Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Escrupulosamente chato!

Sinto e confesso que sou um chato para com as facturas que tenho de pagar, com os talões e comprovativos de pagamento! Tenho todas as facturas das comunicações guardadas com os respectivos pagamentos desde o início, por exemplo!

Ah pois é, com as pessoas com quem vou falando tenho percebido que sou um pouco escrupuloso com certas coisas. Desde a primeira factura que paguei da mensalidade de uma placa de internet que tenho tudo colocado dentro de micas arquivadas por dossiers até aos dias que correm. Comecei a trabalhar com a extinta TMN, passei pela Vodafone e neste momento é com o MEO que cumpro contrato de televisão, internet e telefone fixo, estando o telemóvel ainda livre de factura mensal por ser de carregamentos antecipados. 

De há praticamente dez anos para cá fui sempre guardando todos os papéis e papelinhos com as descrições de gastos e respectivos comprovativos de pagamentos. Sei de antemão que daqui a uns tempos quando tiver a minha própria casa com os seus respectivos gastos mensais que irei continuar a arquivar tudo nos seus respectivos lugares como forma de controlo.

Preciso disto...

Delícia.jpg

Neste momento um docinho tão variado e rico em calorias como este caia mesmo bem pelo meu estômago. Com tanta variedade pela cobertura, o difícil seria mesmo escolher as fatias com que me ia deliciar pela primeira ronda! De uma coisa tenho a certeza, de chocolate ficava cheio!

Barbie, a normal!

barbie.jpg

Barbie, a boneca mais famosa do mundo ganha a partir de agora novas formas, tons de pele e altura. Se até aqui a boneca bonita, magra e sempre arranjada tinha um formato idílico, a partir de agora tudo não será mais como antes, continuando no entanto sensual e com um toque mais humanizado. 

A Barbie agora tem quatro formatos de corpo: a normal, a baixa, a alta e a «das curvas». Além disso existem também sete novos padrões de pele para que a boneca com 57 anos esteja inserida na sociedade dos tempos modernos onde não existe um ideal de mulher, existindo sim a diversidade onde cada qual é o ideal. Esta alteração vai de encontro assim aos padrões de beleza ilimitados que vão mais além, estando também vinte e dois tons de cor de olhos disponíveis e vinte e quatro penteados, oferecendo aos verdadeiros fãs, sim, não são só as meninas que adoram a Barbie, a opção de escolha dentro dos padrões que acreditam ser os normais e onde se revêem. 

A renovada Barbie já está lançada e a Mattel espera voltar a alcançar com esta estratégia o primeiro lugar de vendas junto do público alvo que está cada vez mais próximo das bonecas que fazem moda a cada ano, como é o caso do universo Frozen. 

A reinventada boneca outrora esguia, quase anoréctica e que fazia o ideal de beleza impossível de alcançar está agora dentro dos parâmetros que cada qual escolher no ato da compra. Melhorou bastante ou não? Pelo menos agora já não deverão existir novas notícias de que determinados loucos fazem transformações corporais para ficarem com o corpo da Barbie, existindo sim notícias de que alguém quer ficar como a Barbie «das curvas». 

Notícia em Revista - Oh, Mariza!

Abro aqui um novo espaço que não é diário, não é semanal e não é mensal, aparecendo sempre que aparecer aquela notícia que me apeteça comentar, seja pelo lado positivo que contém ou o contrário. Começa aqui o Notícia em Revista!

Mariza.jpg

O formato Got Talent Portugal está de volta como aposta da RTP para os serões de Domingo e com este regresso além da alteração de apresentadores, entrando José Pedro Vasconcelos e Vanessa Oliveira para o lugar de Marco Horácio, uma nova jurada junta-se ao painel que transita da anterior edição. Mariza é a boa surpresa do regresso do formato ao ecrã, o que não percebi foi a sua afirmação em entrevista à revista Nova Gente.

Então não é que a fadista que vai julgar os candidatos e futuros concorrentes de Got Talent Portugal afirmou que «Não gostaria que alguém me julgasse»?! Querida Mariza, gosto muito de si, mas não aceita julgamentos e vai estar sentada pronta para aplaudir ou crucificar os novos talentos nacionais? Gosta de comentar o que os outros fazem, mas quanto a si!...

Coitadooooooo do Costa!

António Costa prometeu tudo e mais alguma coisa assim que assumiu o cargo de Primeiro-Ministro, agora a Comissão Europeia faz o que já era previsível e estava à vista. O Toninho não pode dar tudo e mais alguma coisa quando estamos a seguir uma linha de cortes orçamentais e com as contas a ficarem equilibradas.

Bem que estava à vista antes das eleições que a esquerda ao vencer iria dar barraca. Quiserem assumir o comando do país e agora estão com a Europa à perna devido às ideias de bem-feitoras que têm tido em tão poucas semanas. 

Vá, Toninho, agora voltas atrás com as tuas vontades idealistas e terás os bloquistas e os comunistas a torcerem-te a orelha dia sim, dia sim!

Ganha... Não Desistas

não desistas.jpg

Um desgosto consegue ser ultrapassado com a ajuda da entrada de uma nova pessoa na vida de alguém? Por muito que se tente não aceitar e abrir os horizontes quando se está de luto, sempre é possível começar a sentir um recomeço. Lucas entra na vida de Bea após a partida de Cat. Estará aqui presente o amor de mãos dadas com a felicidade ou a escuridão da dor continuará a persistir? Não Desistas é o livro que está neste momento em passatempo pelo blog, estando um exemplar desta obra de Joana Salvador, lançada pela Chiado Editora nas últimas semanas em jogo.

Quando a sua melhor amiga morre, Bea sente que nunca irá voltar a ser mesma. Mas o que acontece quando logo após esta perda, aparece Lucas, alguém que nunca pensou se interessar por ela, e dá um significado à sua vida, fazendo-a amá-lo incondicionalmente? Com a Cat muito presente e influenciando todas as suas decisões, será que a Beatriz parará, finalmente, de fugir quando as coisas se tornam difíceis? Só lhe resta fazer uma escolha, que pertence a si, continuar a agarrar a escuridão, não deixar a dor para trás e sofrer, ou entrar na luz, e permitir que a felicidade comece a ser sentida.

Este passatempo vai decorrer até às 19h00 do dia 08 de Fevereiro e para se habilitarem a um exemplar do livro só têm de:

  • Fazer Gosto nas páginas de Facebook d' O Informador e da Chiado Editora.
  • Partilhar este post, mencionando dois amigos nessa mesma partilha.
  • Preencher o formulário que se segue onde só é permitida uma participação por endereço de e-mail.

Atual leitura... As Grandes Cartas de Amor

Irei finalizar Janeiro com duas obras entre mãos! Para além de Tempo de Partir, da Editorial Presença, tenho agora também uma obra da Guerra e Paz que acabou de ser lançada. As Grandes Cartas de Amor de várias personalidades que marcaram a sociedade nas suas épocas estão reunidades numa só obra coordenada por Elizabete Agostinho. De Marcel Proust a Florbela Espanca e de Karl Marx a Beethoven, sem esquecer Maria Barroso e Mário Soares. Nesta união de escritos celebra-se o amor, seja ele vivido de que forma for. Confesso que este livro será uma boa fonte de inspiração agora que o Dia dos Namorados começa a aproximar-se!

As Grandes Cartas de Amor.jpg

Atual leitura... Tempo de Partir

Há uns dias lancei o desafio para me ajudarem a escolher a próxima leitura, agora que a vou iniciar tenho de revelar a vossa preferência dentro do lote disponível!

Eis que foi a obra de Jodi Picoult, Tempo de Partir, a ganhar a corrida entre as onze obras disponíveis no momento para poderem ser eleitas como a próxima leitura. Confesso que nunca li nada da autora, mas por estes dias tenho ouvido e lido bons comentários acerca das suas obras, começando a ficar curioso com esta narrativa que alcançou o top do New York Times Bestseller. 

A Chave de Salomão

AChaveDeSalomao.jpg

Autor: José Rodrigues dos Santos

Data: Outubro de 2014

Editora: Gradiva

Número de páginas: 624 páginas

Classificação: 2 em 5

 

Opinião:

Aprecio a escrita de José Rodrigues dos Santos, porém em A Chave de Salomão tudo vai decorrendo de forma empolgante mas com vários pontos bem negativos a decorrerem ao longo de todo o enredo criado pelo autor. Primeiro, já não existe paciência para as correrias de Tomás Noronha que parece viver em vinte e quatro horas o que só é possível em uma semana. Segundo, a junção entre ficção e história amorosa do protagonista com os dados científicos não conjuga em nada desta vez. Quando os dados físicos foram sendo explicados ao longo de vários capítulos, a maioria aliás, senti-me com vontade de seguir em frente e deixar as lições para trás das costas porque não me interessaram em nada. Certo que aprendi um pouco, mas esta não é de todo a minha praia no campo do interesse pelo desconhecido aos olhos de todos. 

Avanços e recuos em busca de uma descoberta que no final acaba por ser revelada de forma rápida, dando uma desculpa para tudo terminar com o casal amoroso junto como seria mais que previsível. Alguma novidade? Nada de nada! Este livro é teoricamente mais do mesmo dentro do estilo adoptado por José Rodrigues dos Santos para as histórias criadas para o seu protagonista preferido, aquele que não descola da cepa torta e que é chamado para todos os mistérios que existem para resolver dentro e fora de Portugal. 

Espero sinceramente que tão cedo o autor não volte a pensar numa trama deste estilo e se o fizer que remodele a vida de um homem sempre pronto para os outros e que parece não existir fora do meio da investigação. Não existem compromissos, não existes reuniões que não podem ser desmarcadas, não existem afazerem, tudo porque um telefone toca a apelar para que o Tomás comece a correr que nem um louco por corredores sem fim e salas sem aquecimento em busca de um mistério bem escondido nos confins do mundo. 

O pior livro de José Rodrigues dos Santos!

Vencedores de Todos os Dias com Francisco

Francisco é o Papa que tem conquistado a humanidade nos últimos tempos pela sua fé, dom da oratória e a grande proximidade física e intelectual que tem mantido desde o início do seu pontificado. Ao longo dos últimos meses um retrato literário tem sido feito sobre os atos do Papa Francisco, estando a vida, desabafos e opiniões ao dispor agora dos leitores através do livro Todos os Dias com Francisco, lançado em Portugal através da Guerra e Paz. Existindo a possibilidade de oferecer aos leitores do blog alguns exemplares desta obra com prefácio do Padre Vítor Melícias, eis agora chegado o momento de revelar a lista dos vencedores deste desafio.

  • Cristina Carreiro
  • Filipa Monteiro
  • Dulce Pires

A todos os que tentaram a sua sorte agradeço, ficando a promessa que um próximo passatempo irá surgir dentro em breve!

TVI fez um Presidente!

Marcelo rebelo de sousa.jpg

Poderemos dizer que a TVI fez um Presidente da República?! Se não fossem todos os anos de comentário político e social no principal bloco informativo do canal e com valores de audiência tão bons, será que o professor tinha vencido a Presidência da República assim de forma tão fácil? Duvido um pouco, daqueles bem grandes até! Marcelo, o Presidente!

Marcelo, o Presidente!

O que a maioria esperava tornou-se um facto! Marcelo Rebelo de Sousa é o novo Presidente da República, derrotado todos os restantes candidatos da maior lista de sempre de nomes para assumirem o cargo maior nacional. O professor, político e ex-comentador da TVI foi o eleito à primeira volta, o que as sondagens diziam há algum tempo que iria acontecer e toda a esquerda saiu derrotada, embora com várias surpresas. 

Maria de Belém começou bem entre os seus adversários esquerdistas e aos poucos foi perdendo todo o terreno para o companheiro Nóvoa. Marisa subiu em flecha de semana para semana e terminou com um valor que não era esperado, bem acima do que tudo fazia prever. O que dizer de Edgar Silva que surge após ano dedicado à igreja num lugar de esquerda e sem o reconhecimento da sociedade política? Depois surge o Vitorino, o famoso Tino de Rans, que marcou o seu lugar quando apareceu numa candidatura fora da área política de todos os seus adversários. Não o levaram a sério de início, mas o que foi certo é que o Tino provou que um calceteiro consegue marcar o seu lugar no panorama político nacional, tal como tem feito ao longo dos últimos anos. 

Falar e Teimar!

Existem conversas que de tão persistentes entre as mesmas pessoas que as provocam dia após dia, acabam por conseguir cansar as partes envolvidas. Uma coisa é conversar e por muito que se sinta que um bom porto não foi atingido, deixar o assunto e seguir em diante, outra completamente diferente é começar praticamente a fazer massacre com um certo tema, persistir e insistir até à exaustação, acabando por cansar quem está à volta e tem de levar com a conversa que parece um disco riscado daqueles que não conseguem ser tirados do leitor. 

Será que um bom teimoso não consegue perceber quando já chega e que não vale a pena continuar a tocar em determinados assuntos porque a resposta é sempre a mesma? Será que o tema que surge sempre do mesmo lado é assim tão importante para não se conseguir elaborar outro tipo de conversa que não contenha determinadas palavras chave, como se certas tags tivessem encontro marcado quando a conversa entre duas pessoas acontece?

Irra que cansa ouvir a mesma coisa uma, duas, três, quatro... vezes, sabendo a resposta que advém do ouvinte e percebendo que aquilo já cansa qualquer pessoa que esteja simplesmente de lado, quanto mais o que tem de enfrentar o tema hoje, ontem, sabendo que o mesmo surgirá amanhã, depois e posteriormente. 

Existe o teimoso e depois existe o teimoso que não consegue perceber o momento em que determinadas conversas de estarem tão batidas acabam por ter o efeito oposto ao pretendido.

Malvado Tomás Noronha

Ano sim, ano não, mais coisa, menos coisa, José Rodrigues dos Santos avança com um livro onde Tomás Noronha arrecada o protagonismo. No primeiro tudo gosta, no segundo todos gramam, ao terceiro começa a enjoar e do quarto em diante já não existe paciência por tudo ser mais do mesmo em torno da vida do historiador que entre a profissão, a investigação e o drama da doença da mãe vai andando a viajar pelo mundo em busca de um mistério romance após romance. 

Embora seja fã da escrita do jornalista, tenho a confessar que os meus livros preferidos do José são O Anjo Branco e A Filha do Capitão, ambos sem a intromissão de Tomás Noronha. Será que o autor que não vai largar assim tão facilmente a sua personagem preferida não consegue pelo menos remodelar esta figura para a tornar muito mais sustentável e real, fazendo pelo menos que a sua vida siga em frente e dando-lhe um novo rumo?

MEO vs. Ética

Vou a uma loja para baixar o valor da factura mensal MEO e colocam-me ao telefone com um assistente que sabe-se lá onde estará. Entramos em acordo para uma migração de satélite para adsl na televisão, uma vez que anteriormente não existia nada mais que satélite aqui pela aldeia, possibilitando ao mesmo tempo baixar o valor a pagar mensalmente e com a oportunidade de ficar com duas boxs e mais canais. Tudo bem e em bom tom! Um dia passou e os técnicos da instalação não ligaram. Dois dias passaram e ninguém ligou. Ao terceiro dia eu liguei e surpresa... Afinal por aqui ainda não existe nem adsl nem fibra. Onde o moço no outro dia foi buscar tal ideia de algo inexistente pela zona? E qual a razão de não ter sido contactado entretanto para me dizerem que afinal tudo estava embrulhado e teria de ficar como estava anteriormente? Por agora, tudo fica inalterado como até aqui, embora tenha reduzido um serviço, o que acaba por diminuir o valor total da factura, no entanto agora vou esperar até que surja alguma promoção assim daquelas um pouco mais atraentes para alterar o pacote que terá de continuar a ser de satélite na televisão e adsl na internet e no telefone fixo que era totalmente indispensável mas que é praticamente obrigatório em qualquer pacote. Não gostei deste atendimento do salta pocinhas e do dá-nãodá-dá-nãodá, só para tentarem empatar durante uns dias, neste caso umas semanas, uma mudança de tarifário ou mesmo de operadora. Erraram e ficaram depois em silêncio talvez à espera que me esquecesse da situação, não percebi! Ainda dizem que as grandes empresas como a MEO têm um grande atendimento ao cliente! Nota-se!

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow

Comentários recentes

  • O Informador

    Só te posso dizer que estou mesmo a terminar a sua...

  • O Informador

    Estás a dizer que sou uma inspiração ao longo dest...

  • O Informador

    Uma viagem sem partida e chegada é sempre uma viag...

  • O Informador

    Se gostas estás à vontade para partilhar pelas red...

  • Carolina Paiva

    Parece-me bem :) fico à espera da opinião :)

Atual leitura

Mensagens

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________