Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Atual leitura... Hoje Estarás Comigo no Paraíso [Bruno Vieira Amaral]

20.05.17Publicado por O Informador

hoje estarás comigo no paraíso.jpg

Bruno Vieira Amaral lançou o seu primeiro romance, As Primeiras Coisas, em 2016, com o qual recebeu várias nomeações e prémios. Agora, um ano depois, surge com Hoje Estarás Comigo no Paraíso e o sucesso anterior parece estar a ter continuidade.

Numa aposta da Quetzal, o autor que venceu o Prémio José Saramago, optou desta vez por pegar num assassínio familiar e colocar-se no papel de investigador pela busca de um passado onde tudo serve para recontar a história em jeito de reconstituição da personalidade e percurso da vítima. 

Este será o primeiro contacto que terei com a escrita de Bruno Vieira Amaral que dizem ser muito boa e que pela base da história me está a deixar curioso. Depois já sabem que vos contarei tudo após a leitura!

 

Em Hoje Estarás Comigo no Paraíso, Bruno Vieira Amaral, desenha uma investigação do assassínio do primo João Jorge - morto no bairro em que ambos viviam no início dos anos 80 - e usa essa investigação como estratégia de recuperação e construção da sua própria memória: a infância, a família, o bairro e as suas personagens, Angola antes da Independência e nos anos que se lhe seguiram, e a figura (ausente) do pai.

Na reconstituição da personalidade e do percurso da vítima, da noite em que tudo aconteceu, na apropriação que o narrador faz de uma ligação com João Jorge (mais ou menos forjada pelos mecanismo da memória) - e de que faz parte essa busca mais ampla das dobras do tempo e do esquecimento - são utilizados os mais diversos materiais: arquivos da imprensa da época, arquivos judiciais, testemunhos de amigos e familiares, e a literatura, propriamente dita - como uma possibilidade de verdade, sempre.