Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

13
Jul15

A Rapariga no Comboio


O Informador

capa_a-rapariga-no-comboio.jpg

Autor: Paula Hawkins

Ano: Junho de 2015

Editora: Topseller

Número de páginas: 320 páginas

Classificação: 5 em 5


Opinião:

Estar atento e deixar que a imaginação comece a funcionar nem sempre corre bem na vida de uma viajante no tempo, tal como o que aconteceu com A Rapariga no Comboio, Rachel. Numa obra onde a verdade se liga com a imaginação neste thriller os factos são transformados pela pura criação que alguém vai fazendo ao longo do tempo simplesmente através da observação de vidas desconhecidas até então. 

Paula Hawkins é uma das autoras do momento com este livro que tem feito furor junto de leitores assíduos dos mais vendidos e não só. Confesso que comprei este livro por ter de reforçar as leituras que tinha levado comigo de férias e por ser o melhor classificado na tabela de vendas. Se errei na escolha? Nada disso, bem pelo contrário!

A Rapariga no Comboio é um dos livros do ano, sem dúvida alguma! Com uma morte a dar o mote para os desenvolvimentos seguintes, rapidamente as personagens entram em acção e ganham relevo junto do leitor que tenta a todo o custo decifrar quem poderá ser o verdadeiro culpado de todo o mistério que envolve o desaparecimento de Megan. Qual a explicação para uma mulher supostamente feliz num casamento desaparecer subitamente sem deixar rasto? As verdades vão aparecendo, sempre com toques imaginativos de personagens que acreditam ter visto uma coisa quando na realidade o álcool as transforma noutras. 

Como uma simples viagem consegue transformar a vida de alguém que sempre se tentou manter a leste? Como o passado desse alguém fica subitamente envolvido num caso com que aparentemente nada tem em comum consigo? Uma complexa história onde os poucos envolvidos chegam perfeitamente para levar o suspense embutido nestas mais de trezentas páginas em frente. Deverei confessar que o culpado de toda esta situação envolvente só foi descoberto por mim mesmo perto do final de tudo, quando o círculo se começa a apertar e já poucos suspeitos podem ter mistérios omitidos nas suas vidas.

Violência, alcoolismo, amor, traição, mistério, homicídios, viagens e ligações pessoais são os principais bombons que A Rapariga no Comboio serve aos seus leitores através de uma escrita fluida, sem grandes oscilações e onde três mulheres vão reflectindo sobre o que têm sido as suas vidas ao longo de pouco mais de um ano, onde o passado vai sendo contado ao lado do presente. 

Um livro aconselhado e que deixa os leitores agarrados até que o final apareça e a perda de controlo de cada criação ficcional seja desvendada!

Sinopse:

Todos os dias, Rachel apanha o comboio...

No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.

Até que um dia...

Rachel assiste a algo errado com o casal... É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada. Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afetando as vidas de todos os envolvidos.

De leitura compulsiva, este é o thriller do momento, absorvente, perturbador e arrepiante.

7 comentários

Comentar Post

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

  • Sérgio Ambrósio

    São sempre as mesmas figuras a dar na TV! Acho tão...

  • O Informador

    Para te ser sincero, não me identifico realmente c...

  • O Informador

    Uma ideia que já me deram, não tanto para ir de en...

  • Anónimo

    Tens todo o perfil para teres um rubricou espécie ...

  • P. P.

    Eu gosto como está.Mantens-te fiel a uma linha que...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador