Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Passatempo - Vénus de Vison

11.02.14Publicado por O Informador

Vénus de VisonAna Guiomar e Pedro Laginha juntam-se no palco do Teatro Aberto para protagonizarem a peça Vénus de Vison, em cena na Sala Vermelha, de Quarta a Sábado, pelas 21h30 e ao Domingo com matiné pelas 16h00. Agora O Informador tem disponíveis 5 convites duplos para oferecer da peça que já tive o prazer de ver.

Em colaboração com o Teatro Aberto tenho para oferecer 5 convites duplos do espetáculo, para a sessão das 21h30 de dia 26 de Fevereiro, Quarta-feira.

Para poderes ganhar um destes convites só tens que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este texto até às 18h00 de dia 22, ser seguidor do blogue na sua página de Facebook, tal como compartilhar o link deste passatempo no teu perfil. Domingo, dia 23, publicarei a lista dos felizardos comentadores que serão seleccionados através do sistema random.org. Fica atento ao email porque será por essa via que entrarei também em contacto com os vencedores, explicando o processo de levantamento do seu convite.

«O Informador leva-me ao Teatro Aberto!»

Boa sorte e não percas tempo, porque os dias passam e só cinco comentadores serão os triunfadores! Até já!

Vénus de Vison

VÉNUS DE VISON, de David Ives

Em cena na Sala Vermelha - 4ª a sáb às 21h30 | domingo às 16h00

FICHA ARTÍSTICA

Versão, Dramaturgia e Encenação Marta DiasCenário Rui FranciscoFigurinos Dino AlvesLuz João LourençoSupervisão audiovisual Nuno NevesSonoplastia João Lanita | Manuel San PayoApoio ao movimento Cláudia NóvoaCom Ana Guiomar | Pedro LaginhaSINOPSE - No fim de um dia frustrante de audições, Tomás, o encenador, está sem esperança de vir a encontrar a protagonista da sua peça. Prepara-se para voltar a casa, quando, de repente, surge mais uma actriz. Vem atrasada mas ainda quer prestar provas. Chama-se Vanda – o mesmo nome da personagem da peça. Será ela diferente de todas as outras?Inspirada no universo sensual de Leopold von Sacher-Masoch (1836-1895), esta é uma peça inquietante, onde nos perguntamos constantemente se o que parece é. Qual é a cara do poder, no território de todas as máscaras, o teatro? Quem seduz? Quem resiste? E o que acontece quando o desejo ganha vida?

Vénus de Vison

22 Comentários

Comentar Post

Pág. 1/3