Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

30
Jun14

O Caso Renato Seabra: Por Detrás das Cortinas


O Informador

O Caso Renato Seabra

Marta Dhanis, a jornalista correspondente da TVI nos Estados Unidos, acompanhou todo o desenvolvimento do caso que levou o cronista social Carlos Castro à morte num hotel de Nova Iorque a 7 de Janeiro de 2011. Agora, depois da sentença do juiz e júri no tribunal ter ditado que Renato Seabra é culpado, o livro da polémica é lançado pela Chiado Editora com o título O Caso Renato Seabra: Por Detrás das Cortinas. Eu já o li e deixo aqui a opinião sobre o mesmo!

A jornalista que acompanhou o caso desde o primeiro minuto contou tudo de ponta a ponta sobre o início das férias do casal até ao dia do julgamento final, sem deixar escapar as conversas escritas que teve com Renato Seabra algum tempo depois de tudo ter terminado judicialmente. Marta revelou os pormenores confirmados por si própria sobre os dias antecedentes à morte de Castro, descreveu o local do crime, tal como o estado em que o quarto foi deixado após o momento fatídico. A autora de O Caso Renato Seabra vai mais longe e revela o passado do jovem homicida, contando o início das relações homossexuais com familiares e vizinhos, mostrando que muita coisa contada pela imprensa na altura não é a verdade sobre o caso.

As memórias, a convivência com os amigos que viram a união e cumplicidade do casal pelas últimas horas em Nova Iorque, os interveniente após o crime, o taxista que viu um jovem sem rumo a entrar no seu veículo com um destino em mente e uma ausência de planos consistentes, uns técnicos hospitalares que deram com um Renato que tinha a sua imagem nas televisões nacionais e que o reconheceram desde logo...

Tudo, mas mesmo tudo é contado por Marta Dhanis, num livro onde os olhares partilhados entre mãe e filho em tribunal não são esquecidos, onde também as declarações médicas e psicológicas reveladas acabaram por interferir na decisão final que levou Renato Seabra a ter uma pena que pode ir de 25 anos a prisão perpétua.

Um livro descritivo sobre uma situação real que todos acabamos por conhecer através da imprensa nacional e internacional, escrito de forma ágil e direta, sem artimanhas gramaticais de forma a contar diretamente a verdade tanta vez implícita por outras histórias. Família e amigos de Seabra não gostaram de ver as suas vidas expostas desta forma e ai concordo com tais opiniões, no entanto defendo que este é o livro da verdade, tal e qual como ela aconteceu e ainda está a acontecer neste exato momento.

Sinopse

O caso fez manchetes no mundo inteiro. Um corpo mutilado é encontrado no quarto de um hotel de 5 estrelas em Nova Iorque.

Uma história com os ingredientes perfeitos até para o tablóides da ‘Big Apple’: sexo, dinheiro e homossexualidade.

Os protagonistas: um modelo português e uma personalidade do mundo do espectáculo de Portugal. Mas afinal quem é quem? Qual era a verdadeira natureza da relação entre um jovem de 21 anos e um homem de 65? E o que levou ao homicídio?

A autora foi a única jornalista a acompanhar o caso de perto, desde a noite do homicídio até à sentença do arguido. O livro conta-lhe o caso passo a passo e ainda o que se passou por detrás das cortinas, incluindo conversas com o homicida. Haverá inocentes nesta história? Haverá algum culpado para além de quem foi condenado? Como será o futuro de Renato Seabra?

30
Jun14

Mensagem de Judite sobre a morte do André


O Informador

Judite de Sousa, a jornalista e pivô da TVI, viu o seu único filho, André, partir de um momento para o outro devido a um triste acidente numa piscina. A dor de uma mãe nas palavras deixadas publicamente a todos...

«Neste momento de dor peço a todos os colegas jornalistas que se lembrem do valor das palavras. A palavra aqui é uma: André. O filho que sempre quis e que sempre me quis. Um homem maravilhoso e radiante de alegria, de vontade de viver, de exemplo de empenho, estudo, trabalho e força de vontade e sempre atento, sempre disponível, sempre carinhoso. Já não irá iniciar em setembro a desafiante etapa profissional que tinha conquistado por direito próprio numa empresa multinacional. Mas deixa-nos o seu testemunho, e esse testemunho só pode ser traduzido por palavras. Por isso, como sabemos nesta profissão, as palavras são a nossa vida e neste momento, aquilo que nos resta. O André merece ser lembrado pela forma como tocou as pessoas com quem se cruzou e sempre e para sempre a minha.

Os pais do André agradecem ainda todas as milhares de mensagem de encorajamento e de solidariedade que receberam nas últimas horas. Agradecem a fraternidade dos amigos do André. Querem deixar um profundo agradecimento e reconhecimento a todos os profissionais de saúde, médicos, enfermeiras, auxiliares, seguranças, administração do Hospital São Bernardo de Setúbal onde o André Recebeu os primeiros cuidados e do Hospital Garcia de Orta onde acabou por falecer. Infelizmente a medicina e a ciência têm limites.»

Não sou pai, no entanto a dor de uma partida é sempre dolorosa, para mais quando a corrente da normalidade revela tais partidas onde os mais velhos têm que ver os mais novos deixar a vida por situações erráticas e que deixam qualquer um a pensar sobre o estado da acreditação em algo superior. Ninguém merece ter de passar pela perda de uma pessoa que ama!

29
Jun14

A Minha Vida Dava Um Blog


O Informador

A SIC Mulher estreou o primeiro programa nacional dedicado ao mundo da blogosfera. Se eu sabia da estreia? Não! Se eu vi o primeiro programa? Vi! Como? Deixei a gravar a sua repetição, isto depois de ter visto num outro blogue, o da Cláudia Oliveira, um comentário sobre este mesmo formato... A Minha Vida Dava Um Blog!

Apresentado por Mónica Santana Lopes, do blogue A Mulher é Que Manda e por Ana Sofia, a apresentadora e agora também blogger com Universo da Ana Sofia, este novo programa semanal do universo de canais SIC realça assim o peso que os blogues têm ganho em Portugal, merecendo todo o destaque num programa exclusivo dedicado a este mundo pelo qual estou cada vez mais apaixonado.

No primeiro programa a principal convidada foi a blogger portuguesa mais conhecida deste complexo mundo! Quem é mesmo ela? Não podia deixar de ser a Ana Garcia Martins, a Pipoca Mais Doce. A Pipoca foi a entrevistada do primeiro A Minha Vida Dava Um Blog, tendo ido até uma aula de Zumba com a Ana Sofia para mostrar como é parte da sua rotina diária enquanto mulher, mãe, escritora, blogger... A Ana Garcia Martins tornou-se em menos de dez anos na blogger mais popular do nosso país graças à sua dedicação ao universo Pipoca Mais Doce que hoje em dia é mais que um blogue, sendo uma marca com produtos já à venda! A entrevistada contou como tudo começou, como tem corrido a experiência, as expetativas futuras e o grande trabalho que tem tido, desfazendo a ideia que muitos têm acerca deste mundo de que ter um blogue não dá trabalho! Dá pois, e sei bem do que falo!

Quanto ao formato... Gostei, e embora note que existem várias arestas a serem limadas pelas próximas semanas, no geral está um conjunto bem composto, com uma Ana Sofia já à vontade para com as câmaras, uma Mónica algo nervosa mas que com o tempo chega lá e várias rubricas que dão destaque aos grandes e pequenos blogues nacionais.

Se podiam ter escolhido outra pessoa para estar a dar a cara pelo A Minha Vida Dava Um Blog, sim, isso podia acontecer perfeitamente porque quando penso em blogues também me lembro logo da Pipoca e já que ela tem andado tanto por vários programas, por que não ter sido ela a escolha para apresentar esta aposta da SIC Mulher? Talvez tenha sido convidada e tenha optado por recusar tal convite, não se sabe!

Blogues sobre moda, jornalismo, arte, música e a vida de qualquer um, ou seja, os blogues em geral têm agora um espaço televisivo próprio! A partir de agora este será um programa que irei tentar ver sem falhar uma única edição porque com os outros há sempre algo a aprender e para conhecer!

29
Jun14

Férias marcadas


O Informador

Pelos últimos anos tenho passado as férias de Verão pelo Algarve e costa alentejana, agora será por Espanha que irei desfrutar de alguns dias de pausa, num local onde não terei que fazer nada, só a pensar no descanso e bem estar! Acabei por marcar as férias de Julho através da agência de viagens Besttravel!

Este ano será para Torremolinos, no sul do país vizinho, que irei passar os meus dias de descanso do trabalho. Estadia completa, hotel com serviço de refeições, bar, sauna, jacuzzi e piscina. Vou com o pensamento de que o calor vai ser o companheiro ideal da última semana do próximo mês e que irei desfrutar de uma boa estadia em terras de nossos hermanos.

Férias vão ser estas! Sem ter que cozinhar, ir ao supermercado, pensar no que comprar, sem horários para voltar a casa e ter algo para fazer! Agora sim, vou conseguir estar uns dias a desfrutar sem pensamentos negativos nenhuns!

Quando é que chega o dia 24 de Julho?

28
Jun14

Juntos no Verão


O Informador

Teresa Guilherme quis um programa na TVI além da apresentação de reality shows e a direcção do canal entregou-lhe o novo formato das tardes de Sábado. O que dizer da estreia de Juntos no Verão? Melhor do que os dois formatos anteriores, sem dúvida alguma!

Há uns anos era o cinema que preenchia as tardes de fim-de-semana dos canais generalistas nacionais e de há um tempo para cá têm sido os programas musicais que percorrem o país a preencher os horários das tardes de Sábado e Domingo dos três principais canais. Ao Sábado a TVI tem mantido a liderança, primeiro com o Não Há Bela Sem João com um João Paulo Rodrigues que sempre achou que poderia ser palhaço, uma Marisa Cruz que com tal companheiro de apresentação nada aprendeu e com os convidados vindos directamente da Casa dos Segredos. João Paulo mudou-se para a SIC no final do ano passado e o seu programa teve que terminar, sendo substituido logo depois por alguns especiais dedicados ao reality show e depois pelo Mais Vale à Tarde do que Nunca, formato preparado à pressa e apresentado por Isabel Silva e Nuno Eiró, uma dupla que corre bem, mas que não pode estar muito tempo junta por deixarem descambar as suas conversas.

Agora e mesmo tendo mantido a liderança com a troca de programas, Teresa Guilherme e Isabel Silva são a nova dupla feminina da televisão portuguesa e acabam de estrear o Juntos no Verão, um talk show onde tudo pode acontecer, de jogos com prémios a momentos de conversa, música com convidados bem conhecidos do público e figuras anónimas mas que querem sair com algum troféu do formato.

A dupla correu bem logo na primeira emissão, o programa não é uma continuação dos seus antecessores, mostrando frescura e renovação, a produção esmerou-se para continuar e ainda alargar os bons valores que têm sido feitos ao longo dos últimos dois anos e parece que a posta é positiva.

Adoro a Teresa por ser uma das melhores e mais espontâneas apresentadoras nacionais e vejo a Isabel como o futuro, fazendo bem lembrar a Cristina Ferreira, com o mesmo estilo e vontade de brilhar. Ambas estiveram excelentemente bem e com o à-vontade que as caracteriza, brilharam, animaram, riram, choraram e encheram o ecrã com a sua boa disposição.

Gostei desta estreia e acredito no sucesso do programa para lá do Verão, passando a ser Juntos no Outono, Juntos no Inverno, Juntos na Primavera... Tal como a rainha dos reality show deseja!

Quanto a nós... Estamos Juntos n' O Informador!

28
Jun14

Bloguista a tempo inteiro


O Informador

Um ano e meio já passou desde que dei o primeiro passo com este blogue e aos poucos tenho percebido como certas personagens deste mundo da escrita e partilha online tiveram que abdicar das suas profissões por verem o seu espaço em crescimento e sem tempo para se poderem dedicar a cem por cento à sua criação, tal como era desejado e já pedido pelo blogue e também pelos leitores que aparecem diariamente para saberem as novidades, as cusquices, lerem os novos textos e verem as imagens publicadas.

O Informador ocupa-me parte do final de tarde e por vezes do serão, isto porque ao longo do dia trabalho e tenho os meus afazeres diários que não me libertam para poder estar mais tempo dedicado ao blogue como gostaria. Neste momento queria ter, pelo menos, mais uma hora por dia livre para poder estar dedicado em exclusivo a este espaço, podendo ter outros destaques, publicando mais textos com pensamentos, opiniões, citações, divagações e por aí fora. Ando a publicar um ou dois textos por dia, estando por vezes a meio gás pela falta de tempo, tendo também algumas reservas para que nos dias em que o tempo escasseia e não me deixa escrever algo tenha sempre um recurso para poder partilhar com quem aparece por aqui diariamente em busca de novidades.

Gostaria que este fosse o meu emprego, poder dizer que trabalhava como blogger em Portugal e que tinha sucesso junto dos leitores, das marcas, dos anunciantes, podendo fazer vida disso, divulgando, anunciando, noticiando, tendo a minha agenda como bloguista, podendo andar pelos eventos para os quais tenho convite, mostrando logo de seguida e quase em cima do acontecimento como tudo aconteceu, sem ter que esperar algumas horas ou mesmo dias para poder contar o que vi e achei sobre determinado tema. Ir aos locais, poder conviver enquanto um rosto que tem um espaço aberto a todos, não ter de dizer que «infelizmente não vou poder estar presente por motivos laborais!». Ter um blogue e querer ter o projeto que tenho em mente para O Informador é ter de abdicar de um emprego de oito horas diárias das nove às dezoito com pausa para almoço. Ser um blogger a tempo inteiro é não ter horas marcadas, é não ter horários definidos para as refeições, é poder estar de manhã em Lisboa e à tarde no Porto, falando do que se está a fazer pelas duas cidades.

Poder partilhar e contar o que se vive, poder ter tempo com dedicação... É isto que eu sonho um dia conseguir com O Informador! Este é o meu projeto online e era daqui que gostaria daqui a uns tempos poder viver, deixando o emprego estável e parado para me dedicar ao que me tem dado prazer fazer e onde não consigo estar como quero por ter tudo em pensamento e poucas horas livres ao longo das vinte e quatro horas diárias!

Pág. 1/12

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

  • PP

    Que assim seja!

  • PP

    O meu também é assim

  • PP

    Magnífica iniciativa.

  • Flávia Hidalgo

    Tenho interesse imenso em comprar. Mas não encontr...

  • O Informador

    Geralmente oito horas não consigo, nem ao Sábado e...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador