem estar cansados de tanto ler a mesma palavra num só texto!

30
Nov14

Alenquer, Presépio de Portugal


O Informador

Presépio de PortugalA vila de Alenquer entra agora na sua fase natalícia e este ano o evento apelidado por Presépio de Portugal tem uma programação de luxo! O Natal está à porta e o lema deste ano das iniciativas do município está em torno da solidariedade, história e tradição.

O Mercado de Presépios, as iluminações especiais, festas, ceias e jantares solidários, concertos, teatro, programas televisivos, uma grande concentração de reis magos, aventuras pelo presépio, exposições, contos de Natal. Tudo isto e muito mais tem vindo a ser preparado pelo Município de Alenquer para que as próximas semanas sejam bem festivas e levem a população alenquerense e visitantes da vila a presenciarem bons momentos com muita animação e festividades próprias da época. 

Alenquer Presépio de Portugal tem uma programação bem especial este ano! Sejam bem-vindos à vila solidária deste Natal!

Presépio de Portugal

21
Out14

Onde anda a Feira Medieval de Alenquer?!


O Informador

Há uns anos o Município de Alenquer foi fazendo algumas edições da Feira Medieval. Agora que tantos concelhos andam a ter o evento na sua programação anual, Alenquer esqueceu-se do que antes tinha feito e deixou a ideia para trás.

Por onde se passeia é ver os cartazes com os anúncios reveladores de que em determinado local vai realizar-se a Feira Medieval num dos próximos fins-de-semana. Pelo meu município esqueceram-se do que andavam a fazer e que tinha pernas para crescer, deixando o que podia ser um evento regular para trás e esquecido pelas edições que se chegaram a concretizar.

Onde anda a Feira Medieval de Alenquer? Pois, não anda, isto porque pela Vila Presépio o vinho e seus derivados continuam a ser o mais importante!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________