Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Judite Sousa, o regresso!

29.08.14Publicado por O Informador

Dividida em duas partes foi transmitida a entrevista de Judite Sousa a Cristiano Ronaldo, simbolizando mais um troféu ganho pelo craque e o regresso da jornalista ao ecrã da TVI, dois meses depois da morte do seu filho. Judite estava preparada para este reencontro com as câmaras? Não! Mas a vida tem de continuar e famosas ou não, muitas são as mães que passam pelo mesmo ao longo das suas vidas!

Sendo figura pública, Judite viu a morte do seu filho ser manchete da imprensa nacional, tendo o público acompanhado todo o caso. Agora que o regresso ao ecrã aconteceu a jornalista mostra-se frágil, nervosa e talvez com um grau de impulsividade acima do que tinha até aqui. Sinais de mudança bem esperados devido aos acontecimentos e que por muito que se quisesse voltar a ver a pivô de novo no seu devido lugar televisivo, ainda era cedo para voltar a um posto que muitos apreciam e que agora não estão preparados para acompanhar esta mudança de personalidade da jornalista.

Com a entrevista a Cristiano Ronaldo deu para perceber a fragilidade com que este regresso está a acontecer. Judite está ausente do mundo real, nervosa e muito directa com as questões, não sendo a pessoa que sempre mostrou ao longo dos anos de carreira. 

Não posso dizer que não aplaudo ver a jornalista no que de melhor sabe fazer, no entanto defendo que existem profissões onde também é necessário dar tempo para se poder fazer o luto e neste caso, enquanto figura pública que dá a cara por uma equipa, o tempo a trabalhar na redacção e em grandes peças de investigação seria necessário, deixando o papel principal para outros tempos vindouros.

Ainda é cedo, mas trabalhar também é distrair e fazer o que se gosta ajuda a recuperar de melhor forma! O público está do lado da jornalista neste momento contínuo de dor e luto pela perda do André, mas há que ter calma porque os sentimentos existem e uma perda deste grau não dá para assumir de animo leve!