Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

13
Jul15

A Vida na Porta do Frigorífico


O Informador

a vida na porta do frigorífico.png

Autor: Alice Kuipers

Ano: Outubro de 2009

Editora: Editorial Presença

Número de páginas: 240 páginas

Classificação: 4 em 5

 

Opinião:

Aparentemente A Vida na Porta do Frigorifico é um livro fraco! Mas isto é uma questão aparente que pode levar os que passam simplesmente os olhos por esta obra a pensar. Quando a leitura começa e as notas que mãe e filha vão deixando na porta do frigorifico vão ganhando forma, a ideia de facilitismo literário cai por terra porque nesta obra de Alice Kuipers existe história e não é das mais fracas já lidas. 

Quase, mas mesmo quase, que este livro me fazia chorar no final da hora que o levei a devorar de uma ponta à outra. Claire é uma adolescente que vive os primeiros encontros amorosos, escapando-se com a ajuda de amigos da vida familiar que praticamente não existe. Desculpas e ausências de casa fazem com que não exista praticamente relação com a sua mãe, médica que passa muito do seu tempo no hospital onde trabalha e onde a sua vida parece fazer verdadeiro sentido. O que existe então entre as duas além de serem mãe e filha? Uma casa em comum, um divórcio, telefonemas e muitas mensagens deixadas de uma para a outra pela porta do frigorifico que serve como pombo correio para que os pedidos, listas de compras e recados importantes sejam passados sem existir qualquer comunicação física entre ambas. 

Com uma escrita envolvente e corrida onde as alterações de humor e as situações da história vão sendo visíveis através dos recados deixados, estas duas personagens vão percebendo que o que as tem afastado ao longo do tempo poderá ter sido o grande erro que agora prova que pouco existe em comum. Só que nem tudo dura para sempre e a saúde também prega partidas indesejadas, vivendo-se a partir de certa parte um drama paralelo entre as duas personagens que sofrem cada qual para seu lado sem que consigam organizar espaço e tempo para se cruzarem e partilharem o que verdadeiramente interessa. 

Um livro rápido, emocionante e que reflecte o que se passa em tantos lares onde a presença das relações familiares muitas vezes falha nas etapas mais importantes da vida. 

 

Sinopse:

Claire e a sua mãe vivem na mesma casa, mas, para todos os efeitos, é como se vivessem em planetas diferentes. As duas raramente se cruzam, e a porta do frigorífico acaba por se tornar a plataforma de contacto onde deixam recados uma à outra e se vão mantendo informadas acerca dos acontecimentos das suas vidas. Mas um dia Claire depara-se com um recado diferente do habitual, e a partir daí terá de lutar contra a distância que as separa e contra o tempo que se esgota… 

A Vida na Porta do Frigorífico é uma narrativa que mergulha no íntimo de uma relação entre mãe e filha e os sentimentos de apego, culpa, ressentimento e frustração que a convulsionam. Uma mensagem universal sobre o amor e a perda num romance comovente, que se lê de um fôlego.

12 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Mensagens

Pesquisar

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador