Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

31
Out13

Mais vistos de Outubro


O Informador

Existem curiosidades de um blogue que por vezes são engraçadas para partilhar com quem nos segue no dia-a-dia e este mês, também inspirado por alguns textos que a Mau Feitio tem partilhado de vez em quando ao divulgar os posts mais vistos do dia, lembrei-me de mostrar os meus Mais Vistos de Outubro. E existem surpresas que muitos nem vão perceber como aparecerem entre os 10 mais de O Informador!

  1. O Informador [Página Principal] - http://oinformador.com/
  2. Passatempo - A Culpa - http://oinformador.com/passatempo-a-culpa/
  3. Primark invade o Colombo - http://oinformador.com/primark-invade-o-colombo/
  4. TVI acorda para a ficção - http://oinformador.com/tvi-acorda-para-a-ficcao/
  5. O carro do filho de Cristiano Ronaldo - http://oinformador.com/o-carro-do-filho-de-cristiano-ronaldo/
  6. A Bárbara, o Carrilho e a Imprensa - http://oinformador.com/barbara-e-carrilho/
  7. Sala IMAX do Colombo - http://oinformador.com/sala-imax-do-colombo/
  8. Ups! O Coelho é uma Ave - http://oinformador.com/ups-o-coelho-e-uma-ave/
  9. Aníbal: Casting ou Convite - http://oinformador.com/anibal-casting-ou-convite/
  10. O Homem de Constantinopla - http://oinformador.com/o-homem-de-constantinopla/

Alguns destes posts tiveram a sua publicação em Outubro, mas metade deles já tem alguns meses e ainda continuam a ser destaque entre os melhores do rating do meu blogue. Percebo que a maioria tem palavras chave que recrutam, através do Google e companhia, mais visitantes para esta minha casa online, mas também gostaria de ver outros textos que me deram talvez um maior prazer no momento da escrita a entrarem nesta lista dos mais vistos!

No último dia de Novembro, se não me esquecer, voltarei a publicar algo semelhante para ver se esta lista mudou por completo ou se existem os assuntos que chegaram até aqui para ficarem e não deixarem o seu posto de comando!

29
Mar13

Vencedores do Passatempo - A Culpa


O Informador

29-03-2013O Informador lançou, em parceria com o Teatro Ponto Al, o passatempo, com três bilhetes duplos, para a peça A Culpa que está em cena no Teatro A Comuna. Agora chegou a vez de revelar o nome dos vencedores que vão poder estar no próximo Sábado na plateia a assistir a este espetáculo bem desconcertante da autoria de Peter Pina que se cruza em palco com Margarida Moreira e Ricardo Barbosa.

Tal como pode ser visto na imagem apresentada em cima, os vencedores deste passatempo foram escolhidos através do sistema random.org, que me forneceu assim os números 1, 8 e 9. Traduzindo estes números pelos nomes, pela ordem em que os comentários foram deixados no texto do passatempo, eis o nome dos três vencedores dos bilhetes duplos...

Joana Isabel Guerreiro Marques

Diogo Rosa

Sónia Maceira

Parabéns aos três vencedores que Sábado, dia 30, pelas 21h30, vão estar no Teatro A Comuna a ver a peça A Culpa. Peço que me enviem os vossos dados para o email geral@oinformador.com e deixo já aqui a informação que os três só terão que apresentar o comprovativo dos seus nomes na bilheteira do teatro para poderem levantar os seus bilhetes.

Bom espetáculo para todos e um Obrigado especial ao grupo Teatro Ponto Al por esta colaboração com O Informador!

A Culpa

SINOPSE - A CULPA

A história da viagem de uma mulher aos corredores da sua mente. Uma mulher decide enfrentar o seu lado negro, à procura das respostas da sua culpa. Uma reflexão sobre a mentalização da culpa e a conquista da desculpa, como um processo doloroso, que implica várias etapas.

Uma análise de um sonho, que se confunde com a realidade, na qual a culpa tenta ser sublimada e posteriormente desenhada pela consciência. Um labirinto pelo qual, inicialmente vai encontrando os culpados da sua dor. Portas que ela abre e fecha, tropeçando na história do seu filho, do seu amante e do seu marido.

Um caminho que ela percorre, num sentimento misto, entre a tristeza e a revolta, inerente ao ser humano, fazem-na direccionar a culpa para si mesma. No fim do processo, confronta-se e entende a verdade, acordando para uma cura de lucidez, aceitando que de facto a culpa não existe.

“A culpa não é de ninguém. A culpa é da vida. A culpa é do destino.”

Texto e Direcção artística: Peter PinaIntérpretes e criação: Peter Pina, Margarida Moreira e Ricardo BarbosaDesign e Vídeos: Tiago SantosFigurinos: Luiz Gonçalves Luz: Henrique Moreira Produção: Teatro.ponto.al / AM’ART

Local: Teatro A Comuna – Praça de Espanha, Lisboa

25
Mar13

Passatempo - A Culpa


O Informador

A CulpaO Informador foi ver a peça A Culpa e agora em parceria com o Teatro Ponto Al vou oferecer três bilhetes duplos para a mesma. Em colaboração com esta companhia de teatro que se encontra em cena no Teatro A Comuna com a peça A Culpa, tenho assim para oferecer três bilhetes duplos para a sessão do próximo Sábado, 30, pelas 21h30.

Com Margarida Moreira, Peter Pina e Ricardo Barbosa em palco, e um texto de um dos atores, esta peça bem desconcertante não deixa o seu público indiferente, porque no fim percebe-se que a culpa de tudo o que nos acontece na vida não é somente nossa, mas sim da sociedade em que vivemos, das pessoas que nos rodeiam e que tanto nos querem bem, como nos podem querer mal. Não me quero alongar mais com o comentário sobre este trabalho porque isso já o fiz, agora só quero mesmo é poder oferecer estes bilhetes duplos para que quem segue este meu blog possa também ver A Culpa.

Quem quiser concorrer a este passatempo só tem que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este texto até às 12h00 de Sexta-feira, dia 29. A par disso terão que fazer Gosto nas páginas de Facebook d’ O Informador e do Teatro Ponto Al.

«O Informador leva-me a ver A Culpa no Teatro A Comuna!»

Depois e ainda na sexta-feira, por volta das 20h00, e através do sistema random.org, revelarei o nome dos três vencedores dos bilhetes duplos que vão poder ir ver a peça A Culpa, no Teatro A Comuna, no dia 30, há noite, e em boa companhia.

Por agora resta-me desejar boa sorte a todos os participantes e deixo-vos com a Sinopse desta peça que quem sabe não poderás ir ver já no próximo Sábado.

SINOPSE - A CULPA

A história da viagem de uma mulher aos corredores da sua mente. Uma mulher decide enfrentar o seu lado negro, à procura das respostas da sua culpa. Uma reflexão sobre a mentalização da culpa e a conquista da desculpa, como um processo doloroso, que implica várias etapas.

Uma análise de um sonho, que se confunde com a realidade, na qual a culpa tenta ser sublimada e posteriormente desenhada pela consciência. Um labirinto pelo qual, inicialmente vai encontrando os culpados da sua dor. Portas que ela abre e fecha, tropeçando na história do seu filho, do seu amante e do seu marido.

Um caminho que ela percorre, num sentimento misto, entre a tristeza e a revolta, inerente ao ser humano, fazem-na direccionar a culpa para si mesma. No fim do processo, confronta-se e entende a verdade, acordando para uma cura de lucidez, aceitando que de facto a culpa não existe.

“A culpa não é de ninguém. A culpa é da vida. A culpa é do destino.”

Texto e Direcção artística: Peter PinaIntérpretes e criação: Peter Pina, Margarida Moreira e Ricardo BarbosaDesign e Vídeos: Tiago SantosFigurinos: Luiz Gonçalves Luz: Henrique Moreira Produção: Teatro.ponto.al / AM’ART

Local: Teatro A Comuna - Praça de Espanha, Lisboa

23
Mar13

A Culpa


O Informador

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=nj787YN1OgU

Margarida Moreira, Peter Pina e Ricardo Barbosa têm A Culpa atrás de si no Teatro da Comuna. Numa peça bem desconcertante, onde uma viagem atribulada à mente de uma mulher dá o mote para toda a acção acontecer, somos levados para uma mente feminina atormentada com a culpa do que fez, do que é e do que poderá fazer. 

Numa boa história criada por Peter Pina, que também é o coordenador do projeto, em A Culpa a mente conturbada da personagem de Margarida Moreira consegue transportar o público para o seu drama, pensando que aquela mulher foi capaz de matar, de deixar-se usar pelos outros e que não resistiu a todo o passado. Arrependimento, confissão, medo, pecado e vergonha são cinco de vários fatores que podem levar uma pessoa a este estado depressivo! No entanto e como na vida real o que parece também nem sempre é, afinal os médicos que deviam de ter a tarefa de a ajudar e que parecem fazer o oposto também têm um quê de culpa. Porquê? Uma boa questão a que não vou responder!

Quanto ao que vi, pela segunda vez vi a Margarida a representar em teatro e afirmo com um bom à-vontade, esta é uma das atrizes que consegue fazer qualquer tipo de personagem, então quando o drama aparece é do melhor que se pode pedir e exigir. Uma excelente atriz em palco! Peter Pina e Ricardo Barbosa era para mim desconhecidos, encaixaram bem nas suas personagens, deixando a mensagem passar para quem está sentado às suas frentes, e embora sejam bons, todo o protagonismo está no feminino, porque ela é A Culpa de tudo isto... Quer dizer, isso é o que se pensa!

Numa sociedade sempre em movimento, nada melhor que a frase que se segue para descrever esta peça...

«A culpa não é de ninguém! A culpa é da vida! A culpa é do destino!»

Parece-me que com estas expressões se poderão tirar várias ideias do que se vê em A Culpa que mostra o que pode acontecer a qualquer um, seja de que maneira for.

A Culpa

21
Mar13

Vou ver A Culpa


O Informador

http://www.youtube.com/watch?v=nj787YN1OgU
«A culpa não é dela. No sonho, ela apenas não queria que ele mudasse o canal da televisão. Não se mata um homem por causa dum comando de televisão. É isso que está a pensar. Não precisa de o dizer, eu sei que é isso que está a pensar. Pensa que eu sou louca.»
(A Culpa)

Hoje vou ver a peça A Culpa no Teatro da Comuna, em Lisboa. A convite do seu autor, interprete e criador, Peter Pina, O Informador vai ao teatro para assistir a um peça que me parece ser bem intimista onde o arrependimento, confissão, medo, pecado e vergonha são os grandes protagonistas. Acabou de estrear e este convite veio de forma inesperada, o que faz com que não saiba muito sobre o trabalho que vou ver.

Com o elenco composto por Margarida Moreira, Peter Pina e Ricardo Barbosa, esta peça junta os atores a vários vídeos e encenações gráficas, podendo ser assim elevado o seu texto e interpretações.

«De quem é a culpa?» Eu contarei o que achei sobre esta peça nos próximos dias, mas por agora fiquem com o vídeo de apresentação de A Culpa e preparem-se também para irem à Comuna nos próximos tempos porque teatro é teatro e esta peça só estará em cena de 14 a 31 de Março.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________