Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Globos de Ouro em direto? Impossível!

15.05.16Publicado por O Informador

Ao assistir a um pouco do Passadeira Vermelha dos Globos de Ouro constato que na informação da SIC dizem que o programa é feito em direto! Só que existe um problema! É que a poucos quilómetros a festa da vitória do Benfica decorre e já é de noite, tal como em todo o país onde já está escuro pelas 22h00! Como é que na rua do Coliseu dos Recreios ainda está de dias?

Mentira do direto!

Dia de Marquês!

15.05.16Publicado por O Informador

benfica sporting.php

Atenção a todos! A partir das 17h00 de hoje será impossível circular pelas redondezas do Marquês de Pombal em Lisboa. A razão? O senhor vai dar uma festa e irá eleger ao final da tarde a cor que melhor se adequará ao seu estado de espírito atual! 

Preparem os confettis, aqueçam as gargantas e não se esqueçam da bebida porque a festa vai começar!

Luar da Serra

15.05.16Publicado por O Informador

luar da serra.jpg

Autor: Luísa de Souza

Data: Janeiro de 2016

Editora: Chiado Editora

Número de páginas: 340 páginas

Classificação: 3 em 5

 

Opinião: A primeira obra de Luísa de Souza leva-nos a passar do corrido mundo urbano para a ruralidade onde a paz e harmonia parecem conviver de mãos dadas com quem por lá passa a sua vida. E foi assim que entrei na leitura de Luar da Serra, o romance onde Laura e Sofia, mãe e filha, respetivamente, são protagonistas duma história que não deixa margem para dúvidas que nem todas as mudanças podem ser negativas mesmo quando parece que o mundo está prestes a desabar. 

De um momento para o outro uma família acaba por ver tudo o que foi conquistado ao longo dos anos a ser-lhes retirado por parte de um casal que se desvanece sem nada o prever. De mãos atadas e sem bases para seguir em frente uma mãe só tem uma solução à vista. Sair da cidade e dirigir-se para a casa de campo que lhe foi deixada por herança e que havia sido esquecida pela família durante anos. Contrariamente a esta ideia encontra-se uma adolescente que não quer deixar a sua boa vida, amizades e estatuto social para trás. Só que as surpresas para com a vida calma e pacata vão surgindo e a forma como estas personagens mudam as suas rotinas a favor do bem-estar é formidável. 

Ao longo da leitura de Luar da Serra sorri, ri e pensei bastante nas mudanças que por vezes certas situações podem causar num rumo que está previamente delineado à partida. Como tudo pode mudar ao estalar dos dedos para que a solo ou acompanhados recomecemos a aprender a estar numa vida que continua nossa mas que é vista de outra forma porque as circunstâncias assim o exigem.

Com Laura e Sofia isso acontece! A estabilidade do início transforma-se no caos que dá lugar a um outro modo de ver as coisas, lutando para reconquistar o que parecia perdido. Aos poucos, num outro ambiente e longe da confusão, esta família volta a unir-se para que de mãos dadas consiga voltar a sorrir de esperança. Novos lugar, pessoas, costumes e hábitos entram nestas vidas que ganham assim um novo alento para seguir em frente.