Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

26
Jul17

Imaculada [Paula Lobato de Faria]


O Informador

imaculada.jpg

Autor: Paula Lobato de Faria

Editora: Clube do Autor

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Abril de 2017

Páginas: 312

ISBN: 978-989-724-349-3

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Esta é uma história inspirada em acontecimentos reais em que a dualidade de ser e de parecer, da lealdade e da traição, do amor e da obrigação nos leva a caminhos imprevisíveis.

Portugal, 1956

Tempo da ditadura de Salazar, da censura e da PIDE. Numa família da alta burguesia, no interior do país, o lema "Deus, Pátria e Família" é sagrado. Mas a vida estremece quando na casa dos Correia bate à porta o amor e o desejo de liberdade.

«Apenas um por cento é baseado em memórias e todo o resto na imaginação, mas muitos leitores vão aqui identificar pessoas que conheceram durante a vida, pois os personagens desta trama são gente comum, de carne e osso», avança a autora nas primeiras páginas do romance.

 

Opinião: Situamos-nos em Portugal no ano de 1956, numa época em que o país vivia entre o medo e a pressão do governo de Salazar onde os comportamentos era controlados a favor da censura. Somos convidados a entrar através da obra de Paula Lobato de Faria no interior de Imaculada, o palacete da família Correia onde muito está prestes a acontecer.

Através duma família tradicional que viveu, como tantas outras, de aparências para que os outros não percebessem os dramas que eram omitidos a bem do futuro, conhecemos Cristiana, a jovem noiva de Miguel, um militar bem parecido e melhor amigo do irmão da sua futura esposa, João, um jovem advogado que namora com a melhor amiga da irmã. Este quarteto não surge de forma espontânea porque a época assim o exigia e o bom nome de cada família teria de prevalecer conjugado com os mais próximos, os mais bem parecidos e os que podiam aliar a sua fortuna e forma de aparecer publicamente para que o futuro sorrisse para os dois lados. Namoros forçados, combinados e arranjados pelo pais para que nada falhasse mas será que com um pouco de liberdade longe dos olhares controladores dos mais velhos o idealismo criado não corre o risco de ser desvirtuado?

Apaixonada por Miguel, Cristiana vai passar umas semanas ao longo do Verão com Ana Maria na zona do Estoril e é nessa estadia que o seu coração treme, conhecendo o verdadeiro amor através do surgimento de Nills, um luso-norueguês, com ligações perigosas em termos políticos para a altura que se vivia. Como ficará o futuro da jovem que já estava de casamento marcado e com uma vida bem estruturada aos olhos da família? Claramente que esta ligação não é aceite pelos que lhe são mais próximos porque é com Miguel que a querem ver, a pensar no seu bem-estar, na estabilidade e na união com uma família bem colocada socialmente. 

Esta é uma narrativa leve, ágil e bem escrita, conduzindo o leitor através de factos ficcionais por acontecimentos históricos do país sem cansar. Personagens bem elaboradas numa criação que soa a verdade e que em algum momento cansa, já que a forma como tudo é contado e a facilidade com que de um momento para o outro novos acontecimentos surgem levam o leitor a acompanhar o que irá surgir na vida de Cristina, Miguel, Ana Maria, João, Etelvina, Nills, Lourença... Personagens estruturadas que entram na história porque assim é necessário, não estando para encher e ocupar mais umas páginas na narrativa. Quem passa por Imaculada, seja os seus habitantes ou visitantes é porque assim tem de ser, fazendo todo o sentido cada entrada e saída na vida de Cristina, a jovem que tem tudo, percebe que afinal não é assim tão feliz e acaba como só quem lê este romance sabe. 

Uma boa obra de uma autora que estava ainda desconhecida em Portugal, embora seja portuguesa, e que se inspirou na sua mãe para criar, recontar e viver uma vida que não foi sua mas que me fez adorar a sua forma de se expressar para que os leitores fiquem agarrados às suas verdades sentimentais sobre vidas reais que conviveram lado a lado com a mudança de um país. 

Gostei e aconselho a leitura de Imaculada!

 

2 comentários

Comentar Post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________