Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

O Dioguinho e a CMTV

06.04.18Publicado por O Informador

diogunho cmtv.jpg

O Dioguinho e a CMTV são dois monumentos da informação portuguesa. Com eles podemos saber tudo. Todos os detalhes sobre qualquer facada ou atropelamento que tenha acontecido em qualquer parte do país. Todos os detalhes sobre a opinião de Joana Latino sobre a roupa que Rita Pereira vestiu no Portugal Fashion. Tudo sobre as críticas que as redes sociais estão a fazer a Carolina Patrocínio pela forma como está a divulgar o nascimento da terceira filha. Bem dizia o Ricardo Araújo Pereira que agora temos interesse em saber a opinião das redes sociais mas antigamente ninguém queria saber a opinião dos snack-bares.

 

A notícia perfeita: quando a CMTV é notícia no Dioguinho

Quando os dois se juntam, é perfeito! É quase como jogar no NetBet Casino ou noutra plataforma de casino online e ganhar um jackpot nas “slot machines” virtuais. Tudo o que temos na CMTV é maximizado de forma magistral pela “pena” do Dioguinho.

Foi o que aconteceu há poucos dias, no final de Março, quando o divórcio do comediante e apresentador João Paulo Rodrigues deu azo a peixeirada na CMTV. Um programa de fofocas da televisão resolveu apontar baterias ao apresentador da SIC e à sua vida privada e o Dioguinho não podia deixar passar isso em claro – ele está sempre atento ao que vai passando na televisão do Correio da Manhã.

Se não são as notícias, são as apresentadoras da CMTV, como foi o caso de Marta Viveiros que teve honras de artigo para re-divulgação das suas fotos e vídeos das redes sociais, porque “exibe um corpo de sonho”.

 

Um modelo de negócio para o Dioguinho

O Dioguinho poderia sentar-se em frente à televisão com o seu portátil e fazer um artigo sobre toda e cada uma das notícias veiculadas pela televisão do Grupo Cofina. Cada uma delas dá um excelente artigo noticioso! E quando o canal está em direto de um sítio onde estão a acontecer coisas?

Melhor ainda: pode fazer um direto online, com atualizações de 5 em 5 minutos. É fácil: a cada 5 minutos basta acrescentar uma linha, por exemplo “as autoridades continuam em averiguações”, e entre uma coisa e outra pode dedicar-se à promoção do URL desse artigo no Facebook e no WhatsApp.

O Dioguinho encontra lá de tudo – menos informações sobre a poluição do rio Tejo e da Celtejo, isso aí já é mais difícil. Na data em que este artigo foi redigido, havia 21 entradas com “Celtejo” no site do Correio da Manhã, enquanto o Diário de Notícias tinha 376, o site do Público tinha 2360 e o da RTP, 3050 referências à Celtejo. Vá-se lá saber porquê, não é?