Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Faltas Justificadas e Faltas Manhosas

Na escola sempre apetecia faltar a uma aula ou outra por preguiça ou simplesmente para se ficar na conversa pelo pátio ou pelos cafés das redondezas. Quando se entra no mercado laboral as circunstâncias alteram-se e faltas foram coisas que não existem por aqui, pelo menos sem uma boa razão que consiga deixar-me por casa sem conseguir ir trabalhar. Só falto mesmo em último caso e porque percebo que não tenho condições para comparecer, e mesmo isso foi raro acontecer ao longo dos oito anos em que estou na empresa. Com isso não percebo quem falta por faltar e ainda consegue mostrar que o seu comportamento é o melhor! Assim quem consegue perceber as pessoas que depois se queixam que têm contas para pagar e que o ordenado que recebem no final do mês não lhes chega para as despesas?

Sou exigente com os horários e mesmo nos dias em que nem apetece levantar da cama, pensando somente em dormir e ficar no aconchego, lá me levanto e à hora de entrar ao serviço lá estou eu, só tendo chegado ao longo de todo este tempo um dia atrasado devido ao trânsito. Agora quem consegue aparecer vários dias depois do horário da sua entrada, queixar-se de tudo e mais alguma coisa e depois dos dias de folga ainda arranjar artimanhas para faltar e deixar o trabalho para os que estão sempre lá é complicado de digerir. Como estas pessoas podem querer agarrar um lugar em qualquer empresa se não conseguem assumir compromissos para com o trabalho, os seus horários e dias de expediente? Sou demasiado exigente comigo e não aceito faltas só porque sim, percebendo de imediato quem está a mentir pelas suas ausências e quem realmente faltou porque assim tinha de ser.

Quem não tem outro remédio tenta depois refazer as horas perdidas, ficando a pensar no que perdeu e arranjado forma de não levar um desconto no final do mês por ter precisado de tirar uns dias ou horas extra. Agora quem fica deitado até mais tarde por querer ou quem falta porque não apetece ter um dia de trabalho pela frente após o fim-de-semana não se incomoda absolutamente nada com a situação e até tenta nem falar do assunto com os seus superiores para também não dar nas vistas, como se os outros se esquecem-se assim tão facilmente dos acontecimentos dos dias anteriores.

Quem tem faltas justificadas preocupa-se com a situação, agora os manhosos que ignoram as suas verdadeiras funções pelo local de trabalho, esses estão-se a marimbar para o que andam a fazer, desde que no final do mês lá tenham alguns euros para receberem, o resto pouco importa! Até quando? Pois, os contratos podem terminar ao virar da página, não é seus malandros?!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários recentes

  • O Informador

    Tão verdade esta citação não é? Quem se deixa fica...

  • P.P.

    Infelizmente, porque conheço dois casos assim, bem...

  • O Informador

    Esse poste deverá estar numa zona com maior visibi...

  • P.P.

    Ainda ontem, enquanto tomava café com a minha mãe,...

  • O Informador

    Os municípios e as entidades competentes deixam as...

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________