Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Partida adiada

O que estava praticamente certo acabou por ser adiado por tempo indeterminado! Se fiquei aliviado? Em grande parte sim! Falo da ida até Faro em trabalho por uns meses!

As coisas voltaram atrás e a estratégia da empresa acabou por ser alterada, não indo para já ninguém para a zona algarvia. O início de ano revelou-se calmo pelos negócios e os assuntos tiveram que ser repensados para que nada do que está feito acabe por sair prejudicado por uma má decisão de crescimento.

Por agora é ficar como se está, apostar no que se tem, assumir as novas funções que me foram dadas perto de casa e continuar assim, pensando que será por aqui que tenho de fazer opções de vida e apostar profissionalmente, tendo os meus dias bons e maus próximo de quem gosto e onde me sinto mesmo em casa!

Partida para sul então adiada até um dia, quem sabe um mês, seis meses, um ano, ou uma ideia esquecida!

40 e Então? agora no Casino Lisboa

40 e Então?Ontem o serão foi passado pelo Auditório dos Oceanos no Casino Lisboa a assistir ao regresso do espetáculo 40 e Então? aos palcos nacionais, alguns meses depois de uma bem sucedida temporada pelo Teatro Tivoli BBVA. Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique são as grandes estrelas da peça que encheu a sala, entre convidados e fãs das atrizes. Um bom espetáculo que recomendo ser visto, principalmente pelo público feminino que é retratado nas mais diversas situações encenadas!

As quarentonas estão retratadas em 40 e Então? só que não estão sozinhas nas sucessivas conversas de Marias para Marias que vão acontecendo ao longo de mais de hora e meia de espetáculo. O regresso deste trabalho junto do público sofreu ligeiras alterações de texto que continua a pertencer às autoras Ana Bola, Helena Sacadura Cabral, Inês Maria Meneses, Rita Ferro, Rute Gil e Sílvia Baptista. Com pequenos pormenores alterados para criar maior proximidade junto do alvo e com a comédia sempre presente em palco, o trio de atrizes é excelente a relatar os desafios da idade, a maternidade e as sogras (parte preferida), as saídas, a bebida, o divórcio, a moda e todos os assuntos que fazem parte do universo feminino após os 40 anos de idade. 

Este é um espetáculo bem divertido, sempre em andamento e sem qualquer tipo de perda de ritmo. Em monólogo, dupla ou a três, as várias personagens vão desfilando com os seus dramas problemáticos e reais através de uma união em busca da felicidade e bem-estar pessoal.

Um espetáculo leve, com um texto bem apetrechado e excelentes interpretações de atrizes conhecidas do grande público televisivo e que acabam por surpreender em palco, retirando a ideia que muitas vezes se tem sobre as pessoas que fazem parte do universo do pequeno ecrã. Posso dizer que voltei a gostar, talvez ainda mais que da primeira vez, de 40 e Então?, um espetáculo da responsabilidade da Força de Produção e dedicado especialmente às mulheres em geral!

40 e Então?

Elas estão de volta…

Para acabarem de vez com os tabus.

Aos 40 anos, as mulheres já não são como eram. A vida mudou e elas também. Como é que elas vêm o amor ? o sexo?, a solidão?, envelhecimento?, ou até a forma como lidam com os filhos? São muitas perguntas para uma única resposta: com muita garra, determinação e um imenso sentido de humor.

Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique vestem a pele de diferentes mulheres que chegaram aos 40 anos e estão dispostas a tudo. Com textos de Ana Bola, Helena Sacadura Cabral, Inês Maria Meneses, Rita Ferro, Rute Gil e Sílvia Baptista, 40 E Então? regressa a Lisboa para uma curta, mas intensa temporada, no Auditório dos Oceanos, Casino Lisboa.

 40 e então

Já chega de Segredos

As coisas já não são o que foram! A Casa dos Segredos é um formato de sucesso e disso não existem dúvidas! Agora e depois de uma quinta edição normal, duas especiais e uma outra a decorrer, existe uma verdade a afirmar!

O formato tem de parar por uns tempos, não regressando mais ao longo deste ano porque as audiências já não são como terão sido anteriormente. O programa tem conseguido segurar a liderança da TVI em vários dos seus horários de exibição, estando espalhado por toda a grelha do canal. Ao mesmo tempo o canal dedicado somente ao reality show é praticamente sempre o mais visto do universo Cabo, ficando muitas vezes à frente também da RTP2, sendo que online continua a ter o sucesso de sempre.

No entanto, e porque com várias edições, um sem número de concorrentes a terem passado pela casa, figuras semelhantes e conhecidas entre si, com histórias paralelas e cruzadas, existe um desgaste bastante profundo do Secret Story em Portugal, tal como aconteceu há uns anos com o Big Brother, que foi gravado justamente na mesma casa que o atual programa.

Ou TVI e Endemol pensam numa renovação profunda do programa, mudando-o ao mesmo tempo de local, elevando a qualidade dos seus concorrentes, distanciando-o ao mesmo tempo das tricas e mexericos que todos conseguem ter entre si, criando grupos polémicos mas com outro grau de inteligência e comportamento. Ou caso as alterações profundas não aconteçam as férias do formato terão de aparecer!

O público mostra cansaço para com a Casa e inclinos da Voz! O canal abusa da duração e blocos de diários ao longo de um só dia! A apresentadora com as suas piadas trabalhadas acaba por cansar com tanto arranjinho e maroscas. Além disso neste momento só mesmo acompanhando as principais novidades pelos blogues dedicados ao programa e vendo partes do resumo semanal de Sábado e a gala aos Domingos chega perfeitamente para saber tudo o que se está a passar. Conversas ocas e de baixo nível, polémicas, agressões, discussões, entradas por saídas, mentiras e passados. Tudo tem sido baralhado para voltar a dar de temporada para temporada, mas agora parece, pelo menos devia, ser o fim por uns bons meses, talvez mesmo anos, para que as coisas acalmem em torno de um formato que já gerou milhões para o canal, deu bons resultados à imprensa especializada e lançou anónimos com sede para a fama. 

Chega de Secret Story em 2015 porque tudo o que havia a dar foi ultrapassado, existindo uma paragem obrigatória para recriar histórias e deixar outros formatos verem a luz do dia dentro do género da vida real filmada!

Próxima leitura... Ambição

Ambição, o primeiro romance de Lurdes Feio, chegou no início deste ano às livrarias nacionais através da editora Guerra e Paz. Por aqui as próximas horas dedicadas à literatura serão com esta obra que «mostra o governo por dentro: nos gabinetes, nos negócios, na cama». Uma obra de ficção onde qualquer coincidência com a realidade não passa disso mesmo, simples coincidência!

Ambição

Francisco Mortágua tinha finalmente conseguido: era ministro. Depois de um percurso nas juventudes partidárias, aquele que acreditava estar predes­tinado a grandes coisas no panorama político português sabia que uma das suas mais preciosas aliadas – e que facilmente poderia tornar-se inimiga – era a comunicação social. O ministro queria marcar a diferença, ser um político sério, e precisava de cair nas boas graças dos jornalistas para rentabilizar esse trabalho. Mas Francisco tinha uma enorme desvantagem: era um sedutor in­veterado.

Quando se envolve com Marta Santiago, jornalista de um dos maiores jornais diários nacionais, Francisco Mortágua está longe de imaginar que os escrúpulos de Marta e a sua verticalidade moral são exactamente o oposto de tudo e todos os que o rodeiam. Num jogo de poderes, com a facção da oposição a tirar da manga a carta da chantagem, a esposa traída cada vez mais ressentida, os colegas de governo a transpirarem inveja e o esquema vicioso das obras públicas a prosseguir apesar da sua acção, a ambição do ministro poderá não ser maior do que a sede de vingança daqueles que vai derrotando, um a um, para chegar onde tanto quer.

Entre o calor da cama e as luvas passadas debaixo da secretária, nada será simples e limpo no país onde grassa a impunidade, a chantagem e a coacção. O ministro Francisco Mortágua, mais ingénuo do que à primeira vista parece­ria, vai ser confrontado com a verdadeira face da alta política e descobrir do que é capaz esse enorme monstro chamado corrupção.

Sugestões Zara

Nova Colecção Zara

Adoro os produtos Zara e embora os dos últimos anos sejam bem semelhantes aos de outras conhecidas marcas, destaco aqui algumas peças que já chegaram às lojas através da colecção SS15 e que têm a minha preferência!

Destes seis novos artigos destaco, sem dúvida alguma, a capa felpa que é um dos modelos que entraram nos últimos tempos em grande moda nacional e sobre o qual tenho alguma curiosidade sobre se gostarei de me ver ou não com algo do género. Nada como experimentar, não é verdade?

Ofereço... A Pérola Acesa

A Pérola Acesa

Abençoados sejam os Artistas! Abençoados sejam os Poetas! Um ser humano não se torna Poeta. Um ser humano nasce Poeta! É uma condição de vida, que começa no primeiro choro, no primeiro grito de vida. Uma condição de vida difícil, dramática, por vezes violenta, complexa, visceral, que enfrenta os “cornos do touro”; mas sublime e onde cabem e vivem tantas mulheres nesta dispersão maravilhosa do “eu”. Pois bem, vão ter oportunidade de conhecer algumas dessas mulheres.

É assim esta mulher, que aqui se apresenta com o seu primeiro livro de poemas “A Pérola Acesa” – Vanda Catarino - nascida há 49 anos em Luanda, mas Lisboa é a cidade onde sempre viveu e que a inspira. Aliás, tudo a inspira.

Não me lembro quando peguei pela primeira vez na caneta e no papel para escrever Poesia, mas penso que terá sido na infância. Muitos dos poemas que me bateram à porta, nunca os escrevi. Preferi deixá-los livres. Não os quis acorrentar e aprisionar à caneta e ao papel. Depois de ter passado vários anos a escrever poemas só para mim, achei que é chegado o momento de os apresentar aos outros. Espero que os recebam com elegância e sensibilidade.

Vanda Catarino é a autora da união de poemas apelidada por A Pérola Acesa, um livro do qual tenho um exemplar para oferecer aos leitores do blogue! Através da junção com a Sinapis Editores, volto a poder oferecer poesia a quem a deseja receber.

Descrito pela sua autora como uma oportunidade de conhecer vários universos femininos, esta obra reflecte várias perspectivas do «eu», desde o primeiro choro ao último suspiro. Uma obra de artista lisboeta, nascida em Luanda e inspirada pelo mundo!

Quem quiser habilitar-se a ser o vencedor deste exemplar que tenho para oferecer basta viver em Portugal, ser seguidor pelo Facebook d’ O Informador e da Sinapis Editores, partilhando este passatempo pelo seu estado, tendo depois que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este mesmo texto.

«O livro A Pérola Acesa irá ser meu!»

Este passatempo começa pelas 00h01 do dia 28 de Janeiro, Quarta-feira, terminando pelas 18h00 de dia 08 de Fevereiro! Com a participação validada é só ficares atento porque será logo pelo dia 08 que anunciarei o nome seleccionado através do sistema random.org. O vencedor será também contactado via email, como tal peço que no momento da inscrição os dados – nome (primeiro e último) e email – fiquem correctos para uma melhor comunicação.

Boa sorte e muitas pérolas para todos os participantes deste passatempo!

Vencedor de A Volta ao Mundo

Os passatempos lançados terminam e com isso o momento de revelar o nome dos vencedores surge, como é o caso do leitor que irá receber um exemplar do livro A Volta ao Mundo, da autoria de Anselmo Vasconcellos, lançado pela Chiado Editora, que sabe agora que o seu nome foi o seleccionado através do sistema automático random.org, ganhando assim este sorteio. 

Com trinta e oito participações e uma unidade literária como troféu, o número sorteado foi o 37, o que transformado pela ordem dos comentários faz com que tenha sido o Miguel Massano o vencedor de A Volta ao Mundo.

Parabéns ao vencedor que irá ser contactado para disponibilizar os seus dados com a finalidade do envio do seu prémio poder acontecer. Aos outros fica a promessa que novas oportunidades irão surgir pelos próximos tempos, ou melhor, pelas próximas horas! Fiquem atentos!

A Volta ao Mundo Vencedor

Autor: Anselmo Vasconcellos

Data de publicação: Novembro de 2014

Número de páginas: 232

ISBN: 978-989-51-2216-5

Colecção: Viagens na Ficção

Género: Ficção

Sinopse: “Conversamos sobre tudo que os impulsos nos trazem neste momento; mas é difícil ouvir a intimidade dela. A minha é só silêncios. Um dia será música, pressinto. Mostro a Lara a amendoeira, o tempo que fez tudo crescer desde que chegamos ali e…  como estamos agora? Nossa volta ao mundo é um jogo mágico onde nos movemos na matemática das surpresas, como faz Alice no País das Maravilhas.”

A Volta ao Mundo

É Lisboa pois então!

2014 foi o ano do Porto ter sido a cidade escolhida como Melhor Destino Europeu numa votação mundial. Agora e porque Portugal continua na berra do turismo, há que votar na nossa capital para que o prémio continue por estas bandas.

Lisboa é uma das cidades nomeadas para Melhor Destino Europeu 2015, numa eleição que decorre no site www.ebd2015.com até 10 de Fevereiro. Lisboa volta assim a disputar o lugar que já foi seu em 2010 com cidades como Madrid, Barcelona, Amesterdão, Berlim, Praga, Roma, Londres, Paris, Viena e Istambul.

Que ganhe a melhor, a nossa pois então!

40 e Então?, os vencedores

A peça 40 e Então? está de volta aos palcos nacionais, desta vez no Auditório dos Oceanos no Casino Lisboa com uma temporada que começa a 29 de Janeiro e tem o seu último espetáculo marcado para 8 de Março. Por aqui, porque gosto de presentear os leitores do blogue, dois bilhetes duplos para a sessão de estreia estiveram em passatempo durante os últimos dias, chegado agora a altura de revelar o nome das duas vencedores sorteadas através do sistema random.org e que irão assistir ao espetáculo da Força de Produção

Quem irá poder aplaudir a performance de Maria Henrique, Ana Brito e Cunha e Fernanda Serrano no dia 29 pela sala lisboeta em boa companhia são as participantes Cláudia Oliveira e Maria dos Anjos Batista. As leitoras irão assistir a esta comédia que une os dramas, amores, sacrifícios, problemas e alegrias das várias personagens que o trio de atrizes vai interpretando ao longo das quase duas horas de cada sessão.

Parabéns às vencedores que irão ser contactadas com a explicação sobre o levantamento dos seus bilhetes! Aos outros fica a promessa que novas oportunidades irão surgir pelos próximos tempos!

40 e então vencedores

Elas estão de volta…

Para acabarem de vez com os tabus.

Aos 40 anos, as mulheres já não são como eram. A vida mudou e elas também. Como é que elas vêm o amor ? o sexo?, a solidão?, envelhecimento?, ou até a forma como lidam com os filhos? São muitas perguntas para uma única resposta: com muita garra, determinação e um imenso sentido de humor.

Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique vestem a pele de diferentes mulheres que chegaram aos 40 anos e estão dispostas a tudo. Com textos de Ana Bola, Helena Sacadura Cabral, Inês Maria Meneses, Rita Ferro, Rute Gil e Sílvia Baptista, 40 E Então? regressa a Lisboa para uma curta, mas intensa temporada, no Auditório dos Oceanos, Casino Lisboa.

Amores e Saudades de um Português Arreliado

A única coisa é a vida. A única coisa é a vida de cada um. Sem vida, nada feito. Viver não é a melhor coisa que há: é a única coisa. Cada momento da vida não é único. Mas há momento únicos. A nossa felicidade não é passá-la como quisermos. É dar por ela e aproveitá-la. (...) A única coisa é saber que um dia virá em que nos será tirada a vida. Para sempre. Mas, por sabermos isso, não podemos perder tempo a pensar nisso. (...) A única coisa é estar aqui, agora, a escrever isto. Enquanto posso, enchendo-me de alegria.

Amores e Saudades de um Português Arreliado

Miguel Esteves Cardoso é dos mais aplaudidos autores nacionais pela crítica e para mim era até à leitura de Amores e Saudades de um Português Arreliado um nome conhecido somente através de algumas das suas crónicas publicadas pelo jornal Público. Agora descobri a obra deste lisboeta que trocou a confusão da cidade pela vida no campo em boa hora!

Não posso dizer que Amores e Saudades de um Português Arreliado seja um livro que me tenha conquistado na sua totalidade porque se o fizesse estaria a mentir. Não sou grande fã de pequenas histórias, contos e crónicas, no entanto confesso que acabei por ficar surpreendido com o desenrolar desta obra dividida em cinco atos com várias histórias contadas entre si.

Os ressentimentos para com a malvadez do pai que tanto amou a sua mãe até acabar por magoar quem lhe estava mais próximo! O encontro com a verdadeira paixão ao lado de Maria João, a sua cara metade, não de sempre mas com um desejo de para sempre! O pós dor que surgiu com a doença no seio do lar onde as forças e a harmonia do casal conseguiram levar por diante uma felicidade única! A liberdade da escrita através do tempo, relatando sentimentos e estados de alma! As diferenças entre a vida rural e urbana, onde a pacatez da aldeia conquista através do sossego do lar, dos pássaros a cantarolar, com as manifestações de afecto dos animais de estimação e a vizinhança sempre pronta a colaborar, contrastando com a rebeldia de uma cidade em movimento onde os desconhecidos acabam por se atropelar dia após dia.

Acima de tudo, estas crónicas de Miguel Esteves Cardoso lançadas pela Porto Editora reflectem a alegria de viver do seu autor que descobre todos os prazeres da vida ao lado de «O Meu Amor», a sua Maria João. Juntos trocam as voltas às contrariedades da vida, invadem a perfeição e exprimem a felicidade, sem alaridos e com uma grande admiração mútua. Esta é a parte chave deste conjunto de crónicas, onde toda a dedicação é reflectida pelos textos dedicados à sua amada, do nascer do sol até ao novo amanhecer, vinte e quatro horas do dia sem qualquer interrupção. Dois apaixonados na casa dos cinquenta que se pronunciam com simples gestos que dispensam qualquer tipo de formalidade e comentários!

Um amor único contado por alguém que escolhe no ponto certo cada palavra, Miguel Esteves Cardoso, o português que não parece nada arreliado com a vida que tem!

Ai, coragem!

Observador Papa FranciscoVamos lá deixar alguns dos telemóveis de lado e apagar todas as contas que existem pelas redes sociais senhores católicos que gostam de seguir à risca o que o líder da igreja afirma!

Se o Papa Francisco afirma que é necessário educar os mais novos através da comunicação pessoal sem o recurso a iPhones e redes sociais que podem ser utilizadas pelos mesmos aparelhos, então toca a comprar um dos novos modelos da Nokia ou Samsung para poder andar livremente e dentro das leis da igreja católica.

Já agora, daqui a uns dias revelará também a sua opinião acerca das horas que cada qual passa em frente ao televisor ou de livro na mão? É que em ambas as situações muitas vezes também não existe comunicação direta e pessoal!

Ai, coragem!

Quem não aparece esquece!

Marco Paulo e Kátia Aveiro

Zangam-se as comadres e descobrem-se as verdades!

Os anos gloriosos de Marco Paulo passaram e chegaram os tempos dourados da família de Cristiano Ronaldo que é conhecida pelo que bem se sabe e que, segundo o cantor, acabaram por comer muito queijo para esquecerem os sonhos que tiveram em tempos!

«Nossa senhora», quem quer atingir maior protagonismo nesta altura do campeonato? Ronaldo continua nas bocas do mundo e arrasta o seu seio familiar. Ao contrário disso, Marco Paulo parece andar desaparecido e longe das luzes da ribalta.

Mudam-se os protagonistas e sempre aparecem as manifestações azedas dos que descem e são substituídos! Quais serão as cenas dos próximos episódios? Pelo menos o tema foi lançado, agora resta à imprensa dar destaque ao cantor que tem «dois amores» para que possa aparecer um pouco mais pelo pequeno ecrã com entrevistas e participações em diversos programas. Quem não aparece é esquecido, não é bem verdade?!

A sede de protagonismo dá sinais de vida por algumas bandas!

Febre Violetta!

Violetta

O espetáculo Violetta já aterrou em Lisboa, mais concretamente no Meo Arena, e com ele milhares de crianças, adolescentes e seus acompanhantes adultos marcam presença no recinto. A febre sobre a série internacional chegou ao nosso país há uns meses e o sucesso é tal que os preços que muitos pais pagaram sobre os bilhetes dos seus filhos é qualquer coisa de absurdo.

Lenços, casacos, camisolas e vários adereços marcam presença pela plateia do Meo Arena com tantas mini fãs que veneram e seguem os conselhos da estrela pop da série. Existirá assim tanta falta de dinheiro no nosso país quando se vê milhares de adultos a oferecerem bilhetes para um espetáculo infantil de duas horas com preços bem acima da média quando talvez não dariam valor semelhante por um brinquedo que consiga entreter as crianças por um tempo mais alargado?

A Violetta chegou a Portugal com o seu espetáculo ao vivo! Será que daqui a uns tempos a sua protagonista continuará a ser aplaudida por tantos pais ou o sucesso de hoje acabará como o da série Hannah Montana de que ninguém quer ouvir falar?!

The Strain

The StrainUma nova série chegou ao universo FOX Portugal. Por aqui não perdi o primeiro episódio e fica a promessa que os próximos já estão a aguardar pela gravação automática!

The Strain conta a história do Dr. Ephraim Goodwaether, o chefe da equipa do Centro de Controlo de Doenças na cidade de Nova Iorque. Com a sua equipa enfrenta a investigação de um misterioso vírus semelhante ao vampirismo onde certos factos remetem a situações passadas. Como enfrentar este mistério e salvar o futuro da humanidade?

Pessoas que são atacadas e sofrem a transformação de um vírus que não é mortal mas que é temido por quem o enfrenta, unindo-se esse universo com o mote principal de The Walking Dead e com o universo da investigação criminal num só produto, mostrando que as velhas fórmulas do sucesso televisivo não estão ultrapassadas, só têm de ser reformuladas para baralhar e voltar a dar de novo.

Confesso que este não era de todo um dos meus géneros favoritos de ficção, no entanto e tal como tem acontecido com outros produtos, os gostos no que toca a séries têm sofrido alterações e o primeiro episódio desta produção assinada pela FX para o mundo conquistou-me!

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow

Comentários recentes

  • O Informador

    Só te posso dizer que estou mesmo a terminar a sua...

  • O Informador

    Estás a dizer que sou uma inspiração ao longo dest...

  • O Informador

    Uma viagem sem partida e chegada é sempre uma viag...

  • O Informador

    Se gostas estás à vontade para partilhar pelas red...

  • Carolina Paiva

    Parece-me bem :) fico à espera da opinião :)

Atual leitura

Mensagens

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________