Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Imperium [Robert Harris]

31.10.17Publicado por O Informador

imperium.jpg

Autor: Robert Harris

Editora: Editorial Presença

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Dezembro de 2006

Páginas: 320

ISBN: 978-972-23-6011-1

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: Imperium transporta-nos até aos últimos quarenta anos da Roma republicana, seguindo as carreiras e as vidas dos homens que lutaram por a governar, entre eles Pompeu, Crasso, César e sobretudo Cícero. Através dos olhos de Tirão, secretário pessoal de Cícero, materializa-se diante de nós um retrato vivo e repleto de suspense do mundo violento, traiçoeiro, corrupto e labiríntico da cena política romana, e em especial do homem que conquistou Roma apenas com o poder da própria voz, sem apoio militar, sem descender de uma grande família aristocrata e sem dispor de uma enorme riqueza. 

Ao longo das batalhas que trava no Senado, nos tribunais e nas eleições e das intrigas nos bastidores, assistimos à sua ascensão determinada, implacável e feroz até obter imperium - o mais alto cargo da república romana, o sumo poder estatal. Com o esplendor e a sordidez de Roma como pano de fundo, esta é uma obra sobre a natureza intemporal do poder: a forma discutível como é adquirido, manipulado e exercido.

Este é o primeiro volume da trilogia dedicada à vida de Cícero, ao qual se segue Lustrum e Dictator, a conclusão magistral desta trilogia.

 

Opinião: A trilogia iniciada com Imperium e que continua através de Lustrum e Dictator acompanha a vida política de Cícero através do labirinto dos conflitos, interesses, crenças e vontades de uma época de ouro do Império Romano. 

Escrita por Robert Harris, este primeiro volume da trilogia mostra ao leitor um Cícero a iniciar os seus estudos em filosofia para se tornar advogado, o jovem que sonha mais que uma carreira. O leitor é convidado a acompanhar a ascensão deste herói através das memórias de Tirão, o escravo que se tornou assessor e amigo de Cícero com quem partilhou muitos momentos memoráveis, de festa e ingratidão, e que poucos puderem presenciar em certas ocasiões onde somente os mais próximos, como Tirão estiveram presentes. Através desta personagem que existiu e que deixou vários escritos sobre o seu senhor, Robert Harris relata momentos históricos do império ao mesmo tempo que a ficção se faz sentir em momentos narrativos necessários para criar um romance histórico mais leve e com conteúdo que não passou ao longo dos tempos até aos conhecimentos atuais. O autor criou assim em Tirão o seu escriba que marca presença em muitos dos momentos fulcrais de Cícero ao longo do percurso deste até alcançar o lugar de cônsul. 

Com uma escrita que começa pesada mas vai ganhando leveza, em Imperium além de acompanharmos o desenlace político de Cícero somos levados também a perceber as ideias de Tirão e a forma inovadora como desenvolveu a sua técnica de taquigrafia, baseada em símbolos, para substituir as palavras por símbolos que ainda hoje são utilizados em certas comunicações. 

Telepizza lança Vulcano Sweet

30.10.17Publicado por O Informador
 

A Telepizza não pára de inovar e inventar! Agora para não se ficar atrás das marcas congeladas que estão pelo mercado nacional com algumas novidades achocolatadas, eis que surge uma nova sobremesa feita com a massa fresca Telepizza. 

Vulcano Sweet é a mais recente novidade do grupo de restauração! Aliando a massa habitual com creme de cacau e avelãs onde pedaços de KitKat têm lugar no centro de um «vulcão», esta nova sobremesa promete fazer as delícias dos mais gulosos amantes de chocolate que podem aliar assim o sabor da Nestlé a uma pizza. 

Vencedores dos convites duplos para Na Bagunça do teu Coração [01.11.2017]

30.10.17Publicado por O Informador

na bagunça do teu coração.jpg

As Terças e Quartas-feiras tornaram-se uma verdadeira confusão desde o dia 25 de Outubro pelo palco do Teatro Armando Cortez, em Lisboa. A razão? Estreou o musical Na Bagunça do Teu Coração e a aderência está a ser mais que muita!

Inspirado nos temas românticos de Chico Buarque, esta comédia parece ser uma verdadeira bagunça mas na verdade tudo está bem encadeado para que o público se sinta rendido. Na Bagunça do Teu Coração chegou a Portugal pela mão da Yellow Star Company e é representada através do talento de Carolina Puntel e Ricardo de Sá. Os atores dão vida a vários casais que se encontram e desencontram em busca do Amor que sonham alcançar ao mesmo tempo que vão interpretando vários temas do grande cantor e compositor. 

Vi e gostei, e por isso estiveram à vossa disposição três convites duplos para vos oferecer destinados à sessão da próxima Quarta-feira, 01 de Novembro. Eis os vencedores que foram sorteados através do sistema random.org. Ana Sousa, Fernando Lopes e Luís Ramos foram os selecionados e irão receber email com a informação necessária para poderem levantar os seus convites nas melhores condições!

Queixas de passageiros de cruzeiro que nunca ouviu

30.10.17Publicado por O Informador

Navios-cruzeiros.jpg

O sector do turismo é provavelmente uma das áreas com mais histórias insólitas para contar. Todos os motivos são bons para reclamar e para tentar que pelo menos uma parte do dinheiro seja devolvida. E quando se trata de cruzeiros as histórias são verdadeiramente hilariantes.

Aqui ficam seis das queixas mais engraçadas e originais que alguns passageiros de cruzeiro já fizeram.

 

1. O camarote interior não tem janela. É verdade. Há pessoas que fazem mesmo este tipo de queixa. Neste caso o melhor a fazer é mesmo recomendar que o passageiro leia bem os diferentes tipos de camarotes existentes antes de fazer a sua reserva.

2. O motor do navio faz muito barulho. Ora aqui está outra situação difícil de resolver. Já chegaram mesmo a pedir ao capitão para desligar o motor do navio devido ao ruído. Isso realmente ajudaria a reduzir o barulho do motor mas, evidentemente, seria complicado continuar com o cruzeiro com o motor parado.

3. O mar faz muito barulho. O problema de muitas destas queixas é realmente o ruído. Mas a verdade é que quando se opta por um cruzeiro é obrigatório conviver com o som do mar. Para quem não gostar muito o melhor será provavelmente optar por outro tipo de férias.

4. Passageiros com enjoos. Há muitos passageiros que se queixam de ter enjoos no mar. Ainda se fosse o primeiro cruzeiro havia sempre a hipótese de não saberem que enjoam. Mas normalmente quem se queixa são pessoas que já fizeram alguns cruzeiros. E a verdade é que a tripulação do navio não tem propriamente culpa disso. Provavelmente este tipo de férias não é o mais recomendado para pessoas com estômagos sensíveis.

5. Reclamações devido ao mau tempo. Ninguém gosta quando as condições climatéricas não colaboram durante o período de férias. Em mar alto as coisas podem complicar-se ainda mais. Mas a verdade é que não é possível negociar a meteorologia com o São Pedro. No entanto muitas são as pessoas que reclamam do mau tempo e chegam mesmo a dizer que quando compraram a viagem não foi com estas condições.

Convites duplos para Na Bagunça do teu Coração [01.11.2017]

29.10.17Publicado por O Informador

na bagunça do teu coração.jpg

Na Bagunça do Teu Coração é o musical que abrilhanta as noites de Terça e Quarta-feira no palco do Teatro Armando Cortez de 25 de Outubro a 29 de Novembro. Eu vi e gostei, como tal tenho, uma vez mais, convites duplos para vos oferecer destinados à sessão do próximo dia 1 de Novembro. 

Com Carolina Puntel e Ricardo de Sá em palco durante hora e meia a darem vida a várias personagens que vivem entre encontros e desencontros onde o Amor é a arma forte da atração, Na Bagunça do Teu Coração ganha vida através da forte inspiração nos temas do grande artista Chico Buarque. Dando aso ao romântismo mas percorrendo o caminho da comédia, este musical está assim pela primeira vez a ser produzido em Portugal, depois do sucesso de há vinte anos no Brasil. 

Vencedores dos convites duplos para Na Bagunça do teu Coração [31.10.2017]

29.10.17Publicado por O Informador

na bagunça do teu coração.jpg

O Teatro Armando Cortez recebe nos serões de Terça e Quarta-feira, desde 25 de Outubro, o musical Na Bagunça do Teu Coração e poderemos dizer que os inspiradores temas românticos de Chico Buarque estão bem representados e interpretados nesta comédia que conta com Carolina Puntel e Ricardo Sá a viverem a pele de um casal que ao longo de um ano se encontra e desencontra em busca da perfeição do Amor. 

Estiveram três convites duplos em sorteio aqui pelo blog para a sessão da próxima Terça-feira, 31 de Outubro e agora é chegado o momento de revelar o nome dos sorteados que irão poder assistir a este musical. Susana Calrão, João Vasconcelos e Maria Batista foram os sorteados através do sistema random.org e irão receber email com as indicações necessárias para levantarem os seus bilhetes.

Vencedores dos convites duplos para Rouxinol Faduncho [29/30.10.2017]

29.10.17Publicado por O Informador

rouchinol faduncho.png

Marco Horácio criou Rouxinol Faduncho que se acabou por apoderar do corpo do artista e agora anda por aí a marcar espetáculo atrás de espetáculo para que o sucesso desta personalidade continue em palco. De 23 a 31 de Outubro as sessões estão marcadas no Auditório do Casino Estoril, pelas 21h30, e a ArtFeits disponibilizou dez convites duplos para oferecer aos leitores do blog, cinco para o dia 29 e os outros cinco para 30. 

Eis chegado o momento de revelar a lista de vencedores para cada sessão que esteve em sorteio. Para hoje, Domingo, 29 de Outubro, os sorteados através do sistema random.org foram os participantes Maria Inácio, Ilda Penedo, Fátima Latina, Maria Pebre e Nuno André. Já para Segunda-feira, 30 de Outubro, os vencedores são Sandra Marques, Rodrigo Bernardo, Susana Coelho, Conceição Gourgel e Rita Penedo. 

Na Bagunça do Teu Coração

29.10.17Publicado por O Informador

na bagunça do teu coração.jpg

20 anos após a primeira encenação de Na Bagunça do Teu Coração, o espetáculo chega a Portugal pela mão da Yellow Star Company. Através dos atores Carolina Puntel e Ricardo de Sá várias personagens ganham vida em diferentes momentos de um ano onde é debatido, retratado e cantado o amor com as suas diferentes formas de ser vivido.

Na Bagunça do Teu Coração é um musical inspirado nas canções românticas de Chico Buarque que no seu repertório conta com inúmeros temas que descrevem relações, tal e qual como elas são e acontecem. Sem maneios, com palavras simples e com a paixão como pano de fundo, o cantor não deixa nada por dizer nas suas letras e sinal disso é que a sua forma inspiradora de se mostrar ao mundo acaba por servir de fonte para projetos como este espetáculo onde a simplicidade, harmonia e pureza tendem a ter lugar num só espaço, o palco onde os artistas dão o melhor de si.

Ricardo de Sá volta assim ao teatro após o sucesso em Plaza Suite e embora tenha encaixado bem no estilo de encenação e encadeamento técnico que esta produção tende a seguir, vi em plena estreia que é necessário um pouco mais do ator, talvez puxando mais pela comédia e dando um pouco mais da sua voz aos temas. Não está mal, mas para conseguir atrair o público como a sua companheira de cena é preciso mais. Digo isto porque ao lado de Carolina Puntel é complicado conseguir dar nas vistas na arte do canto. A jovem atriz brasileira mostra neste espetáculo que chegou a Portugal para estudar, trabalhar e ficar. Com uma voz suave que vai para além do canto, Carolina é a surpresa de Na Bagunça do Teu Coração, estando este espetáculo a mostrar uma jovem ambiciosa que mostra na perfeição que o caminho a seguir tem grandes hipóteses de ter o sucesso do seu lado. 

