Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Miúdos escuteiros abandonados

23.02.13Publicado por O Informador

Em pequeno passei pela fase em que queria ir para o grupo de escuteiros, mas depois essa ideia passou-me e ainda bem. Há uns dias vi um grupo de escuteiros com idades que deveriam andar entre os 9 e os 11 anos a andarem sozinhos numa estrada muito frequentada. O mal não está tanto por ai, mas sim porque além de irem carregados, estava a chover, era de noite e existia pouca visibilidade para que quem por ali passava de automóvel os visse. Onde andavam os coletes refletores daquelas crianças? Não andavam! Onde andavam os adultos responsáveis pelos mesmos? Ali na zona também não estavam!

Ou seja, os miúdos andavam à procura do sítio onde iam pernoitar, porque as tendas andavam às suas costas, mas eles faziam este exercício de orientação de noite e num local perigoso, para mais com o mau tempo que estava.

Será que não tem que existir um pouco de cuidado com quem organiza estas coisas? Os responsáveis não têm consciência que estamos em 2013 e que o perigo está em qualquer lado, não sendo como há uns anos atrás? Eu fiquei pasmo quando vi aqueles seres a andarem por ali com cara de desorientados e em busca do seu rumo àquelas horas.

A culpa não é deles, mas sim de quem os organiza. Depois perguntou-me também, e os pais, será que sabem que enquanto estão descansados em casa os seus filhos andam a passar ao lado do perigo sem o visionamento de um adulto?

No escutismo é a lei da sobrevivência, mas também não se podem esquecer que não é o vale tudo que ali está a acontecer!