Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Filho / Mãe

23.07.15Publicado por O Informador

A relação mãe e filho aqui por casa nem sempre, ou melhor, raramente é das melhores! Com feitios semelhantes, venho a confessar, com o passar do tempo percebo que estou cada vez com menos paciência para qualquer implicância que seja feita por coisas mesquinhas e sem nexo.

Tudo me irrita em casa porque a minha mãe está ano após ano como a maioria das mães deste nosso país, a ficar cada vez mais insuportável com o seu mundo. Tudo o que é feito e que não calha bem com as suas ideias já dá para conversas e mais conversas de minutos, muitas vezes a solo onde o tema é moído e remoído até ter um final por ninguém dar troco ou então por quem respondeu calar-se para tentar que o assunto fique por ali. 

É complicado lidar com uma mãe com um feitio destes, onde tudo tem de ser feito como tem na ideia. Como geralmente a minha ideia do correcto não bate certo com a sua complicação, o choque acontece e lá se dá uma discussão onde nem apetece dar respostas mas como são minutos atrás de minutos a ouvir que isto e aquilo está mal ou que deixaste o outro torto acabo por ter de dizer algumas vezes o que não quero, sendo um pouco impulsivo nas palavras.

Há dias isso aconteceu-me e depois, um pouco contrariado porque odeio pedir desculpas, lá fui eu dar a mão à palmatória com um pedido ao de leve como quem não quer a coisa e sem grandes palavras. Irritou-me por uma coisa mínima onde me disse que estava no sitio onde ela tinha de ir tirar a roupa da máquina de lavar. Eu que estava a tirar o café também lhe disse que podia ser ela a estar a estorvar porque eu já lá estava. Isto deu o mote para uma conversa de dez minutos com outros temas a surgirem e onde acabei por dizer o que não queria por causa do seu mau feitio. Lá cai em mim quando o silêncio se instalou e lá fui eu afirmar uma simples palavra, «desculpa» que não teve qualquer reacção da outra parte, embora sabendo que tanto errado estive eu por dizer o que disse como esteve ela por achar que tem de ser tudo à sua maneira. 

Sei que chocamos muito e cada vez mais e isso faz-me pensar com uma maior regularidade em procurar o meu espaço para não adensar esta relação que se tem vindo a acentuar por não ter paciência para a sua mesquinhez enquanto dona de casa stressada onde tudo tem um lugar e uma finalidade que não pode ser mexida. Não percebo, juro!