Convites duplos para Rouxinol Faduncho [29/30.10.2017]

28.10.17Publicado por O Informador

rouchinol faduncho.png

Marco Horácio criou o seu Rouxinol Faduncho e desde então que esta personagem ganhou vida própria, ao ponto de marcar espetáculos por todo o país ao longo dos últimos anos. Agora assentou arraiais pelo palco do Auditório do Casino Estoril de 23 a 31 de Outubro e tu podes assistir a uma das próximas sessões.

Em jogo estão dez convites duplos, divididos pelas sessão de dia 29 e 30 de Outubro. Os visitantes do blog que queiram tentar a sua sorte só têm de se inscrever e esperar que os resultados sejam divulgados. 

Sinopse:

Criado e interpretado por o actor e Humorista Marco Horácio. Rouxinol Faduncho instalou-se no panorama musical e humorístico nacional ao longo destes 12 anos, como um personagem único, que ganhou vida própria e conquistou milhares de portugueses. Rodeado dos melhores músicos e com uma sonoridade única em que o fado predomina mas onde o jazz a bossa nova e até o rock co-habitam em harmonia.

E como; "em equipa que ganha não se mexe", o novo espectáculo trás "Mais do Mesmo" : MAIS cães de loiça, MAIS boa disposição, MAIS das mesmas e melhores versões musicais, MAIS da mesma dedicação e parvoice com a MESMA equipa que fará tudo para continuar a divertir o mesmo e MAIS publico português durante uma hora e tal de alegrias e sorrisos.

Um espectáculo musical único em Portugal com uma causa que continua nobre e singular : Ajudar os Cães de Loiça.

Ficamos à vossa espera porque sem vocês... isto não tem piada.

Vencedores dos convites duplos para A Última Noite do Capitão [29.10.2017]

27.10.17Publicado por O Informador

a última noite do capitão.jpg

A Última Noite do Capitão chegou a Portugal através da Yellow Star Company e conta com Filipe Crawford a solo em palco num monólogo sobre a vida de Francesco Andreini, um divertido ator dos grandes palcos italianos dos finais do século XVI. 

Em cena todos os Domingos de 17 de Setembro a 17 de Dezembro no Teatro Armando Cortez, este espetáculo retrata a vida de um homem que conquistou muito mas acabou sozinho e esquecido pelo grande público, deixando uma história tocante para ser contada vários séculos depois pelo exemplo que ainda hoje acontece um pouco por todo o Mundo e em várias áreas sociais. 

Convites duplos para A Última Noite do Capitão [29.10.2017]

26.10.17Publicado por O Informador

a última noite do capitão.jpg

Filipe Crawford protagoniza A Última Noite do Capitão ao longo dos serões de Domingo de 17 de Setembro a 17 de Dezembro no Teatro Armando Cortez. Num monólogo sobre a vida de Francesco Andreini, um divertido ator dos grandes palcos italianos dos finais do século XVI que acabou a sua vida esquecido e na miséria, Crawford envolve o público numa história que emociona por retratar uma realidade de forma exímia e tocante. 

Um espetáculo que não deve perder e que mostra o talento do ator de 60 anos que durante hora e meia encontra-se a solo em palco a mostrar a história de um entre tantos grandes nomes da representação que terminam afastados dos palcos e dos holofotes numa vida precária e remetida ao esquecimento. 

Como as coisas boas são para serem vistas, eis que tenho três convites duplos para vos oferecer destinados à sessão do próximo dia 29 de Outubro, pelas 21h00. 

Convites duplos para Na Bagunça do teu Coração [31.10.2017]

26.10.17Publicado por O Informador

na bagunça do teu coração.jpg

Já estreou no Teatro Armando Cortez, junto à Casa do Artista, em Lisboa, o musical Na Bagunça do teu Coração. Com Carolina Putel e Ricardo Sá nos papéis principais, esta comédia romântica reflete-se nas canções de Chico Buarque para tornar a história possível. Assisti à primeira sessão e agora és tu que podes ver este espetáculo, já no próximo dia 31 de Outubro, Terça-feira, se tentares a tua sorte através desta oportunidade!

Na Bagunça do teu Coração encontra-se em cena todas as Terças e Quartas-feiras, de 25 de Outubro a 29 de Novembro, pelas 21h30, e só vos digo que este é daqueles espetáculos inspiradores para os românticos deste país. 

“Ele & Ela se conhecem, se amam, se casam. Depois se separam e cada um vai tentar a sorte com outros parceiros. Não dão certo, se reencontram, se amam e são felizes para sempre.” (João Máximo) A história conta a vida de um casal no período de um ano, durante o qual passam por vários encontros, desencontros e reencontros até, finalmente, volvidas as quatro estações, o casal revolve também o ciclo dos seus sentimentos e têm então, o inesperado final feliz. Trata da velocidade em que definimos o tempo afetivo e como, por vezes, atropelamos os nossos sentimentos.

Dobradiça a menos

25.10.17Publicado por O Informador

IMG_2419.JPG

Uns dias de pequeno ruído ao abrir e fechar o portátil e sem averiguar de onde tal som surgia e eis que nem após uma semana do início, uma das dobradiças que prendem o ecrã ao restante aparelho se partiu!

Pois, lá se foi o ferro e fiquei com o ecrã pendurado de um dos lados. Por acaso não pensei que este percalço não tivesse solução nem que teria de comprar em breve um novo computador. A primeira ideia foi ver o que se tinha passado realmente e o que poderia ser feito, tendo tentando remediar e ver se encaixando tudo voltava ao normal, mas é claro que não, uma vez que a peça ficou gasta e partiu mesmo. 

Hoje acabei por passar numa loja de arranjos aqui da vila e o rapaz procurou nos seus dois principais fornecedores e disse-me que a peça se encontra esgotada mas que irá procurar e dirá alguma coisa ao longo da semana. Espero que consiga arranjar a dobradiça, ou melhor, o par de dobradiças porque acho que estas coisas também se vendem aos pares. Caso não consiga desenrascar-me naquela loja de reparos terei de recorrer a outra, mas pelo que me explicou a solução é fácil, desde que as peças estejam disponíveis, já que em pouco tempo tudo é substituído.

Confesso que respirei um pouco de alívio, e embora não tenha tido pensamentos negativos sobre a futura substituição do portátil, obter uma resposta positiva ou que dá indicações que a solução existe é sempre bom.

Umas horas +/-

24.10.17Publicado por O Informador

o tempo não para.jpg

Habituado a sair do trabalho ao final da tarde durante dez anos parecia que quando chegava a casa os minutos que sobravam entre tomar banho e o jantar esticavam e davam para fazer tudo e mais alguma coisa. Agora que tenho aproximadamente duas horas e meia livres ao final do dia o tempo passa a correr e nem me consigo concentrar num afazer concreto nesse espaço.

Pois, na verdade não sei que se passará para ter bem mais tempo livre durante a tarde e mesmo assim conseguir ter a proeza de fazer ainda menos que antes. Pareço um atrapalhado a gerir as horas que me sobram do dia. Geralmente em pouco tempo conseguia ligar o computador, ter ideias para escrever no blog, ler um pouco e ainda inventar algo mais. Agora após lanchar venho ao blog mas muitas vezes respondo aos comentários e nada surge para que fique guardado nos textos agendados para um dia destes surgirem junto de quem por aqui passa. No campo dos livros ando também mais calmo. Não tenho visto séries há talvez três meses, estando umas quantas já gravadas ou a serem guardadas consoante vão sendo transmitidos novos episódios mas sinceramente nem sei quando os irei ver porque parece que «o tempo não para», como a Mariza tanto proclama nos seus concertos. Gosto de passar as horas entre o final do trabalho e o jantar por casa, mas gosto de as ocupar de forma positiva e não ausente de tudo e sem saber ao certo que fazer. 

Pág. 1/4