O Homem de Constantinopla

O Homem deJosé Rodrigues dos Santos surpreendeu os seus leitores e em Setembro lançou, quase em segredo, O Homem de Constantinopla, um romance biográfico sobre Caloust Gulbenkian. O mundo literário logo começou a falar sobre esta nova obra do jornalista da RTP e a minha compra aconteceu com a pré-venda ainda a decorrer. Encomenda feita e recebida, disponibilidade para a leitura acontecer e agora a opinião sobre o livro!

Através de uma resma que Kaloust fez chegar às mãos do seu filho Krikor quando este era um jovem adulto, a história da família Sarkisian é contada e relatada de forma romanceada pelo próprio e tudo começa nesse exacto momento. Com um vocabulário extremamente acessível a todos e com um texto bem corrido, José Rodrigues dos Santos tomou de embalo a história deste grande homem que nasceu remediado e que aos poucos atingiu o topo do reconhecimento e do poder através dos seus negócios e apostas económicas.

Do Império Otomano a Paris, de Londres para o Mundo, Kaloust tornou-se num dos homens mais ricos do mundo e educou o seu filho para lhe seguir os passos, contornando o seu caminho consoante a sua vontade e na direcção que entendia. O amor e a traição, os ricos e os pobres, o fracasso e a glória…

No geral, adorei este livro e embora não seja o melhor de Rodrigues dos Santos, anda entre os melhores, no entanto existe uma coisa que quero destacar pela negativa! Ao longo de todo o romance muitos são os capítulos dedicados aos negócios e reuniões e consoante as coisas vão acontecendo maior é a força que tais acontecimentos ganham no livro, o que não posso aplaudir. A mim muito mais me interessou a parte pessoal de Kaloust e da sua família que o jogo económico que o fez crescer. A opção por mostrar o poder do homem e deixar para segundo plano os afectos, o ostracismo e a boa vontade falou mais alto para o autor, o que não entendi, já que tenho em conta que o jornalista gosta de fazer um bom romance com todos os detalhes possíveis!

Um bom livro, uma boa companhia e um óptimo manual para a descoberta de um homem que saiu de Constantinopla e conquistou o mundo!

Sinopse: O Império Otomano desmorona-se e a minoria arménia é perseguida. Apanhada na voragem dos acontecimentos, a família Sarkisian refugia-se em Constantinopla. Apesar da tragédia que o rodeia, o pequeno Kaloust deixa-se encantar pela grande capital imperial e é ao atravessar o Bósforo que pela primeira vez formula a pergunta que havia de o perseguir a vida inteira:

“O que é a beleza?”

Cruzou-se com a mesma interrogação no rosto níveo da tímida Nunuphar, nos traços coloridos e vigorosos das telas de Rembrandt e na arquitectura complexa do traiçoeiro mundo dos negócios, arrastando-o para uma busca que fez dele o maior coleccionador de arte do seu tempo.
Mas Kaloust foi mais longe do que isso:

Tornou-se o homem mais rico do planeta.

Inspirado em factos reais, O Homem de Constantinopla reproduz a extraordinária vida do misterioso arménio que mudou o mundo – e consagra definitivamente José Rodrigues dos Santos como autor maior das letras portuguesas e um dos grandes escritores contemporâneos.

No final de Novembro será lançada a continuação de O Homem de Constantinopla, intitulado de Um Milionário em Lisboa! Não vou perder!

One comment

Deixar uma resposta

Current day month ye@r *