Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

15
Fev14

Dia dos Namorados... Um Hotel... Uma Pessoa!


O Informador

O que aconteceu na noite celebrativa do dia dos namorados, o momento em que deveria passar o serão bem acompanhado com a pessoa que amo? Depois de um dia de trabalho fora do normal e longe de casa, seguiu-se um jantar a três, com patrão e colega, uma saída ao Casino da Póvoa e o regresso ao hotel para uma noite que poderia ter sido romântica onde o amor só andou mesmo no ar em pensamento e através do visionamento dos apaixonados casais que se cruzaram comigo e encheram todos os restaurantes da zona!

Estou aqui, a esta hora, a escrever com a televisão ligada, com um quarto de hotel com cama de casal e tudo ao dispor, tirando a companhia do coração que está longe! Pois, está a quase quatro horas de distância, a dormir na sua cama, sem me ter visto e onde só o telemóvel nos conseguiu unir neste dia dos namorados!

Por estes dias posso dizer que tenho um quarto de hotel para duas pessoas mas onde só uma marcou presença, o que me acaba por deixar triste.. Odeio dormir fora de casa, num sítio assim, e longe das pessoas que mais amo. A vida é feita de sacrifícios e este é mais um!

Resta-me agora dizer «olá!» à cama que me espera pelos próximos dias! E um «até já» a quem leu este texto!

14
Fev14

Pombo correio sem moda


O Informador

Encontrar o paradeiro da correspondência e perceber que nem sempre se consegue alcançar a resposta que se quer acontece a quem se julga o melhor. Depois e porque pode existir o momento da recusa e de obter más palavras do outro lado devido ao comportamento que se tem tido, opta-se por tentar encontrar pombos correio para conseguir saber o que se quer. Então, os melhores precisam de disfarces para perceberem o que se passa com os outros?

Qual a necessidade de não se enfrentar cara-a-cara alguém que nem faz mal e que talvez precise de ajude na vida? Perguntar a quem está à volta o que se anda a passar só porque se tem vergonha ou preferir esconder o seu interesse em alguma história é feio. Torna-se um mau momento quando chegam ao pé de ti e perguntam-te o que se passa com uma pessoa, isto porque os cuscos não conseguem ter a dignidade de colocarem uma simples questão à identidade sobre quem sentem alguma curiosidade, por acharem que são melhores que qualquer um e que não querem saber de ninguém.

A preocupação existe e há que respeitar as pessoas quando estas não estão bem, precisando do seu espaço e depois ficava sempre bem aos curiosos frustrados enfrentarem alguém, questionando e apoiando nos bons e maus momentos, mesmo que todos se mostrem fortes e incapazes de quebrarem barreiras por se acharem os supra poderosos donos do mundo e da razão.

Quem precisa de pombos correio nesta vida de merda? Os conquistadores que ao fim e ao cabo ficam sozinhos pelo mundo por serem postes com falta de sentimentos e identidade própria, recorrendo às questões fúteis sobre a vida do lado para tentarem pescar o que tanto lhes anda a fazer comichão e que não conseguem admitir.

Eles precisam da sociedade mas preferem andar sozinhos e a pensarem na vida de cada um a chegarem-se a quem desejam, seja pelo bem ou pelo mal, isto porque se querem mostrar os reis, aqueles que conseguem ser felizes com a solidão e que não gostam de mostrar preocupação para com os outros, fazendo o recurso ao diz que diz para conseguirem perceber o que tanto querem sobre quem lhes faz moça.

O uso do pombo correio está tão fora na época das redes sociais!

14
Fev14

Para Ti... Amor


O Informador

https://www.youtube.com/watch?v=orlFqGXFz_I

Hoje não consigo estar contigo neste dia que é nosso e de todos os apaixonados do mundo! Penso em ti, vivo contigo e amo-te, tendo-te sempre no meu coração!

O Amor é o que me deixa sem palavras, sem reacção e sem pensamentos que consigam ser expressos, mas deixa-me dizer que te amo, que penso em ti a toda a hora, com os instantes a passarem com a maior da rapidez. Como a letra da canção diz, gostar de ti acalma-me e ajuda-me a ultrapassar o dia-a-dia com um outro estado de espírito, ficando bem, estando apaixonado e com o coração ocupado e protegido.

Gosto de ti desde o primeiro dia, não sou fácil, não és a pessoa exemplar, completamos-nos e é por esse encaixe que te quero comigo, que te desejo e te procuro.

Ontem, hoje e amanhã... Amo-te!

PS - Sabes que não sou muito bom com palavras no que toca a este tema, mas pronto, foi o que arranjaste, agora aguenta-te. Já agora, desculpa esta ausência da tua presença logo por estes dias!

13
Fev14

Passatempo – Grande Revista à Portuguesa [13ªEdição]


O Informador

Grande Revista à PortuguesaO Informador e as Produções Filipe La Féria têm o prazer de estarem juntos pela décima terceira vez para oferecerem dez convites duplos de Grande Revista à Portuguesa, que estará em cena até pelo menos ao final de Fevereiro no Teatro Politeama. Quem quiser passar o serão de Sábado, 15 de Fevereiro, ou a tarde de Domingo, 16, a assistir à Grande Revista à Portuguesa tem aqui a sua oportunidade!

Numa produção de Filipe La Féria e com o elenco composto por Marina Mota, João Baião, Maria Vieira, que se encontra neste momento longe do palco devido a um acidente rodoviário que a afastou do trabalho por uns tempos, Vanessa Silva, Ricardo Castro, Rui Andrade, Patrícia Resende, Bruna Andrade, Filipe Albuquerque e Adriana Faria, este é um grande espetáculo que já se encontra em palco há vários meses e sempre com sala cheia.

Para poderes ganhar um dos dez convites duplos, cinco para Sábado, às 21h30, e os outros cinco para as 17h00 de Domingo, que tenho para oferecer, só tens que copiar uma das frases que se segue, consoante o dia em que preferes assistir ao espetáculo, colocá-la como comentário a este texto e ser um dos cinco primeiros comentadores para cada dia. A par disso, e para te sagrares vencedor, tens também que ser seguidor do blogue pelo Facebook e compartilhar a mesma página pelo teu perfil. Depois é só estares atento ao email porque será por essa via que entrarei em contacto com os vencedores, explicando o processamento do levantamento do seu convite. Ao longo do dia 15 publicarei a lista de vencedores deste passatempo num novo texto. Lembro que os bilhetes terão que ser levantados pelas pessoas que participaram no passatempo, não sendo facultados a outros e também a nulidade dos comentários de pessoas que tenham concorrido e vencido no último mês para obterem convites do mesmo espetáculo!

«Sábado irei assistir à Grande Revista à Portuguesa!»

«Domingo irei assistir à Grande Revista à Portuguesa!»

Boa sorte e não percas tempo, porque só os primeiros dez comentadores válidos serão os triunfadores! Até já!

Apresentação de Grande Revista à Portuguesa…

No ano do centenário do Teatro Politeama, vinte anos depois de “Passa Por Mim No Rossio”, La Féria volta à Revista numa homenagem ao Teatro mais popular e da preferência dos portugueses. Com texto, música, encenação e cenografia de Filipe La Féria, figurinos de José Costa Reis, direcção musical do Maestro Mário Rui, coreografia de Marco Mercier e direcção vocal de Tiago Isidro a “Grande Revista à Portuguesa” reúne um elenco de primeiras figuras muito queridas do público. Marina Mota, a Rainha da revista à portuguesa, regressa ao teatro em números que ficarão históricos pela sua graça e talento ao lado de João Baião que irá mostrar a sua versatilidade numa exibição das suas multifacetadas qualidades de actor, cantor e bailarino. Outro regresso ao Teatro é o de Maria Vieira, após uma ausência no Brasil de três anos e que reaparece no auge do seu talento de cómica. Vanessa, a grande revelação do último Rock in Rio e a vencedora de “A Tua Cara Não Me É Estranha” tem a oportunidade de interpretar os momentos mais emocionantes da Revista. Ricardo Castro revela-se um cómico de primeira com caricaturas dos mais conhecidos políticos portugueses. Rui Andrade, Patrícia Resende, Bruna Andrade, Filipe Albuquerque, Adriana Faria encabeçam um grande elenco de bailarinos, músicos, acrobatas e modelos desta mega produção de La Féria.

13
Fev14

Vencedores do Passatempo – Grande Revista à Portuguesa [12ªEdição]


O Informador

O Informador lançou pela décima segunda vez um passatempo para atribuir bilhetes duplos do espetáculo Grande Revista à Portuguesa, em cena no Teatro Politeama há vários meses e com estadia prolongada pelo mês de Fevereiro. Chegou agora a altura de revelar a lista dos vencedores que irão poder ver, no dia de hoje, 13, pelas 21h30, esta produção de Filipe La Féria.

Eis os nomes dos cinco comentadores mais rápidos e que agarraram assim a oportunidade de poderem estar na sala lisboeta a assistirem ao espetáculo encabeçado por João Baião, Marina Mota, Ricardo Castro, Rui Andrade e Vanessa Silva, estando Maria Vieira afastada por tempo indeterminado do palco do Politeama devido a um acidente rodoviário onde partiu duas costelas.

Nelso Resende

Ricardo Fonseca

José Miguel Abrantes

Alexandra Domingues

Vanessa Matos

Parabéns aos quinteto vencedor e um bom espetáculo a todos! Quanto aos leitores que também queriam ter tal oportunidade, fiquem atentos porque em breve novos passatempos teatrais, e não só, irão surgir!

13
Fev14

Corpo estático


O Informador

Existem momentos que não se esperam e colocarem uma questão sem que esteja a contar, sendo quase apanhado de surpresa leva-me a ficar estático e quase sem resposta e reacção. Oh vida, tens que me avisar de certas coisas de antemão, não é verdade?!

Não gosto nada de ser surpreendido com convites que fogem do meu pensamento para os tempos mais próximos e quando me fizeram a proposta para ir para um lugar por uns dias, perdendo as horas de descanso e lazer que já estavam marcadas mentalmente, pareceu-me que o mundo estava a ruir à minha volta, ficando num ambiente onde nem eu próprio me conheci.

A questão foi feita, a resposta foi dada com um «acho que sim», enquanto a mente se preparava para assumir que iria ter de rever os planos para os próximos dias e pronto, lá deixei escapar um «sim» com uma maior convicção, isto depois de voltar a aterrar e de sair do modo gelado com que fiquei por algo que não causa horrores e que só sai dos planos que já tinha pré-feitos sem ter percebido.

Fiquei estático e tacanho, mas logo me recompus!

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

  • marta-omeucanto

    Em termos de operadora de telemóvel, continuo com ...

  • O Informador

    Até agora estou a gostar da leitura que se torna b...

  • O Informador

    Irão sempre arranjar maneira de não fazerem a devo...

  • O Informador

    Euro a euro conseguirão lá chegar!

  • O Informador

    Não sei se a editora envia para o Brasil, mas pode...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador