Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Vencedores dos Convites Duplos | Aladino | 18.02.2018

17.02.18Publicado por O Informador

aladino o musical genial.jpg

Aladino - O Musical Genial é uma adaptação do conto árabe Mil e uma Noites que é um dos mais famosos da celebre coletânea que faz parte do imaginário de várias gerações e que já deu origem a vários filmes e espectáculos.

Esta versão segue o texto original que preserva valores de liberdade, tolerância e solidariedade com os nossos semelhantes.

Além de ser um espectáculo deslumbrante, para toda a família pela sua magia e fantasia, é uma lição de humanidade para o público infanto-juvenil que através do texto, da música, dos bailados e da cenografia é transportado para o exotismo do Oriente através de uma história plena de sensibilidade e deslumbramento.

Aladino - O Musical Genial, como todos os espectáculos dedicados à infância e aos jovens que o Teatro Politeama há 18 anos apresenta criando permanentemente um público fiel às suas produções, fará o jovem espectador descobrir o Teatro como um prazer que ensina, diverte e encanta e que contribui decisivamente para a formação dos educandos.

No tapete mágico de Aladino jovens e adultos voarão para as estrelas do sonho, da inteligência e da compreensão do mundo e das possibilidades infinitas do ser humano.

Filipe La Féria estreou Aladino no Teatro Politeama em 2017 e desde então que este espetáculo infantil tem recebido miúdos e graúdos ao longo de cada sessão. Contando com rostos conhecidos dos espetáculos do produtor no elenco, Aladino convida o público a viajar pelas aventuras da personagem que todos nós conhecemos ao longo de gerações.

Para vos presentear, quatro convites duplos estiveram em sorteio, destinados à sessão de Domingo, 18 de Fevereiro, pelas 15h00, sendo chegado o momento de revelar o nome dos vencedores sorteados através do sistema random.org. Paula Carvalho, Aldina Martins, Marina Frias e Maria Aureni Oliveira foram as premiadas com os convites duplos para Aladino, o musical genial de Filipe La Féria.

Ruído na Biblioteca

17.02.18Publicado por O Informador

biblioteca fábrica das palavras.jpg

Frequentar uma biblioteca tem como característica encontrar algum silêncio para que a concentração seja exata, já que o local não é um centro de convívio nem uma parque de diversões. Geralmente nas entradas existem avisos para ser mantido o silêncio, só que por vezes o problema não vem dos visitantes mas sim dos próprios funcionários.

Há uns anos, quando era adolescente, para fazer tempo até apanhar o autocarro que me levava do centro do concelho para a aldeia, acabava por ficar um pouco na biblioteca pelos computadores municipais, aproveitando também para ler alguma da imprensa que estava exposta. Já na altura lembro-me de ver os bibliotecários responsáveis pelo espaço a andarem constantemente atrás das pessoas a pedirem silêncio e com o típico som «xchiuuuu». Hoje, mais de quinze anos depois, a história continua a mesma e os pensamentos que tenho também se mantém.

Se formos analisar, o que aquelas pessoas que estão como responsáveis não fazem, é que pedem silêncio aos visitantes da biblioteca, no entanto depois estão atrás do balcão ou andam pelos corredores, a falarem uns com os outros em alto e bom som, como se não estivessem dentro de um local onde os próprios pedem para as pessoas falarem baixo para que não perturbem os outros. Afinal em que ficamos? É que quem devia dar o exemplo acaba por mostrar exatamente o contrário e por vezes dá vontade, mesmo que o barulho dos outros não me perturbe, de perguntar aos funcionários se as regras que tentam impor não se aplicam aos próprios.