Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

25
Nov17

Convites duplos para A Bela e o Monstro [02.12.2017]


O Informador

a bela e o monstro.png

Miúdos e graúdos viajam pela fantasia dos contos de fadas e A Bela e o Monstro é um bom exemplo disso. Do ecrã para os palcos nacionais, chegou há uns anos a Portugal o musical que tem encantado o público ao longo de várias temporadas de sucesso com sessões esgotadas e neste final de 2017 tal sucesso continua. 

Em cena no Auditório do Casino Estoril, o musical A Bela e o Monstro já voltou a fazer as delícias do público que tem visto ou revisto este espetáculo onde a magia acontece. Com produção a cargo da Yellow Star Company, adaptação de Paulo Sousa Costa, encenação de João Didelet e com Mara Prates, Luis Pacheco, Jorge Kapinha, Mafalda Teixeira, Patricia Candoso, Diogo Garcia, Anilson Eugénio, José Nuno e Júlio Mesquita a comporem o elenco, todos estão convidados a assistir a este mega sucesso dos palcos nacionais onde ninguém fica indiferente. 

Para que todos tenham a oportunidade de assistir a esta produção, eis que tenho dois convites duplos para sortear, de forma aleatória através do sistema random.org, aos leitores do blog que tentarem a sua sorte, para a sessão de dia 02 de Dezembro, pelas 11h00. 

24
Nov17

Vencedores dos convites duplos para A Bela e o Monstro [26.10.2017]


O Informador

a bela e o monstro.png

O musical A Bela e o Monstro está de volta aos palcos nacionais após as últimas temporadas de sucesso com sessões esgotadas. Com a finalidade de encantar miúdos e graúdos, a Yellow Star Company volta assim a apostar nesta produção de sucesso, desta vez no Auditório do Casino Estoril e a magia acontece assim de novo para quem quiser ver ou rever este belo espetáculo que já vi e recomendo. 

O elenco desta nova temporada é composto por Mara Prates, Luis Pacheco, Jorge Kapinha, Mafalda Teixeira, Patricia Candoso, Diogo Garcia, Anilson Eugénio, José Nuno e Júlio Mesquita, estando a adaptação e encenação a cargo de Paulo Sousa Costa e João Didelet, respetivamente. 

De 23 de Novembro a 17 de Dezembro A Bela e o Monstro tem assim presença marcada pela sala já mencionada, mas foi para o próximo Domingo, 26 de Novembro, sessão das 11h00, que aqui pelo blog estiveram dois convites duplos em jogo para serem selecionados junto dos visitantes d' O Informador que tentaram a sua sorte e participaram neste passatempo. 

22
Nov17

Enigma [ByFurcação]


O Informador

enigma byfurcação.jpg

A ByFurcação Teatro tem, ao longo dos últimos anos, apostado em espetáculos de teatro imersivo, mas desta vez surge Enigma, onde o público é convidado também a entrar num jogo ao mesmo tempo que vai assistindo ao espetáculo mostrado na Quinta Nova da Assunção, em Belas. 

Fazendo a reserva para uma das sessões que se realizam de 17 de Novembro de 2017 a 24 de Fevereiro de 2018, todas as Sextas-feiras e Sábados, pelas 21h30, o público é convidado a responder a um questionário que ajudará a equipa de produção a decidir os caminhos com que irá guiar essa pessoa a partir do momento em que entra neste desafio onde existirá sempre um vencedor por sessão que passará diretamente para a grande final onde vários prémios estarão à espera do mais perspicaz. Feita a reserva e o pagamento, eis que a entrada em Enigma aproxima-se. Todos são convidados a colocar uma capa de distinção para ser possível entrar em cena e a partir dai começa o jogo. Silêncio é necessário a partir de então porque nada pode escapar a cada grupo de cinco elementos que serão distribuídos aleatoriamente. Cada grupo terá percalços logo à partida consigo já que cada um dos elementos terá uma dificuldade acrescida ao longo do percurso. Com incapacidades alheadas aos sentidos, que não vos quero contar para não cortar o momento de quando entrarem neste Enigma, só vos posso dizer que a entre-ajuda entre equipa é fundamental para se chegar longe neste espetáculo de teatro imersivo que se complementa com um jogo. De sala em sala, assistindo a vários momentos representativos, o espetador é convidado a contemplar cada personagem tal e qual como lhe aparece pela frente, tendo de existir concentração, de uns mais que de outros, para se tentar tirar algo do que é referido para que mais à frente cada palavra, cada momento, possa ajudar a decifrar um código para que se consiga triunfar numa batalha que começa com união e acaba de forma individual de sessão para sessão. 

Estive no primeiro dia de Enigma, numa sessão experimental, para que depois o público possa encontrar esta produção já bem definida e digo-vos que tive uma experiência que não esperava. Andei uma hora a ver navios a passar, fazendo uso do olfato, da memória e da audição para conseguir caminhar ao lado de quatro pessoas que não conhecia e sobre as quais fiquei sem saber quem eram, mesmo andando cerca de hora e meia lado a lado com estes elementos que fizeram toda a sessão comigo. Este é um espetáculo onde todos são convidados a ficarem defraudados de um elemento a que estão habituados no seu dia-a-dia e é esse facto que faz de Enigma um espetáculo diferente, embora não aceite por todos. Pode tornar-se complicado quem assistir como eu a este espetáculo sem conseguir ter acesso ao que os outros têm. Pois, para os mais distraídos, andei vendado durante todo o percurso da peça, não fiz qualquer tipo de batota e consegui levar o jogo em diante. Se um está vendado, os outros ficarão também sem um dos elementos sensitivos a que estão habituados. Preparem-se, porque neste Enigma nem tudo é fácil, acreditem! Vale pela experiência de que gostei, mas percebo que é complicado pagar um bilhete para andar de olhos vendados e ter de usar todos os outros sentidos para chegar a algum lado, não conseguindo ajudar a equipa em todos os momentos e na decifração de algumas provas. É um facto que percebi um pouco as dificuldades de uma pessoa invisual, mas não vejo que a maioria das pessoas entenda esta experiência como eu, embora saiba que a produção após esta experiência com público convidado irá rever a situação para que ninguém se sinta deixado para trás e sem as mesmas capacidades em termos de jogo que os restantes.  

Vale a pena entrar e enfrentar este Enigma, para mais para quem pensar que estão prémios também em jogo após uma experiência de teatro imersivo diferente. Todos os participantes terão direito a prémios de parceiros da ByFurcação, variando esses prémios entre experiências de SPA, jantares em alguns restaurantes e estadias em pousadas e hotéis, tal como vários descontos. Apesar disso poderão existir outras surpresas em cada sessão, sendo que os apurados para a final, onde existirá um jantar para se encontrar o verdadeiro segredo deste Enigma, habilitam-se a ganhar um prémio que poderá atingir valores entre os 666€ e os 3333€. Um pouco aliciante, não é?

14
Nov17

Convites duplos para A Bela e o Monstro [26.10.2017]


O Informador

a bela e o monstro.png

Mais um ano e uma nova temporada do musical de sucesso A Bela e o Monstro estreia para alegrar pequenos e graúdos ao longo de várias sessões do espetáculo que encanta o público pela magia tão bem conhecida de uma das melhores histórias de sempre.

De novo através da Yellow Star Company, este espetáculo, que já vi, volta assim a enfeitiçar o público que se dirigir até ao Auditório do Casino Estoril de 23 de Novembro a 17 de Dezembro para aplaudir este conto de fadas. Uma história que já foi adaptada inúmeras vezes e que reflete o Amor transmitido e vivido pelos sentimentos, deixando as aparências de lado.

Jeanne-Maria LePrince de Beaumont editou em 1756 A Bela e o Monstro e em pleno 2017 Paulo Sousa Costa e João Didelet adaptam e encenam este sucesso onde contam com Mara Prates, Luis Pacheco, Jorge Kapinha, Mafalda Teixeira, Patricia Candoso, Diogo Garcia, Anilson Eugénio, José Nuno e Júlio Mesquita num elenco que pretende surpreender quem se quiser deixar conquistar por este musical memorável. 

Para vos abrir o apetite tenho dois convites duplos para vos oferecer destinados à sessão de dia 26 de Novembro, Domingo, pelas 11h00!

07
Nov17

Vencedores dos convites duplos para A Comédia Fantástica [09/11/2017]


O Informador

a comédia fantástica.jpg

A Comédia Fantástica é o novo espetáculo que as Produções Filipe La Féria colocam em palco pelo Teatro Politeama e o público volta assim a ter motivos para ir a uma das mais antigas salas de espetáculos do país para passar umas horas em boa companhia e com humor. 

Nesta produção adaptada do sucesso internacional de Noël Cowart, Blithe Spirit, Filipe La Féria convocou Manuela Maria, Cristina Oliveira, Helena Isabel, Rita Salema, Carlos Quintas, Maria Henrique, Nuno Guerreiro, Marina Albuquerque e Patrícia Resende para comporem o elenco desta divertida comédia com uma história do além. 

Já assisti  e tive a oportunidade de vos oferecer quatro convites duplos para a sessão de Quinta-feira, 09 de Novembro, tendo chegado agora o momento de revelar o nome dos vencedores que foram sorteados através do sistema random.org. Amanda Pegorel, João Valente, João Carlos Freire e Maria José Major foram os premiados para assistirem à sessão de A Comédia Fantástica e irão receber email com a informação necessária para que o levantamento dos convites duplos possa ser feito nas melhores condições.

03
Nov17

Convites duplos para A Comédia Fantástica [09/11/2017]


O Informador

a comédia fantástica.jpg

Filipe La Féria estreou no final de Outubro o novo espetáculo que pretende continuar a conquistar o público que tem acompanhado ao longo dos últimos anos os trabalhos que o produtor tem levado até ao palco do Teatro Politeama. A Comédia Fantástica é, como o próprio nome indica, uma comédia divertida adaptada do texto de Noël Cowart, Blithe Spirit. Com Manuela Maria, Cristina Oliveira, Helena Isabel, Rita Salema, Carlos Quintas, Maria Henrique, Nuno Guerreiro, Marina Albuquerque e Patrícia Resende a comporem o elenco, esta nova produção promete arrancar gargalhadas junto da plateia que se deixe levar por histórias do além mas bem presentes em palco. 

Já assisti e agora tenho para oferecer quatro convites duplos aos leitores do blog que queiram passar o serão da próxima Quinta-feira, 9 de Novembro, na companhia do espetáculo A Comédia Fantástica. 

02
Nov17

Rouxinol Faduncho


O Informador

rouchinol faduncho.png

Uns anos após a pausa nos espetáculos de Rouxinol Faduncho, eis que o grande ator, cantor e compositor está de volta aos palcos nacionais com um novo espetáculo, intitulado Mais do Mesmo. Será que alguém ainda acreditava que podia este regresso ser diferente do que havia sido feito no passado?

Marco Horácio fez assim voltar aos palcos a sua icónica personagem que já conquista o público há vários anos. Com a mesma irreverência, grandes dotes para o canto (só que não), energia, boa disposição, brilho e bastante glamour (?), eis o regresso aguardado de Rouxinol Faduncho, o artista que se encontra acima de qualquer outro, dentro ou fora do seu género, com ou sem talento, inato e exato com tudo o que diz. O Rouxinol e os seus cães de loiça são ícones nacionais que sempre que marcam presença num lugar deixam o público alegre e desta vez não foi exceção.

Em pleno Auditório do Casino Estoril assisti assim a uma das sessões de Rouxinol Faduncho - Mais do Mesmo e embora há uns tempos a comédia em formato stand up não fosse o meu forte, através de outras produções a que assisti do género, entrei na ideia e fui um dos palmistas deste espetáculo. Aprendi a aplaudir em modo «rock in rio» e «programa do Goucha», recebi algumas dicas sobre as dietas que andam na moda, ouvi muita música onde o fado, o jazz, o bossa nova e o rock não faltaram e assisti a tanta coisa que o melhor é verem, ouvirem e sentirem para acreditarem. Quem também não faltou ao evento foi a critica social, os gazes, os erros gramaticais e as falhas de memória. Mas tudo isto são caracteristicas do Rouxinol Faduncho ou não?

Tenho a confessar que ao vivo é que se conseguem perceber os talentos de cada artista e com este espetáculo percebi que Marco Horácio sabe bem marcar a sua presença em palco, criando empatia junto do público com esta personagem. Este é um «sow» descontraído, dinâmico, bem encadeado e sem qualquer momento de pausa. Existindo vontade geral de iniciar, ver e querer continuar a ver sempre mais um pouco, o que é agradável, e nesta aparição do verdadeiro Faduncho isso acontece, fazendo com que o tempo passe a correr, como uma «dieta dos três passos». 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Mensagens

Pesquisar

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador