Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

29
Dez12

Novo livro de J. K. Rowling já cá canta


O Informador

J. K. Rowling, a famosa autora mundial que inventou a saga de Harry Potter está de volta e com a estreia na literatura para adultos, através de Uma Morte Súbita! Eu já o tenho, depois de ter que trocar o livro A Mão do Diabo, de José Rodrigues dos Santos, que me ofereceram no Natal, isto porque já tenho um exemplar do mesmo desde o meu aniversário.

Vários foram os comentários que já ouvi e li sobre esta nova aventura no mundo da literatura de J. K. Rowling. Se por um lado já me sussurraram que esta estreia para adultos não correu da melhor maneira à autora, por outro, há quem diga que a acção e suspense continuam a surpreender nesta história.

Tudo me indica que nas primeiras semanas de 2013 vou começar a ler Uma Morte Súbita e depois quero ver se esta narrativa que se passa numa cidade inglesa como poderia acontecer numa cidade portuguesa é mesmo assim tão má ou tão boa como se diz.

Por um lado, as minhas expetativas não estão muito altas porque depois do sucesso de Harry Potter, não me parece possível que a autora consiga voltar a surpreender com algo igual ou ainda melhor. Por outro e porque Rowling mostrou ao longo de sete livros que a imaginação é algo que não lhe falta, acredito que todo este livro é um desenrolar de acontecimentos inesperados que não param de surpreender.

Em 2013 contar-vos-ei o que achei desta grande narrativa publicada entre nós pela Editorial Presença e que já ganhou alguns prémios internacionais.

Uma Morte Súbita

Uma Morte Súbita
Sinopse: Uma Morte Súbita é o primeiro livro para adultos de J. K. Rowling. Acolhido com enorme expectativa, este surpreendente romance sobre uma pequena comunidade inglesa aparentemente tranquila, Pagford, começa quando Barry Fairbrother, membro da Associação Comunitária, morre aos quarenta e poucos anos. A pequena cidade fica em estado de choque e aquele lugar vazio torna-se o catalisador da guerra mais complexa que alguma vez ali se viveu. No final, quem sairá vencedor desta luta travada com tanto ardor, duplicidade e revelações inesperadas?
23
Nov12

Continuo a ler A Mão do Diabo


O Informador

Pouco mais de uma semana depois, ainda continuo a ler A Mão do Diabo, da autoria de José Rodrigues dos Santos. A pouco mais de cem páginas do final, quero voltar a falar deste livro, por dois motivos. Primeiro, porque conseguiu-me dar a volta e conquistar. Segundo, mostra que o autor não pensou na internacionalização da obra.

Depois de umas primeiras páginas em que parecia que A Mão do Diabo não me ia conquistar, voltei com a palavra atrás, mas não pela forma como o livro está escrito, mas sim pelo que me tem ensinado acerca do estado do nosso país, da Europa e do Mundo. A crise, a crise e a crise é o grande destaque destas novas aventuras de Tomás Noronha, que fala das PPP, da moeda única, dos orçamentos de estado, e essencialmente do que foi feito de errado e do que se pode ou não fazer nos próximos tempos para melhorar a situação de todos nós.

Vejo que o jornalista quis mesmo mostrar e alertar os portugueses para a situação em que vivemos, narrando em certa parte o que pensa sobre toda esta situação. Como jornalista não o pode fazer, mas na pele das personagens pode bem deixar passar a sua opinião.

Deixo também aqui a minha ideia de que José Rodrigues dos Santos não pensou na internacionalização desta obra como tem acontecido com as outras, como é o caso de A Fórmula de Deus, O Sétimo Selo e O Último Segredo. Estes três livros, além de serem sucessos em Portugal, foram lançados em outros países, tendo conquistado também o público internacional. Desta vez parece que o autor e a sua editora, a Gradiva, não pensaram além fronteiras e dedicaram-se em fazerem algo mesmo para o nosso pequeno país cheio de crise, mas com o Natal à porta.

A Mão do Diabo não tem a história base das obras dos outros anos, mas tem sido bem agradável de ser lido, essencialmente porque me tem ajudado a perceber alguns pormenores económicos e políticos de que não tinha a ideia bem formulada e a que não dava importância. Quando terminar de ler venho aqui falar mais um pouco deste novo best seller nacional que me foi oferecido pelos meus 26 anos.

13
Nov12

Já comecei a ler A Mão do Diabo


O Informador

A Mão do Diabo é o novo livro de José Rodrigues dos Santos e aqui o je já o começou a ler...

Depois de ter andado nos últimos anos a ler as outras obras do jornalista da RTP, confesso que as primeiras páginas deste novo romance não me convenceram tão bem como as dos outros. Isto porque, depois de vários livros de mistério levado ao limite e onde se pode aprender algo mais universal, agora voltamos a ser transportados com o famoso Tomás Noronha para Portugal, embora com um toque grego e de religião à mistura. Mas parece que o embrulho deste ano foi feito, tal como a crise, para ser algo que se venda devido ao sucesso do autor, mas que não foi tão bem trabalhado.

Ainda pouco li e pode ser que mude de ideias, mas a julgar pelo início parece-me que A Mão do Diabo é o mais fraco livro do pivô do Telejornal. Vejo algo que foi feito mesmo porque tinha que ser e não com a dedicação de outros tempos, será que o mau estar e a indecisão que andam pela estação pública não deixam o jornalista exercer a função de autor como antes?!

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador