Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

O salto de Luísa Barbosa

17.08.16Publicado por O Informador

luísa barbosa.jpg

Luísa Barbosa nasceu para o mundo televisivo através da MTV mas rapidamente mostrou querer ganhar asas para outros formatos bem mais vistos e onde o seu talento, que estava a ser desenvolvido, iria ganhar destaque. Saltou assim para o programa 5 Para a Meia-Noite na RTP1 onde semanalmente apresentava e colocava o público bem disposto. Uns tempos depois a SIC deu-lhe a oportunidade de integrar a equipa do Fama Show por onde esteve nos últimos anos. Pouco mais de dez anos passaram desde a sua estreia televisiva e agora Luísa Barbosa salta para as manhãs da Rádio Comercial.

De saída da SIC com um «até já», a repórter e apresentadora partilhou pelas redes sociais que «Foram dois anos e meio de trabalho e aprendizagem, durante os quais tive o prazer de conhecer pessoas incríveis e viver experiências únicas. Mas chegou a hora de dizer ‘até já!’ Vêm aí novas experiências e novos desafios.». Desafios esses que são já conhecidos.

Porta aberta! Pessoas de férias!

17.08.16Publicado por O Informador

Serão de Sexta-feira! Um condutor! Um carro! Uma estrada! Um destino! Ups, um imprevisto!

Enquanto me dirigia a uma tasca/café/restaurante aqui da zona para um café e um copo ou outro de branco ia a olhar por vezes para o espelho para ver como estava o cabelo mas quando estou quase a chegar ao destino lembro-me que a melhor amiga se encontra de férias e ia passar à sua porta. «Tenho de ver se está tudo bem com a casa!», pensei, mas ao mesmo tempo e sem conseguir explicar a sensação que tive, pensei que algo não estaria da melhor forma! E não estava!

Assim que passo à sua casa reparo que a porta está totalmente aberta! Fico estático no carro! Paro praticamente no meio da estrada e naqueles primeiros segundos acho que perdi a capacidade de reação! Confesso que não percebi de imediato o que teria e devia fazer! Avancei, dei a volta ao carro e voltei a passar à porta para verificar se conseguia ver alguma coisa! Nada, tudo escuro e a porta sem qualquer movimento! Avanço e volto novamente para trás! Estaciono o carro uns metros à frente, ligo à amiga e pergunto onde está! Pergunta parva, claro, já que sabia muito bem que se encontrava de férias! Digo-lhe o que se passa enquanto chego junto da porta! Não entro porque decido logo ir até ao posto da GNR que fica a poucos metros da habitação! Continuo a falar com ela, encosto a porta e lá vou eu bater por três vezes à porta do posto quando me abrem! Explico toda a situação, fazem as perguntas da praxe e dois agentes seguem rua abaixo comigo! Entram na casa, fico em espera enquanto continuo a falar com ela, fazem-me perguntas para a questionar via telefone, servindo assim de intercâmbio! Tudo aparentemente normal e sem ser remexido naquela casa! Pedem para entrar e ver com os meus olhos a situação! Na verdade não conheço totalmente a casa para dar por falta de algo à primeira vista, mas verifico as coisas com um olhar meio ausente por desconhecimento! Eles vão embora e deixam a mensagem que passo à amiga! Fico dentro da casa e fecho a porta para ver se fica fechada mesmo sem chave! Parece ficar tudo ok! Abro a porta, saio e fecho! Ficou tudo fechado e aparentemente toda esta situação não passou de um susto!