Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

17
Mai17

Os abusos sexuais no Correio da Manhã


O Informador

correio da manhã.jpg

O Correio da Manhã enquanto jornal e canal televisivo deixa mesmo muito a desejar enquanto órgão de comunicação social. A última e marcante que fizeram foi o de terem divulgado imagens de uma «alegada violação num autocarro do Porto» que de acordo com «testemunhos e comentários que circulam em várias redes sociais, se terá passado durante a Queima das Fitas, que decorreu entre 7 e 14 de Maio», segundo o destaque da publicação.

O jornal noticiou, o canal transmitiu e ainda foi publicado no site do grupo Correio da Manhã um vídeo da alegada violação de uma jovem e logo os comentários e criticas surgiram, não sendo para menos. Que direção informativa resolve mostrar um ato violento e sancionado como notícia sem quaisquer restrições, somente para fazer, mais uma vez, uma notícia sensacionalista e polémica, tal como tantas vezes o fazem. Existem limites para tudo e neste campo o Correio da Manhã desce muito baixo e desta vez conseguiu tocar no fosso do que tem feito ao longo dos anos. Para mais e como eles tanto gostam de não fazer, parece não ter existido o mínimo de investigação no caso, baseando-se numa denúncia anónima por email junto da PSP do Porto para fazerem uma notícia que pode nem o ser. 

Neste momento a Entidade Reguladora para a Comunicação Social encontra-se a analisar a situação e já informou que «tornará oportunamente pública a decisão que venha a adotar» sobre este tema. Também o Sindicato dos Jornalistas já condenou a divulgação do vídeo que «atenta contra todas as regras do jornalismo e deve, por isso, ser retirado do site», tal como não deve «ser exibido na emissão televisiva» do canal. 

17
Mai17

Falhas dos CTT


O Informador

Os CTT estão cada vez a prestar um pior serviço aos seus clientes. Já havia suspeitado, mas agora tive a certeza que as entregas mais volumosas pela aldeia não são feitas diariamente, mas sim em dias específicos. 

Há umas semanas comecei a suspeitar de que o carteiro juntava, talvez na sede, as encomendas com maior volume para as entregar de uma só vez ao cliente num dia escolhido por si, mas agora e embora já tivesse praticamente certezas, ficou comprovado. Primeiro comecei a perceber que as encomendas eram enviadas, por exemplo, a uma segunda-feira e só chegavam na semana seguinte, junto com outras e já colocadas e enroladas num fio para não se soltarem pelo caminho. Cheguei a receber quatro envelopes de maiores dimensões no mesmo dia, sabendo que alguns já deveriam ter chegado uns bons dias antes.

Agora o que aconteceu? Um envelope pequeno e normal e um livro saíram do mesmo armazém no mesmo dia, nas mesmas condições de envio. O que se sucedeu? O pequeno e leve envelope chegou um dia depois do envio e o envelope de dimensões maiores e um pouco mais pesado chegou quatro dias após o envio ter sido feito. 

Isto é normal? Por aqui é e começa a ser rotina de há uns tempos para cá, o que antes não acontecia. Uma queixa na loja dos correios poderia resolver alguma coisa? Com as pessoas que estão a desempenhar funções sabe-se desde logo que arranjam desculpas como outrora me fizeram quando os fui questionar acerca de uma encomenda que já tinha sido expedida há mais de uma semana e não chegava. «Tem de aguardar! Nós aqui não podemos fazer nada!».

16
Mai17

Os novos cremosos da Yoggi


O Informador

yoggi cremoso.jpg

A Yoggi acaba de lançar uma novidade que vai de encontro a produtos concorrentes que já nos são familiares. Eis chegado ao mercado na gama Yoggi Cremoso a união da Maça com a Canela.

A Nestlé Portugal reforça assim a sua oferta Yoggi sobre a assinatura «tão cremoso, cheio de prazer...». Além do lançamento do Cremoso Maça Canela existe também a renovação de imagem de toda a gama de iogurtes que chegam a partir de agora ao mercado com um design mais jovem, divertido e que pretende abrir o apetite ao consumidor. 

16
Mai17

Mais Respeito Que Sou Tua Mãe


O Informador

mais respeito que sou tua mãe.png

Uns anos após a primeira temporada de sucesso de Mais Respeito que Sou Tua Mãe, Joaquim Monchique voltou a juntar o elenco onde aliou novos rostos para recuperar este espetáculo na altura em que completa 30 anos de carreira. Do Casino Estoril, onde mais de trinta e cinco mil espetadores assistiram, para o Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa, Mais Respeito que Sou Tua Mãe voltou para reconquistar o público que continua a esgotar a sala sessão após sessão.

Numa renovada e reformulada versão, esta comédia familiar convida o espetador a divertir-se ao longo de duas horas com as peripécias de uma pobre família da Baixa da Banheira onde cada elemento tem as suas particularidades tão bem definidas que é impossível não gostar. Do avô que planta droga no quintal para consumir e vender aos netos adolescentes com ideias surreais sem esquecer o menino bonito da família e o pai benfiquista e conservador, encontramos-nos perante uma família onde a mãe Esmeralda é o centro da ação, onde tudo lhe cai em cima, dos problemas às notícias em primeira mão, sendo ao mesmo tempo a confidente e a fonte para resolver tudo o que acontece no seio familiar. 

Joaquim Monchique desempenha o papel de Esmeralda Bartolomeu e é assim o centro de toda esta divertida comédia que levou vários ajustes da versão de 2010 para esta renovada apresentação. Leve, descomplexada e critica, Mais Respeito Que Sou Tua Mãe é daqueles trabalhos que por muito que se veja, e eu vi a primeira temporada, não se deixa de querer voltar porque sempre dá para soltar umas boas gargalhadas graças a um texto bem preparado e a um elenco bem composto que consegue transformar uma conversa com piadas num momento bastante irreverente e que transmite ao público emoção. 

Antes da estreia assisti a uma entrevista de Monchique onde percebi que o ator e encenador viu o original na Argentina e não descansou enquanto não o conseguiu comprar no momento para o trazer até Portugal, tendo sido convidado a sair do teatro por estar a invadir áreas privadas. Mas o que é certo é que a adaptação foi conseguida naquele próprio dia e vários anos após a estreia nacional estamos de novo com a possibilidade de ver ou rever esta comédia que pode receber um público mais cabisbaixo mas tem o dom de colocar os ânimos para cima para que todos deixem a sala de espetáculos de sorriso no rosto. 

15
Mai17

Já tenho um Gekkopod


O Informador

Comparar as patas de um réptil do Sudoeste Asiático, o Gekko, com o Gekkopod poderia ser uma coincidência, mas não é!

O Gekkopod é um tripé que chegou recentemente ao mercado e quando foi apresentado, através de uma campanha Kicktarter, rapidamente e em apenas 12 horas foi financiado em 657% porque tinha tudo para dar certo. E ele ai está!

Este tripé destina-se a ser utilizado com smarthphones, máquinas fotográficas de bolso, action cam's e tudo o que lhe seja permitido segurar com as sua pega. Com cinco mandíbulas que se adaptam ao jeito de um polvo a qualquer superfície, seja ela uma rocha, um tronco ou mesmo numa mesa plana, por exemplo. O Gekkopod é feito com 80% de silicone e 20% de liga metálica e está atualmente disponível nas cores Preto, Verde, Roxo, Rosa Camuflado e Azul bebé que brilha no escuro se anteriormente seja exposto à luz. 

Ao preço de 16,90€, a embalagem do Gekkopod contém além do produto em si, um parafuso universal para usar com diversos equipamentos e o adaptador escolhido (Smartphone, GoPro ou Pacote Completo). Pode ser adquirido ainda um comando com funcionalidade Bluetooth que permite tirar fotografias à distância com um clique e sem precisar de recorrer ao temporizador do telemóvel. O que no caso de adquirir o Full Pack já está tudo incluído sem ser necessário adquirir peças soltas. 

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador